Header Ads

Eleições 2014: Eduardo Braga vence no interior e José Melo supera em Manaus



O mapa da distribuição de votos para governador no Amazonas mostra que o candidato à reeleição, José Melo (Pros), venceu em 24 municípios do interior e na capital, enquanto Eduardo Braga (PMDB) foi o mais votado em 37 municípios. O senador peemedebista também venceu em cinco das sete cidades do interior com o maior número de eleitores.

A vantagem de Melo na capital foi de 24.191 votos. No interior, a vantagem de Braga foi de 26.098 votos. Em Manaus, José Melo ficou com 40,39% dos votos válidos e Braga, 37,89%. No segundo maior colégio eleitoral, Parintins, Eduardo Braga registrou 56,56% dos votos enquanto José Melo somou 39,58%. Em Itacoatiara, Braga teve 48,75% e Melo, 46,55%.

Em Manacapuru, cujo prefeito, Jaziel Alencar, o Tororó, é do PSC, que coligou na aliança pró-Melo, mas declarou voto em Braga, o senador recebeu 46,12% dos votos e o governador ficou com 50,90%. A disputa mais apertada foi em Coari, com 13 votos de diferença a favor de José Melo, que registrou 48,14%, enquanto Braga marcou 48,09% do total de votos. Em Tefé, Maués e Tabatinga, Braga teve maior votação frente a Melo.

A maior vantagem proporcional alcançada por Eduardo Braga foi registrada no Município de Santa Isabel do Rio Negro, na reigão do Alto Rio Negro, Lá o peemedebista ficou com 77,39% dos votos enquanto o candidato do Pros registrou apenas 21,40%. Em Tabatinga, Braga também registrou resultado expressivo: 70,67%, enquanto José Melo ficou com 28,50%.

Já a maior vantagem de Melo foi registrada em Novo Aripuanã, onde o atual governador alcançou 69,71% contra 29,09% de Eduardo Braga. Em Itamarati, José Melo obteve 66,09% dos votos válidos contra 33,10% de Eduardo Braga.
Votos na capital

Na radiografia da votação em Manaus, José Melo, que no balanço geral ficou à frente, venceu em oito das 13 zonas eleitorais. Na 1ª zona, que concentra 123,5 mil eleitores, Melo teve 42,3% dos votos. O desempenho foi parecido na 2ª zona, que tem 63,3 mil votantes, onde o governador obteve 43,2% dos votos válidos. Melo também foi mais o votado nas 32ª, 37ª, 40ª, 58ª, 62ª e 65ª zonas eleitorais.

Eduardo Braga ficou à frente na 31ª zona eleitoral da capital, que concentra 73,2 mil eleitores, com 44,7% dos votos. Na 59ª, com 120 mil eleitores, Braga registrou 41,8% dos votos válidos. Na 68ª zona, que registra 151,2 mil votantes, o peemedebista ficou com 45,2% dos votos. Braga também venceu nas 65ª e 70ª zonas eleitorais de Manaus (zonas Norte e Leste).

Disputa por territórios do adversário
Na “briga em território inimigo”, Eduardo Braga saiu à frente. Venceu em sete municípios nos quais os prefeitos são de partidos do arco de aliança de José Melo. O destaque fica pela quantidade de municípios com prefeitos do PSD, partido do ex-governador e senador eleito Omar Aziz, que fomentou a campanha de Melo. Braga venceu em 15 cidades com prefeitos do PSD e também em uma do PRTB e uma do PR.
José Melo, por sua vez, venceu em 10 municípios comandados por aliados de Eduardo Braga – sete do partido do senador, o PMDB e um do PT. A segunda maior derrota proporcional imposta na eleição a Braga foi no Município de Itamarati, comandado pelo PMDB.
Abriram mão do voto 582,5 mil
Nas eleições de 2010, no Amazonas, 2.028.122 pessoas estavam aptas a votar. Desse total, 406,1 mil (20%) não compareceram à votação. Esse número, somado aos votos Brancos (30.023) e Nulos (113.977), resultou em 550,1 mil eleitores que deixaram ou não quiseram votar em um dos candidatos ao governo naquele pleito.
Esse ano, o número de abstenções (eleitores que não compareceram aos seus locais de votação) registradas no domingo, em pontos percentuais, foi praticamente o mesmo de 2010: 19,49%, ou 433,8 mil pessoas. Quando somamos aos votos anulados (106,6 mil) e em branco (42,1 mil), o número de eleitores que não quiseram ou deixaram de votar neste pleito chega a 582,5 mil.

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.