POLÍTICA ESTADUAL - ARRANJOS NO PMDB

Com a aproximação da data-limite para filiação partidária, no PMDB do governador Eduardo Braga é um dos partidos mais procurados pelos pretendentes a cargos eletivos, afinal de contas é o partido do governdor.

As figuras que estão se filiando são: o secretário estadual de Educação Gedeão Amorim que agora tomou gosto pela política, filiou-se e pretende disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, para onde Átila Lins e Lupércio Ramos querem voltar. José Melo, secretário de governo, que já ocupou o lugar que hoje é de Gedeão, largou o PRP e se aninhou no PMDB.

É incomum alguém ingressar num partido sem pretensão de ser candidato e ganhar a eleição, mas a batalha será dura para quem pensar virar deputado estadual, por exemplo.

Os novatos enfrentarão “colegas” bons de voto, como Belarmino Lins e Marcos Rotta. Vicente Lopes, Nelson Azêdo, Chico Preto e Wanderley Dallas completam o quinteto do PMDB, a maior bancada, dentre os 24 parlamentares. Quem ficará de fora para dar vez aos recém-chegados?

Com o Blog do Holanda
spacer

COMPROMISSOS ASSUMIDOS E O BLOQUEIO DAS CONTAS DE COARI

Os compromissos assumidos com os catraeiros foram cumpridos no dia de hoje pela prefeitura municipal de Coari, apesar de todo o caos que está imposto pelo novo bloqueio de contas. O bloqueio que parece ser simples para que o despacho da juíza seja cumprido se torna complexo na prática.

A decisão da juíza Sheila Jordana bloqueou as contas mas autorizou o pagamento de funcionários efetivos e contratados, despesas com saúde, limpeza pública e educação. Ocorre que a administração dos recursos não é feita em contas separadas para cada pasta ou secretaria, são recursos de várias ordens e inclusive das contas bloqueadas que são utilizados para pagar despesas de várias naturezas, carecendo de interpretação dos departamentos jurídicos dos bancos. O entendimento do Bradesco é um do Banco do Brasil é outro com relação a determinação da justiça.

O bloqueio também impediu o pagamentos dos fornecedores que estavam agendados para as datas respectivas do exercício financeiro deste mês e embolou o meio de campo. A complexidade da decisão trouxe instabilidade e a cidade de Coari que já estava voltando ao ritmo de vida natural e de preparação para a posse do novo prefeito, com a transição prevista para estes dias. Com a decisão Coari vê o clima mudar para animosidade e incerteza, uma vez que nem todas as informações chegam de maneira clara para quem tem compromissos dentro da prefeitura. Para piorar a situação, após bloquear as contas tanto a juíza quanto o promotor viajaram para a capital e só retornam na segunda-feira.

spacer

ENQUENTE ENCERRADA



 O blog encerrou a enquete com a participação de 141 votos. A pergunta foi a seguinte: ALÉM DO GRUPO POLÍTICO LOCAL, QUAL DESTES TRÊS POLÍTICOS DO AMAZONAS FORAM DECISIVOS PARA A ELEIÇÃO DE ARNALDO EM COARI? Os seguintes líderes políticos estavam entre as opções:


  • Amazonino




  • Omar Aziz




  • Eduardo Braga 


Segundo os participantes do Blog a figura política do Estado do Amazonas com maior influência na eleição de Arnaldo foi o prefeito de Manaus: Amazonino Mendes com 46% da opinião dos frequentadores do blog. Mesmo assim, a diferença pequena, mostra que um grande parte de internautas acredita que a omissão do Governador Eduardo Braga foi decisiva, pois 39% entenderam ter sido o governador do Amazonas decisivo para a eleição de Arnaldo. Apesar de Omar Aziz ser do mesmo partido de Arnaldo, Omar parece não ter liderança reconhecida, pois apenas 13% das pessoas que opinaram, atribuiram a vitória de Arnaldo a influência do vice-governador.

Pelo jeito, se depender dos internautas Omar precisa percorrer muito chão para conquistar a confiança e reconhecimento de uma liderança própria, uma vez que tanto Amazonino como Eduardo Braga continuam sendo os homens fortes da política amazonense.
spacer

DO SIM & NÃO: MAIS MISTÉRIO QUE A NOSSA VÃ FILOSOFIA

Omar Aziz se reúne com Amazonino


O governador em exercício Omar Aziz (PMN) se reuniu ontem de manhã com o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PTB), na sede da Prefeitura. Foi uma pauta reservada, tanto que até o início da noite as assessorias de Amazonino e Omar negavam a existência da conversa. Procurado pela coluna, Omar confirmou a reunião, mas disse que trataram apenas do projeto de transporte de massa que Estado e Município irão levar ao Ministério das Cidades na próxima terça-feira.




