7 de outubro de 2013

ESTUDO REVELA: Morte por AVC é maior na zona urbana de Coari

Um estudo do fisioterapeuta Tiótrefis Gomes Fernandes, da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), realizado no município de Coari, revelou que o AVC (Acidente Vascular Cerebral) foi motivo de 14% das mortes de pessoas com mais de 35 anos, entre 2003 e 2010. De todos os atingidos pelo derrame na cidade em um ano, cerca de 35% morreram em até um mês após a ocorrência.


A pesquisa também comprovou a maior mortalidade entre os moradores da área urbana, quando comparados aos ribeirinhos, da zona rural, além da alta taxa de prejuízo neurológico. A pesquisa buscou também os casos não hospitalizados.Os hábitos de vida diferentes dos moradores das duas áreas podem ter sido determinantes para esta diferença. Os ribeirinhos costumam viver de agricultura familiar e pesca de subsistência, não entrando em contato com fatores que tendem a aumentar as chances de um AVC ocorrer ou de morte pela doença.

A pesquisa foi feita em três etapas. A primeira delas foi o acompanhamento dos casos da doença registrados de outubro de 2010 a setembro de 2011 (23, no total) no Hospital Regional de Coari.O fisioterapeuta observou cada paciente e concluiu que 35% das pessoas morrem em até um mês após o derrame.O perfil mais comum dos acometidos pela doença era de homens, pardos, sem estudo formal e com renda de um a dois salários mínimos. A idade média destes pacientes era de 73 anos e quase a totalidade (95,7%) apresentava hipertensão. Nesta fase, foi possível perceber que o AVC causou grave comprometimento neurológico em 73,4% dos casos.

Foi feita também a análise dos dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), de 2003 a 2010 no município, concedidos pelo Ministério da Saúde. Eles revelaram que 14% das mortes da área foram em decorrência do AVC e confirmaram que o risco da morte pela doença aumenta quanto maior a idade da pessoa.

COM: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.