Governo do Amazonas lança campanha ‘Violência nem Brincando’ para conscientizar crianças e adolescentes

A Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas) lançou nesta quinta-feira, 9 de outubro, a quinta edição da Campanha do Desarmamento Infantil com o tema "Violência nem Brincando". O lançamento aconteceu na Escola Estadual Eliana Pacheco Braga, bairro Santa Etelvina, zona norte, e tem a finalidade fortalecer ações preventivas de enfrentamento à violência. A campanha é uma iniciativa do Programa Ame a Vida da Seas, que atua hoje junto às escolas da rede estadual de ensino, em parceria com as secretarias de Estado da Educação (Seduc) e de Segurança Pública (SSP-AM).

"Durante esses cinco anos a gente percebe esse impacto positivo na vida dessas crianças e desses adolescentes. É isso que estamos tentando resgatar, ou seja, as brincadeiras saudáveis, o diálogo dentro de casa, o respeito com o próximo, e plantar essa semente que a paz inicia em cada um de nós", diz Márcia Helena Braga, coordenadora do Programa Ame a Vida.

A coordenadora explicou que a ação tem mais de sete mil alunos envolvidos das séries de 1º a 9º ano e conta também com a participação da comunidade. "Nós temos 108 escolas da rede pública estadual envolvidas na campanha deste ano. Nós trabalhamos com alunos de Ensino Fundamental I e II e temos mais sete Centros da Família, onde nós trabalhamos com a comunidade, levando palestras e oficinas".

Para a representante da Seduc, Simone Esteves, a campanha trabalha a conscientização de crianças e adolescentes, amenizando a violência. "Uma campanha deste nível ameniza a violência, pois as crianças se conscientizam que não podem brincar com brinquedos em formatos de arma. Elas mesmas se empenham, já que é desenvolvida através de atividades lúdicas e palestras, tornando-se um atrativo para as crianças".

Diminuição dos índices – Segundo o tenente da Polícia Militar da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Diego Paiva, a campanha de sensibilização dessas crianças é de extrema importância para diminuição dos futuros índices de violência  "O trabalho de conscientização de crianças quanto à violência acontece a longo prazo e reflete em bons índices de segurança no futuro".

De acordo com a Seas, de 2009 até 2013, houve uma redução de 83,5 % no numero de brinquedos que remetam às práticas agressivas e violentas. Oficinas, gincanas, práticas esportivas, teatro de fantoches, leituras, assim como o concurso de desenho e redação para alunos do ensino fundamental fazem parte da programação que se estenderá até o mês de novembro.

Participação da família – Os pais dos alunos também recebem orientação, por meio de palestras que são realizadas pela Seduc através do programa Jovem Cidadão durante o ano inteiro. Na época específica da campanha, Seduc e Seas também trabalham oficinas socioeducativas pelo programa Jovem Cidadão. Nelas, são trabalhados diversos temas, entre eles "bullying na escola", "violência com os professores" e outros.

CRÉDITO DAS FOTOS: NATHALIE BRASIL/AGECOM

Comentários