Sorriso Assessores de Amazonino descreveram que o governador em exercício chegou ao encontrou sorrindo e saiu de lá ainda mais alegre. Há uma semana, o prefeito declarou apoio à candidatura do ministro Alfredo Nascimento ao Governo.
spacer

TSE NEGA PEDIDO DE RODRIGO PARA A NÃO DIPLOMAÇÃO DE MITOUSO

O Ministro MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI, negou hoje o pedido movido pelos advogados de Rodrigo Alves que tentava impedir a diplomação de Arnaldo Mitouso enquanto o processo de Rodrigo não transitasse em julgado. O argumento do ministro foi mantido, baseado em sua decisão anterior que manteve a eleição suplementar. Leia a decisão na íntegra, abaixo:


Decisão Monocrática em 29/09/2009 - AC Nº 3330 MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI Trata-se de ação cautelar, com pedido de liminar, formulada por Rodrigo Alves da Costa, com o objetivo de



¿suspender a diplomação e posse dos eleitos para os cargos de Prefeito e Vice-Prefeito no pleito suplementar realizado no último dia 20 de setembro no Município de Coari/AM até que o Recurso Especial Eleitoral, que já se encontra no Tribunal Superior Eleitoral (REspe nº 35.900) (...) seja apreciado pelos eminentes Ministros desta Corte" (fl. 2).



O requerente informa que o TRE/AM cassou seu mandato de Prefeito do Município de Coari/AM e expõe que aquela Corte Regional



¿(...) ao cassar os mandatos do Prefeito e do Vice-Prefeito eleitos, bem como dos Vereadores Presidente e Vice-Presidente da Câmara, dispôs que a execução da decisão fosse imediata, após a publicação do acórdão, o que sequer havia sido requerido no recurso" (fl. 4).



Relata, mais, que



"Admitido o seu recurso especial, o autor desta cautelar pleiteou, junto ao Tribunal Superior Eleitoral, efeito suspensivo para o mesmo (sic) e o seu retorno à chefia do Poder Executivo Municipal, o que lhe foi negado por decisões monocráticas do Relator, Ministro Ricardo Lewandowski.

Antes mesmo de o Eg. Tribunal Superior Eleitoral apreciar o recurso especial eleitoral interposto e admitido, o Col. TRE amazonense, surpreendentemente, determinou, por meio da Resolução TRE/AM nº 7/2009, que eleições suplementares fossem realizadas no dia 20 de setembro do corrente ano" (fl. 6).



Argumenta, também, que



"(...) o indeferimento das AC¿s 3.289 e 3.294 não constitui obstáculo ao presente pedido, uma vez que naquelas ações se pretendia o retorno do requerente ao cargo de Prefeito de Coari, no Amazonas, enquanto nesta o que se pede é apenas a suspensão da diplomação e posse do eleito na votação suplementar até que o Tribunal Superior Eleitoral possa apreciar o recurso especial eleitoral interposto contra a decisão que anulou o resultado da primeira votação" (fl. 7).



Reitera os fundamentos postos no seu recurso especial e afirma que



¿Após indicar os sólidos fundamentos em que se apóia o recurso especial já recebido nesta Eg. Corte, pelos quais já se demonstra que o caso recomenda prudência e que se aguarde a decisão do Eg.TSE para que seja efetivado o resultado da eleição suplementar" (fl. 19).



Alega, ainda, que



"No presente caso, apesar de já terem ocorrido as eleições suplementares para a escolha de um novo Prefeito, a administração do Município ainda se mantém sob o comando do Presidente da Câmara Municipal. Esta situação somente perdurará até que ocorra a diplomação e posso dos `novos¿ eleitos que ainda não tem data certa, mas que tem como termo final o dia 8 de outubro do corrente ano" (fl. 19).



Defende, por fim, que se deve evitar a ¿alternância precária no exercício dos cargos" da Administração Municipal e que



¿Em um exíguo período, a Prefeitura de Coari poderá ser comandada por nada menos que três diferentes Prefeitos: o Presidente da Câmara, o eleito no último domingo e o Requerente desta cautelar, no caso de seu recurso ser provido" (fl. 19).



O feito, inicialmente, foi distribuído ao Ministro Marco Aurélio que, em minha substituição, não vislumbrou qualquer urgência na medida requerida e determinou a devolução do processo ao relator originário (fl. 672).



É o relatório.



Decido.



Destaco que o autor já interpôs a AC 3.294, com o objetivo de atribuir efeito suspensivo ao recurso especial interposto e retornar ao cargo de prefeito de Coari/AM. Naquela ocasião, entendi que:



"O autor, prefeito eleito pelo Município de Coari (AM) e afastado pela prática de condutas vedadas em ano eleitoral (art. 73, IV, conjugado com os §§ 5º e 10, da Lei 9.504/1997), busca atribuir efeito suspensivo a recurso especial admitido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas.

Destaco os seguintes fatos apresentados na inicial:



a) o autor, Prefeito do Município de Coari (AM), foi afastado em 31/7/2009, após julgamento de embargos declaratórios pela Corte Regional. Foi empossado o Presidente da Câmara local, Iranilson Medeiros;

b) haverá nova eleição no município, disciplinada pela Resolução 7/2009 TRE-AM e marcada para o dia 20/9/2009;

c) Foi realizada em 18/8/2009 nova eleição do Presidente da Câmara dos Vereadores de Coari;

d) tramitam `(...) diversas ações, na Justiça Estadual, versando sobre quem deve responder pela Prefeitura enquanto perdurar o afastamento do Prefeito¿ (fl. 7).



Diante deste panorama, concluo que o fumus boni iuris não foi comprovado. A Corte Regional entendeu ser incontroversa a distribuição de grande quantidade de bens duráveis em evento patrocinado pela Prefeitura Municipal de Coari (AM), conhecido como a `Festa das Mães¿, realizado entre os dias 7 e 11 de maio de 2008.

(...)

Merece nota que a execução do julgado - e consequente afastamento do autor, prefeito municipal cassado -, após a rejeição dos embargos declaratórios opostos na origem, também está respaldada pela jurisprudência do TSE.

