20 de junho de 2014

Braga visita Guajará, na fronteira com o Acre


Em visita à cidade de Guajará para a realização de mais uma edição do projeto "O PMDB ouve você", na manhã desta sexta-feira (20), o senador Eduardo Braga, presidente regional do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) lembrou de quando conheceu pela primeira vez aquela região da calha do rio Juruá que faz fronteira com o Acre.

 "Conheço Guajará desde 1985, quando fui candidato a deputado estadual pela primeira vez e o Amazonino (Mendes) foi candidato a governador pela primeira vez. Eu vim na comitiva do Amazonino", lembrou o senador.

Eduardo Braga afirmou que conheceu a região da maneira mais eficiente para se conhecer verdadeiramente um povo que vive às margens de um rio. "Descemos de barco o Juruá. Naquela época, tive a oportunidade de conhecer de verdade o rio Juruá e as pessoas que moram às margens dele. Íamos parando nas comunidades", contou à plateia.

Após assistir à apresentação de um grupo de senhoras da terceira idade e de uma performance de dança de um grupo de adolescentes, o senador ouviu atentamente as demandas das lideranças da comunidade. Melhorias para as comunidades que moram nos ramais e estradas vicinais, reativação da fábrica de gelo para atender aos pescadores, regularização fundiária das terras de produtores rurais do município e mais atenção à agricultura familiar foram algumas das reivindicações ouvidas pelo senador.

Não faltaram também algumas boas notícias para a população de Guajará.
"Consegui com a presidenta Dilma, aqui para o município, R$ 6 milhões para o asfaltamento do que  falta em Guajará. O dinheiro já está na Caixa e a licitação está sendo feita", disse Braga, afirmando que vai fiscalizar a realização das obras. "O prefeito vai ter que dar conta de asfaltar a cidade. Porque a Dilma vai me cobrar e eu vou cobrar ele. Vou voltar aqui para ver", garantiu. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.