Header Ads

Senador tucano sugere fiscalização de gastos da CBF


O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) apresentou nesta segunda-feira, 14, uma proposta para estabelecer mecanismos de fiscalização dos gastos com o futebol. O projeto de lei propõe ainda a punição de cambistas, com pena de até cinco anos de prisão.


A proposta surge uma semana após o governo partir para o confronto com a Confederação Brasileira do Futebol (CBF) e sugerir uma "intervenção indireta" na entidade, sugestão que partiu do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo.

A afirmação foi alvo de críticas da oposição, especialmente do candidato tucano à Presidência, Aécio Neves, que acusou o governo que querer criar a "Futebrás". Em seguida, Aldo recuou de sua fala.

Um texto postado também semana passada no site de campanha da presidente Dilma Rousseff atribui à CBF a "desorganização" do futebol brasileiro, com críticas ao presidente da entidade, José Maria Marin, e ataques, também, ao ex-presidente Ricardo Teixeira.

Segundo o autor da proposta, o conteúdo não foi discutido com integrantes do PSDB, nem mesmo com o candidato tucano à Presidência, Aécio Neves.

"Elaborei a proposta no fim de semana, depois de saber que os jogadores teriam milhões divididos entre si como recompensa pelo quarto lugar. A maior recompensa deveria ser a convocação para integrar a seleção, não valores em dinheiro", afirmou Alvaro Dias.

Além da CBF, a proposta abrange as federações estaduais de futebol, que passam a ser obrigadas a dar publicidade aos contratos.

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.