Como cediço, a sanção de cassação de diploma, com fundamento no art. 73, da Lei 9.504/1997, atrai a aplicação da norma contida no art. 257 do Código Eleitoral, é dizer, os recursos eleitorais supervenientes não terão efeito suspensivo.

Nessa linha, menciono o AI 5.817/PA, Rel. Min. Caputo Bastos e o RO 1.497/RO, Rel. Min. Eros Grau.

Ausente também o alegado periculum in mora. O autor admite que não mais se encontra na chefia do executivo municipal de Coari (AM) (fl. 23).

(...)

Isso posto, nego seguimento à ação cautelar, nos termos do art. 36, § 6º do RITSE. Prejudicado, pois, o exame da medida liminar" .





Em um exame dos autos, verifico que o pedido do autor não merece acolhimento. Não estão demonstrados os requisitos necessários ao deferimento da medida acautelatória.



A situação fática em nada se alterou da apresentada na AC 3.294 e os argumentos trazidos pelo autor não mudam a minha convicção.



O fumus boni iuris continua não demonstrado e mantenho o meu entendimento, já exposto na decisão acima transcrita, de que o acórdão regional, atacado pelo apelo especial oposto, encontra-se em consonância com a jurisprudência desta Corte Superior.



Considero, ainda, que a proximidade da diplomação dos candidatos eleitos nas novas eleições não é suficiente para comprovar o periculum in mora.



Ressalto que, se antes, quando se discutia a viabilidade de o autor retornar ao cargo de prefeito, não reconheci o alegado perigo na demora, não vejo como agora, quando o autor já se encontra afastado há cerca de dois meses, e busca-se impedir a diplomação dos candidatos eleitos, reconhecer a existência de tal requisito.



Isso posto, nego seguimento à ação cautelar, nos termos do art. 36, § 6º, do RITSE. Prejudicado, pois, o exame da medida liminar.





Publique-se.



Brasília, 29 de setembro de 2009.
spacer

OUTRO PREFEITO CASSADO



Agora foi a vez do prefeito de Itacoatiara, Antônio Peixoto de Oliveira(PT), que teve o mandato cassado hoje pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral. A decisão não foi oficialmente publicada por causa de um pedido de vista do juiz Francisco Maciel, mas o placar de quatro a um é irreversível.

Segundo o Blog do Holanda, votaram com a relatora Joana Meireles a desembargadora Maria da Graça Figueiredo (conhecida por ter promovido o bloqueio das contas de Coari por mais de 60 dias), Wellington José de Araujo e Marcio de Fretas. Contra a cassação apenas o voto do juiz Mário Augusto. Maciel, mesmo votando contra a cassacão de Peixoto, não altera o resultado da votação de hoje. O prefeito é acusado de utilizar notas fiscais frias na prestação de contas da campanha do ano passado e compra de votos.

É bom ficar atento quanto ao andamento deste caso de cassação para averiguar se o mesmo rito jurídico vai ser obedecido com relação a Itacoatira comparado ao de Coari ou se será utilizado outro peso e outra medida. 

O caso acima mostra como a questão de prestação de contas é séria e que os candidatos devem estar atentos aos vários aspectos envolvidos nesta norma eleitoral.

spacer

COARI: CARGO DE JUIZ É PREENCHIDO

Depois de comandar a eleição suplementar em Coari, o juíz Flávio Henrique Albuquerque foi designado pelo presidente do TJAM, Domingos Chalub para ocupar o cargo de juiz do 1° Juizado Especial Cível e Criminal de Comarca de Coari. A portaria foi publicada ontem no Diário Oficial da Justiça.
spacer

COMISSÃO DE TRANSIÇÃO

O prefeito eleito de Coari na eleição suplementar, Arnaldo Mitouso, enviou expediente à prefeitura municipal de Coari tratando sobre a transição que deve ocorrer. O expediente chegou esta semana e traz em seu conteúdo os nomes dos membros que serão responsáveis por realizar a transição para o novo governo. Dentro de instantes, detalhes sobre o nome dos integrantes da comissão e do seu presidente....
spacer

DESTINO DE ALGUNS POLÍTICOS COARIENSES

Informações de última hora dão conta da arrevoada de alguns políticos coarienses em direção ao ARIAÚ TOWERS com o objetivo descançar, esfriar a cabeça e planejar ações para o final do ano e novo ano que se aproxima. Na pauta, muito lazer, descanço, prazeres da carne e se der tempo pensar em reformulação de secretarias, planejamento e Coari, isto é, se sobrar tempo. A mudança começou, só falta agora projetar a Ponte do Pera, em um dos luxuosos quartos do maior hotel de selva construído no nível das copas das árvores.
spacer

SHEILA JORDANA, JUIZA DE COARI DETERMINA O BLOQUEIO DAS CONTAS DA PREFEITURA

A Juíza de Direito da Comarca de Coari determinou hoje, novamente o bloqueio das contas da prefeitura de Coari, em sua decisão a juíza determinou:


1. O bloqueio das contas bancárias referentes aos royalties percebidos pela exploração de gás e petróleo nesta cidade;


2. O bloqueio das demais contas públicas da prefeitura, excetuadas apenas as rubricas referentes ao pagamento de servidores públicos municipais temporários e efetivos, bem como despesas necessárias à aquisição de material para o serviço de saúde, educação e limpeza;


