3 de outubro de 2013

CIENTISTAS CONFIRMAM ALTÍSSIMA CONCENTRAÇÃO DE PUPUNHA NA REGIÃO DE COARI

Estudo identifica a origem da pupunha na Amazônia

CIÊNCIAEM PAUTA, POR SÉFORA LITAIFF


Postado em 03/10/2013

Os grupos com frutos oleosos e amidosos são encontrados no sudoeste da Amazônia e entre Coari e Manaus, onde tem uma zona de fusão desses dois tipos da pupunha. Imagem: Pesquisadora Michelly Cristo
Os grupos com frutos oleosos e amidosos são encontrados no sudoeste da Amazônia e entre Coari e Manaus, onde tem uma zona de fusão desses dois tipos da pupunha. Imagem: Pesquisadora Michelly Cristo
Estudo realizado na Amazônia brasileira e estrangeira identificou as regiões com maior concentração da pupunha silvestre e domesticada. O fruto é conhecido cientificamente por Bactris gasipaes e tem duas variedades botânicas: a domesticada, com variedade gasipaes,  e a silvestr, comchichaguiEsse estudo faz parte da pesquisa sobre a “origem da pupunha”, realizada com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Amazonas (Fapeam), e executada por pesquisadores e pós-graduandos  da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

A pesquisadora Michelly de Cristo Araújo, membro da equipe de estudo, disse que as duas variedades se diferem apenas pelo tamanho. “Os frutos do tipo silvestre são menores que uma azeitona, e o fruto da pupunha domesticada varia entre o tamanho de uma azeitona grande até o de uma maçã”, disse.
ANÁLISE DA PUPUNHA
Segundo o pesquisador do Inpa, Charles Clement, os consumidores de Manaus preferem os frutos de tamanho entre pequeno e médio, com cerca de vinte a quarenta gramas, e setenta por cento deles optam pelo fruto da cor vermelha e mais oleoso. “Apesar de todo mundo ter uma definição diferente de gosto, cem por cento da população estudada preferiram as pupunhas mais fáceis de serem descascadas e as com casca brilhosa”, explica o pesquisador. “As preferências atuais pela qualidade dos frutos são explicadas pelas opções das pessoas que selecionaram a pupunha no passado”, disse.
“Na Amazônia descobrimos que as preferências podem ser agrupadas em dois tipos: frutos médios e oleosos para o consumo direto; e frutos médios e grandes sem óleo para fermentação, utilizada para fazer caissuma (uma bebida indígena feita com pupunha amassada, fermentada e usada em festas)”, explica.
De acordo com o pesquisador, os frutos do tipo preferido para consumo direto são encontrados desde o alto rio Madeira até Manaus, capital do Amazonas, e de Coari no interior do Estado até Belém, no Pará. Os frutos para fermentação são localizados no oeste da Amazônia, especialmente no alto rio Solimões, no Peru, Equador e Colômbia. “No sudoeste da Amazônia, entre o alto rio Madeira e o alto rio Ucayali, no Peru, descobrimos a área da origem da pupunha, baseada em análises genéticas do cloroplasto (é o responsável pela cor verde em plantas), pesquisadas por Michelly de Cristo, e outros pesquisadores da Ufam”, conclui o doutor Clement.
CIÊNCIAem PAUTA, por Séfora Litaiff

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.