25 de julho de 2014

Após prorrogação da Zona Franca de Manaus, resolver gargalo logístico é prioridade, destaca José Melo


O governador José Melo (Pros), candidato à reeleição pela coligação ‘Fazendo mais por nossa gente’, abriu nesta quinta-feira, dia 24 de julho, a série de entrevistas do programa Ação na TV, da Band Amazonas, e afirmou que a resolução do gargalo logístico que encarece a produção no Polo Industrial de Manaus é questão de primeira ordem para dar novo impulso à Zona Franca.

Na entrevista, conduzida pelo apresentador Nonato Oliveira, Melo falou sobre suas principais propostas de governo em áreas como educação, saúde, segurança e economia. De acordo com o candidato, a prorrogação a Zona Franca deve ampliar o parque fabril da capital e incentivar a instalação de novos nichos industriais.

“A prorrogação da Zona Franca de Manaus foi uma luta extremamente necessária, uma luta de todos. Não houve heróis. Conseguimos juntos. Essa prorrogação trouxe a segurança jurídica para os investidores. Teremos as indústrias já localizadas aqui expandindo seu parque fabril e, de outro lado, vamos atrair novas empresas, até polos que não tínhamos porque haverá tempo para garantir esses investimentos”, frisou.

Após a prorrogação do modelo de incentivos fiscais até 2073, José Melo disse que a prioridade será melhorar as condições de infraestrutura. “O principal desafio, o mais imediato, é a questão logística. Aeroportos, portos e hidrovias. Fazer funcionar, com investimentos significativos nessas áreas importantes para que a operação seja feita de forma mais rápida e, com isso, reduzir os custos”, explicou.

Em seu programa de governo, José Melo propõe, entre ouras coisas, a criação de uma unidade gestora de logística para articular o transporte aéreo, rodoviário e hidroviário e viabilizar portos em municípios estratégicos, além de melhorar as hidrovias do Madeira, Solimões e Amazonas. Outra meta é a instalação de uma área alfandegada para o comércio no Porto de Manaus.

Ainda sobre a Zona Franca, Melo destacou que vai lutar para garantir a aplicação no Estado dos recursos de P&D pelas empresas do PIM. As cifras giram em torno de R$ 1 bilhão, somente este ano. “Precisamos aproveitar esse longo período para criar, de uma vez por todas, um polo produtor de conhecimento. Passamos 57 anos com a Zona Franca de Manaus e pouco se preocuparam com isso”, afirmou, defendendo a aplicação dos recursos não só em pesquisas para reduzir custos e agilizar processos as indústrias, mas também para estudar as riquezas regionais.

José Melo destacou que vai enfrentar o desafio de criar alternativas econômicas ao modelo Zona Franca de Manaus, viabilizando a exploração mineral e o surgimento de indústrias gás-química e petroquímica. Desenvolver a exploração sustentável dos minerais já mapeados e prospectar novas áreas, incentivar a instalação de polos farmacêutico, fitoterápicos, biocosméticos e de Fertilizantes, e expandir a piscicultura e a fruticultura também estão entre as propostas do candidato, que constam em seu plano de governo.

Segundo José Melo, a gestão ao lado de Omar Aziz destinou fortes investimentos ao interior como forma de diminuir as desigualdades entre Manaus e os municípios. “O Estado tomou para si investimentos mais significativos”, frisou. Dos mais de R$ 6 bilhões em investimentos, R$ 4,3 bilhões são para o interior.

Melo disse que o Governo do Estado assumiu investimentos significativos e destinou recursos para asfaltamento, abertura e recuperação de vicinais, ampliação da rede de abastecimento de água, construção de hospitais e escolas e incentivo ao setor primário. “Com a mudança da matriz econômica, onde as riquezas regionais estão instaladas no interior, quando começarem a ser exploradas, vamos gerar impostos e riquezas de forma mais equalizada”, ressaltou.

A coligação ‘Fazendo mais por nossa gente’ reúne 16 partidos políticos. O candidato a vice-governador é o deputado federal Henrique Oliveira (SD) e o ex-governador Omar Aziz (PSD) é o candidato ao senado. A coligação reúne 325 candidatos ao cargo de deputado estadual e 24 para deputado federal e é formada porPROS, PSD, SDD, PSDB, PR, PTdoB, DEM, PTC, PRP, PSL, PSC, PTN, PHS, PRTB, PV e PEN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.