3. A busca e apreensão dos livros e registros dos títulos definitivos de bens móveis e imóveis concedidos pela Prefeitura de Coari e das segundas vias dos títulos definitivos de bens imóveis existentes na Secretaria Municipal de Terras;


4. Que os cartórios locais se abstenham de proceder à lavratura de escritura pública de transferência, cessão ou compra e vende de quaisquer bens imóveis cedidos pela Prefeitura de Coari, bem como os respectivos atos de matricula destes imóveis em nome de terceiros;


As agências bancárias já foram notificadas, assim como a prefeitura que vai recorrer da decisão, uma vez que o bloqueio das contas se encontra sob liminar deferida pelo Superior Tribunal de Justiça.
spacer

O PREFEITO DA COPA

As especulações dão conta que se realmente Amazonino for cassado, e houver outra eleição em Manaus, Eduardo Braga abriria mão de uma candidatura ao Senado para disputar a prefeitura de Manaus, assim ele terminaria o mandato como prefeito em 20012 e concorreria a reeleição para ficar à frente do município manaura e ser o prefeito da Copa do Mundo, ou seja, todas as grandes obras e os orçamentos previstos para preparar a capital do Amazonas para copa do mundo passariam por suas mãos. O tempo dirá se tal hipótese é apenas uma especulação ou será fato consumado.
spacer

A CRÍTICA DE HUMAITÁ TRAZ DENÚNCIAS DE SUPERFATURAMENTO

O site de notícias traz sérias denúncias de superfaturamento e diz o seguinte:

Limpeza e coleta de lixo que denunciamos estarem super faturados com valores cinco vezes maiores do que os necessários, acabam de serem comprovados e confessados por seus próprios autores, onde a empresa VEMA CONSTRUÇÕES venceu a licitação para a Coleta de Lixo com um valor de R$ 2.955.000,00 ( Dois Milhões, Novecentos e Cinquenta e Cinco Mil Reais ) no pregão nº 019 por 08 ( Oito ) meses de duração, o detalhe é que este valor é somente para a “Coleta de Lixo”, pois a “Conservação e Limpeza” tem outro contrato, ganho pela mesma empresa no valor de R$ 1.970.000,00 (Hum Milhão Novecentos e Setenta Mil Reais), só para a conservação e limpeza, juntando os dois valores chagaremos ao somatório absurdo de R$ 4.925.600,00 (Quatro Milhões, Novecentos e Vinte e Cinco Mil e Seiscentos Reais) Este é o valor contratado apenas para oito meses de duração, conforme Diário Oficial do município, não contabilizamos ainda neste total o valor de R$ 565.000,00 ( Quinhentos e Sessenta e Cinco Mil Reais ) pagos pelos primeiros 90 dias de limpeza na cidade de Humaitá conforme matéria anterior já divulgada. 
 
spacer

BAIRRO NAZARÉ PINHEIRO: TENTATIVA DE INVASÃO

As autoridades do município de Coari ficaram em alerta ontem mediante a informação de que uma possível invasão da área de terra onde seria construído o bairro Nazaré Pinheiro aconteceria neste final de semana.




Durante os dias que antecederam a eleição suplementar uma tentativa de invasão foi frustrada. Uma invasão neste momento de transição e onde os ânimos ainda estão exaltados por conta da disputa política acirrada seria um grande problema para o município, por isto a preocupação tanto de quem está a frente da prefeitura como do prefeito eleito Arnaldo Mitouso.




A área de terra fica próxima a Universidade Federal do Amazonas e na principal estrada que dá acesso ao aeroporto da cidade.


spacer

O PROCESSO CONTINUA

O diário do Amazonas traz a informação que a coligação "Unidos por Coari" de Vicente Lima entrou com 13 representações contra o prefeito eleito de Coari Arnaldo Mitouso (PMN). Segundo o jornal a diplomação de Mitouso está marcada para o dia 5 de outubro e a posse para o dia 17, a posse é de responsabilidade da Câmara de Vereadores, o trabalho da justiça eleitoral termina com a diplomação. O jornal diz ainda que Mitouso pretende antecipar a posse, para isto vai falar com o presidente da casa legislativa Argemiro Brasil. Como tem minoria na Câmara Arnaldo vai precisar construir um diálogo democrático com os vereadores para poder governar na prática. Um dos gargalos entre o executivo e o legislativo é o repasse constitucional das verbas do poder legislativo que pode dar até "Impeachment" caso o prefeito não cumpra.
spacer

JUIZ DE COARI INDEFERE PEDIDO DE LIMINAR CONTRA MITOUSO

Em primeira mão o Jornal A Critica traz a notícia:

O juiz Flávio Henrique Albuquerque de Freitas, da 8ª Zona Eleitoral (Coari) indeferiu hoje o pedido de liminar feito pela coligação "Unidos por Coari", do candidato Manuel Vicente, contra a coligação "Acredite, nós podemos modificar", do prefeito eleito Arnaldo Mitouso.


A coligação - derrotada nas eleições do último domingo - tentava conseguir a inelegibilidade de Mitouso, alegando que o mesmo havia colocado "pessoas falecidas" para votar no pleito complementar realizado no dia 20. O juiz alegou falta de provas, mostrando que os títulos de eleitor correspondentes aos nomes dos "falecidos", listados no pedido de liminar, estavam cancelados, sendo impossível qualquer votação.


Mais informações na edição impressa do jornal A CRÍTICA deste sábado (26)

Não há informação se a Coligação "Unidos por Coari" vai recorrer da decisão...

spacer

EMÍDIO CONCEDE ENTREVISTA

O vereador Emídio Neto esteve concedendo entrevista à Rádio Nova Coari FM esclarecendo que todos os funcionários públicos foram pagos e que o pagamento do mês de setembro irá sair no quinto dia útil do mês de outubro. Ele ainda declarou que a prefeitura está fazendo sua parte, infelizmente devido a estrutura dos bancos em Coari não permite o pagamento de todos funcionários ao mesmo tempo. Emídio declarou que vai manter a responsabilidade até o período final do governo que está respondendo, e que boatos de que ele sairia de Coari não procedem porque ele é vereador e vai exercer seu mandato na Câmara Municipal até o fim da legislatura.
spacer

ARNALDO AINDA NÃO ENVIOU EXPEDIENTE PARA PREFEITURA SOBRE TRANSIÇÃO

Outra declaração que chamou a atenção na imprensa sobre Coari foi referente a equipe de transição do prefeito eleito Arnaldo Mitouso. O jornal A Critica publicou:

Mitouso ressaltou que tem encontrado dificuldades para dar início ao processo de transição. A Comissão de Transmissão de Governo já foi montada, mas o novo prefeito estaria enfrentando resistência para iniciar os trabalhos que dependem também da disposição do grupo político do prefeito tampão Emído Rodrigues. Mitouso não descarta a possibilidade de ter que recorrer à Justiça para obter as informações necessárias à transição. “Estamos aguardando a resolução do Tribunal de Contas do Estado que trata da normatização do processo de transição dos governos municipais para ver se conseguimos fazer a transição, mas está muito difícil”, justificou.
 
Como Mitouso estaria enfrentando dificuldade para a equipe de transição trabalhar se até agora não oficiou a prefeitura de Coari sobre a equipe de transição? Certamente o expediente seria o primeiro passo para isto, mas a prefeitura não foi informada de nada ainda. 
 
A transição de governo é uma medida administrativa necessária, e certamente o prefeito que aí está não terá dificuldade de promover a transição séria e transparente. Fato é que Arnaldo deve está aguardando sua diplomação para poder iniciar o processo de transição. Quando isto acontecer, não haverá dificuldades para que mais uma vez as normas legais sejam respeitadas.  
spacer

DE OLHO NA "BOUTIQUE" DELA

O prefeito eleito Arnaldo Mitouso declarou para a imprensa estadual que “saques volumosos estariam sendo feitos nas contas da Prefeitura ao mesmo tempo em que o funcionalismo e os serviços essenciais continuam parados por falta de dinheiro”. De que prefeitura ele está falando? 

Diferente do que foi publicado nos jornais, após 60 dias travada, a prefeitura vai voltando a normalidade e todos os funcionalismo está sendo pago, dentro da programação que é enviada para os bancos. 

Uma vez que as eleições foram encerradas, seria interessante o Coari trilhar a normalidade, até que Arnaldo assuma e promova as mudanças tão sonhadas, afinal de contas ele terá as contas desbloqueadas e um bom orçamento para tocar o município sem problemas.



spacer

A DECISÃO DE AMAZONINO EM APOIAR ALFREDO NASCIMENTO E A POLÍTICA COARIENSE


Fotos: Roque de Sá - Agência Tempo
Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (o primeiro à esquerda), acompanhou o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, no encontro com Dilma Rousseff




Com a palavra Amazonino: “O meu candidato, por convicção, é o Alfredo. Estou vendo a competência desse ministro, a capacidade dele, sobretudo, o seu espírito público. Está preparadíssimo para ser governador do Estado. É meu candidato ao Governo, já deixei claro para todo mundo”. 


As declarações de Amazonino Mendes ocorreram ontem na saída da audiência com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, quando foi tratar sobre projetos e recursos para Manaus. 


E agora, aqui em Coari como fica? Arnaldo vai fazer palanque para Alfredo, uma vez que teve apoio de Amazonino, ou vai fazer palanque para Omar, uma vez que é do mesmo partido que o vice-governador e teve apoio deste para sua eleição? 


Ou melhor ainda: Amazonino vai determinar o apoio de Arnaldo à Alfredo e conseqüentemente  a virada de costas para Omar Aziz? E quanto ao vice-governador: não vai poder contar com o grupo de Rodrigo uma vez que apoiou Arnaldo? Eduardo Braga vai ter coragem de pedir apoio ao grupo de Rodrigo depois de tudo o que aconteceu em Coari? 


Quebra cabeças que começam a ser montados através desta decisão de Amazonino. Uma tomada de decisão dele, deixa tudo embaralhado na política coariense, um município decisivo para qualquer candidato a governador.
spacer

CRISE EM HONDURAS



A postura do presidente Lula em relação a crise em Honduras mostrou o papel de liderança que o Brasil tem na América Latina. Sem dúvida, ao expor a embaixada brasileira a possibilidade de um ataque e consequentemente a possibilidade de uma guerra, ao mesmo tempo Lula impôs o respeito que um país do porte de Hondura deve ter com a potência que o Brasil tem se tornado. 


A defesa da democracia contra os golpistas, a convocação do conselho de segurança da ONU, o diálogo que começa dar sinais de início, mostram que Lula não errou em se meter na questão que seria pertinente aos hondurenhos mas que torna-se preocupação de todos por evitar uma iniciativa que atenta contra a democracia, que é Golpe de Estado.


Encontrei um link muito bom, que através de perguntas e respostas passa as informações sobre o assunto pelo qual qualquer um deve mostrar-se interessado, inclusive para debate nas escolas e universidades por isto entenda um pouco mais sobre a crise em Honduras. 

spacer

COARI: EM BUSCA DO DIÁLOGO

Tive a oportunidade de acompanhar de perto duas situações, diante das quais verifiquei a importância do diálogo e de como muitas vezes as situações distorcidas inflamam os ânimos. A primeira situação envolveu os caçambeiros que fazem a limpeza pública do município de Coari, e a outra, hoje pela manhã envolveu alguns servidores da educação e outros da saúde. Em todas as duas situações, o prefeito em exercício vereador Emídio Neto recebeu no gabinete da prefeitura os manifestantes para ouvir as reivindicações e esclarecer as informações. Em todas as duas situações, o diálogo foi o caminho para que se chegasse ao entendimento da informação concreta e da solução para o problema.


MANIFESTAÇÃO DA LIMPEZA PÚBLICA


Sobre os caçambeiros e a limpeza pública. Não é verdade que os funcionários da limpeza pública estavam dois meses sem receber. Tanto na liberação da justiça no mês anterior, quanto do desbloqueio total neste mês, os funcionários da limpeza pública foram os primeiros a receber. Os caçambeiros, ou seja, os proprietários dos veículos que fazem a coleta estavam com atraso no pagamento e já haviam recebido uma parte do pagamento quando foi pedida liberação para a desembargadora, mas ainda havia atrasos. O objetivo da manifestação com os carros em frente da prefeitura era para que houvesse um diálogo, pois como havia sido desbloqueado o pagamento dois dias antes da eleição, e na segunda pós-eleição praticamente não havia sido feito nada, na terça, mediante a notícia que haveria o desbloqueio novamente estes foram até a prefeitura para ouvir do prefeito a explicação e a solução para o problema. Foram recebidos. O pagamento já estava programado. Foram pagos e já estão trabalhando na coleta em todos os bairros. A responsabilidade da limpeza encontra-se hoje com o Venilton Falcão que está cumprindo uma agenda para limpar todos os bairros, uma vez que o lixo ficou acumulado, durante a última semana da eleição e o resquício da eleição.


MANIFESTAÇÃO DA EDUCAÇÃO E SAÚDE


A manifestação de hoje, envolvendo alguns funcionários da saúde e da educação também foi um momento de diálogo. Querendo informações sobre o pagamento e o procedimento para o mesmo, 7 representantes sentaram para dialogar com o prefeito. Foram informados que no dia de ontem os arquivos de pagamento do funcionário da educação foram enviados aos bancos. O Bradesco estava pagando, e o Banco do Brasil liberaria os pagamentos a partir das 12 horas em virtude de analisar as pendências dos funcionários individualmente, uma vez que são clientes do banco. Sobre o pagamento dos funcionários da saúde os arquivos foram enviados hoje estando disponível o pagamento amanhã. Emídio informou que a prefeitura fez a sua parte, no entanto, ressaltou que as questões bancárias fogem ao controle da prefeitura.


Indagado porque os funcionários da educação e da saúde eram os últimos a receber seus pagamentos, Emídio explicou que o calendário obedecia esta ordem em virtude do alto valor da folha que onerava estas duas secretarias. Foi explicado também que as agências bancárias têm um limite de movimentação financeira geral diária, não sendo liberar um calendário de pagamento geral, por isto a prefeitura adota um calendário de pagamento que dura cerca de uma semana. Após a explicação, a comissão que reuniu com o prefeito explicou para os demais funcionários que estavam a frente da prefeitura encerrando a manifestação.


O pagamento dos funcionários públicos encerra-se amanhã, estando disponíveis nas contas dos funcionários da saúde os seus salários. O prefeito Emídio Neto assegurou que o pagamento deste mês inicia-se na primeira semana do mês de outubro.
spacer

APÓS UMA SEMANA DE DESBLOQUEIO DAS CONTAS

Hoje completa uma semana que as contas públicas da prefeitura de Coari fora desbloqueadas pela justiça em Brasília, já que a justiça do Amazonas estava mantendo o município no arrocho já fazia 66 dias. Nestes dois meses que as contas ficaram bloqueadas os problemas foram acumulando. Na última semana antes do bloqueio o município parou de vez. Após o desbloqueio um longo caminho de retomada, com uma eleição pela frente e muitos problemas para resolver.


Completando uma semana de desbloqueio, a secretaria de Economia e Finanças informou que foram feitos os seguintes pagamentos: os beneficiários do Programa Social Direito a Cidadania, os Administradores Rurais, todos os funcionários públicos (sendo que hoje foi pago os funcionários da educação e amanhã já estão disponíveis nos bancos todos os pagamentos dos funcionários da saúde). Fornecedores foram pagos, caçambeiros da limpeza pública também e aos poucos a cidade vai ficando livre do lixo que fora acumulado.


Retomar a rotina normal da máquina pública, que ficou praticamente paralisada durante dois meses (uma vez que só funcionaram os serviços emergenciais), não é muito fácil. O objetivo do vereador Emídio Neto, que responde pela prefeitura é que nos primeiros dias do mês de outubro o pagamento do funcionalismo público municipal referente ao mês de setembro tenha início, e assim o novo prefeito assuma a prefeitura com o funcionalismo em dias.
spacer

SECRETÁRIO DE SAÚDE PEDE EXONERAÇÃO E REFUTA O DEPUTADO LUIS CASTRO

O Dr. Ricardo Faria que estava atuando como secretário de Saúde do Município de Coari pediu exoneração do cargo, através de documento enviado ao prefeito Emídio Neto. A justificativa do pedido foi de caráter pessoal e irrevogável. Antes de sair, o secretário rebateu as acusações do Deputado Estadual Luis Castro que afirmou que Coari tem apenas 12 médicos, contra 24 do município de Tefé.


Dr. Ricardo informou em comentário sobre a informação do deputado estadual que em Coari trabalham:


31 médicos, sendo que:


11 Clínicos no Pronto Socorro do Hospital
2 Pediatras
2 Ortopedistas
4 Ginecologistas
2 Anestesistas
1 Infectologista
9 Clínicos do Programa de Saúde da Família


Além disso, possui:
45 Enfermeiros Padrão,
3 Nutricionista
3 Psicólogas
10 Assistentes Sociais e diversos outros profissionais de saúde.


Mas não foi somente o secretário de saúde que refutou o comentário do Deputado Luis Castro, alguns tefeenses que são internautas afirmaram que o parlamentar não falou a verdade quando afirmou a quantidade de médico de Tefé. Segundo alguns tefeenses os médicos que atuam em Tefé em sua maioria são estrangeiros (colombianos, peruanos) e ainda não possuem o CRM.


Os discursos como sempre de alguns parlamentares sofrem com a prática, demonstrando realmente desconhecerem a realidade do Amazonas, Estado pelo qual foram eleitos para fiscalizar e defender. Certamente, no próximo ano, este será um dos deputados que estará por Coari, em busca de reeleição.
spacer

NOVA ENQUETE: A FORÇA POLÍTICA DA CAPITAL

Presentes no palanque que elegeu Arnaldo, muitos político manifestaram apoio e vieram as manifestações, comícios e reuniões. O senador João Pedro, foi um político de expressão nacional que veio a Coari para participar do último comício, além dele outra personagem da política amazonense Sabino Castelo Branco também se fez presente, ele Deputado Federal e sua esposa Vera Lúcia Castelo Branco, Deputada Estadual. Além destes, o prefeito de Tefé, de Rio Preto da Erva e lideranças de vários municípios, sem contar outros, citei estes como um exemplo da participação externa de apoio a Arnaldo.

No entanto, por trás destas lideranças estão os caciques políticos, aqueles que realmente mandam na política amazonense. Um deles, conhecido por sua influência e poder político se chama Amazonino Mendes. Quando Amazonino perdeu a última eleição muitos deram sua carreira política como encerrada, mas ele ressurgiu das cinzas e foi eleito prefeito de Manaus. Está exercendo o mandato sob liminar e corre risco de ser cassado a qualquer momento. Mas sua influência política está mais sólida do que nunca. Para o apoio de Amazonino o compromisso seria o município de Coari abrir mão definitivamente de lutar pelo ICMS, e este ficaria para Manaus.

Omar Aziz é o vice-governador, do mesmo partido que Arnaldo. Segundo informações nos bastidores da política Omar mandou apoio para ajudar na eleição de Arnaldo com vistas à eleição para governador do próximo ano onde o vice-governador contaria com o apoio político do grupo que venceu as eleições e o aporte financeiro da força dos recursos provenientes do petróleo e do gás de Coari.

A terceira liderança trata-se do próprio Governador Eduardo Braga, aparentemente ausente do processo político, mas permitindo as ações do vice-governador para trabalhar nos bastidores. Eduardo Braga não se manifestou aparentemente. Calou... E quem cala consente. Com vistas ao Senado conta também com a importante votação dos coarienses. Se for candidato a prefeito de Manaus, mediante a cassação de Amazonino, precisará do apoio de Omar Aziz nos seis meses que tem que se afastar para a campanha. Portanto, manteve o comportamento de ausência aparente do processo político.

Seja qual for à análise, cada um dos leitores deste blog tem uma visão particular sobre a influência de cada para que a eleição de Arnaldo acontecesse. Desta forma, cada leitor e comentarista podem e devem deixar sua impressão pessoal sobre este tema, tanto votando, quanto expressando sua opinião através de comentários. O espaço está aberto.
spacer

COARI: MORTOS APTOS A VOTAR

Pelo menos 5 das pessoas que morreram no acidente aéreo em fevereiro estavam aptas a votar, segundo certidões adquiridas no site da justiça eleitoral (TSE), diferente do que foi publicado no Jornal Diário do Amazonas. há indícios de que realmente votaram, mas como votaram não se explica.


O voto dos falecidos é um mistério das eleições suplementares que já está virando escândalo, e segundo informações extra-oficiais há suspeita que o nome de pelo menos outros dois eleitores falecidos constem da lista dos que teriam votada na eleição. Os fatos ainda estão sendo apurados.


Enquanto somente um nome havia sido detectado não havia suspeita de fraude na eleição suplementar, agora que a quantidade de casos suspeitos de fraude sobe para 7 há indícios claros de irregularidades, fraude não individual mais coletiva e intencional.
spacer

AOS MEUS AFETOS E DESAFETOS


Pelo fato de fazer parte do atual governo, tenho sido criticado. Nunca neguei fazer parte do governo municipal e procurei exercer as funções públicas a mim dirigidas com a maior dedicação e responsabilidade possível. Comecei na carreira pública como servidor contratado com 16 anos de idade ainda na época do prefeito Roberval, minha primeira função foi bibliotecário na Escola Estadual João Vieira, trabalhei com muito orgulho na Fundação Nacional de Saúde (antiga SUCAM) cedido pela prefeitura municipal de Coari. Após trilhei o caminho da comunicação, na TV RBN de forma bem amadora, e depois o trabalho evolui para o uso de tecnologias que permitiram melhorar a participação na TV, sempre em um programa comunitário, de entrevista e com a finalidade de informar. Depois veio a rádio que faz parte desta vida de comunicador, atualmente apresento o Programa Gospel Mix, todos os sábados a partir das 12 horas na Nova Coari FM.

Como servidor público, participei do concurso público e passei a ser funcionário concursado, depois veio à função de Assessor, em seguida Secretário Adjunto de Comunicação, logo após Secretário de Comunicação e mais recentemente Secretário Chefe da Casa Civil deste município. Podem me acusar do que quiserem, menos de ser dedicado no que faço ou de manter uma atitude duvidosa. Não sou covarde, não fico em cima do muro e tenho a coragem de manter este posicionamento na vida pública. Todos estamos sujeitos a tempestades no caminho. A questão financeira foi conseqüência da evolução de meu trabalho e para quem tem alguma incerteza do que o que eu possuo tenha sido conquistado ilegitimamente ou não, é só olhar minhas declarações de imposto de renda e contas bancárias.

Escrevo isto, não porque queira me justificar de algo, mas é pertinente já que estou no serviço público, escrevo também para informar que não pretendo parar de atuar na vida pública. Na situação ou na oposição sempre me pautarei pela mesma linha que tenho adotado. Não sou perfeito e tenho meus erros, mas tenho coragem para expor meus pensamentos e agir de acordo com que acredito e nunca me intimidando e me acovardando. Respeito os que discordam de mim e sei que tenho o respeito dos mesmos. Andarei nas ruas de minha cidade de cabeça erguida porque posso, por ser cidadão coariense nascido aqui e aqui criado. Visitarei meus amigos onde eles morarem e conversarei com cada um individualmente sem ter medo de ter falhado. Pretendo seguir na vida pública e sei que um dia realizarei algo que marque positivamente a vida de muitas pessoas. Este blog, mesmo sendo um blog de alguém que escrevia sob o prisma de quem estava no governo se tornou um sucesso de acesso por gozar de credibilidade: antes de publicar, analiso os fatos, checo a fonte ou quando expresso o que penso, faço com clareza e assumo o que escrevo.

Pretendo e procuro fazer a diferença no que faço no sucesso ou no fracasso o importante é manter o foco no futuro e não se deixar iludir pelo momento e sim com coragem escrever uma nova história. Parabenizo todos que tentaram e conseguiram uma vitória, pois só merece a glória da vitória quem lutou e conseguiu. Não é vencedor que humilha quem ofende, quem se exalta, é vencedor aquele que sabe que de sua vitória sairá algum bem, e mesmo o derrotado merece respeito. Quem conseguiu um dia conseguirá de novo, o tempo passa rápido. Todo fim é um recomeço, todo o homem tem seu mérito. A história é construída por atitudes e a minha ainda está sendo escrita.
spacer

BLOG EM DESTAQUE CUMPRE PAPEL DE INFORMAR E ALCANÇA MARCA INÉDITA NA BLOGSFERA COARIENSE

A eleição suplementar foi um momento histórico relevante para o Estado do Amazonas. A cidade, que tem a segunda maior arrecadação do Estado, teve uma ruptura de comando, com a cassação de Rodrigo Alves (PP) e com a conseqüente realização de uma nova eleição. As atenções dos amazonenses estavam dirigidas para Coari, que tornou-se palco de sucessivas denúncias e escândalos que marcaram o momento histórico de nossa terra. Ontem Coari elegeu um novo prefeito: Arnaldo Mitouso (PMN) e a história continua sendo escrita, e continuará sendo postada aqui.



Bem ou mal, este blog cumpriu seu papel de informar. Mesmo sendo de conhecimento de todos que exerço função pública municipal, procurei não ocultar os fatos e ainda que sob o prisma de minha visão particular registrar os acontecimentos que sucederam em nossa terra. Durante o dia da eleição, mais uma vez o blog supera sua marca anterior e atingiu uma nova marca de visualizações, durante o dia da eleição foram 996 visualizações para o blog. A marca anterior era de 866 visualizações.  A participação nos comentários aumentou efetivamente, mesmo quando modero os mais indelicados.

spacer

AGRADECIMENTOS

Pela manhã Arnaldo Mitouso esteve na Rádio FM Cidade de Coari e na Rádio AM Educação Rural de Coari para agradecer os votos recebidos e sua eleição ao cargo de prefeito. Durante todo o dia as comemorações continuaram em vários bairros e ruas de Coari. Amanhã (22) será a vez do Professor Vicente agradecer a expressiva votação, ele agendou entrevista as 6 da manhã, as 9 e as 10. Sua assessoria não revelou em que rádios ele irá conceder entrevista.
spacer

PAGAMENTO DO DIREITO A CIDADANIA SEGUE AMANHÃ

Os beneficiários do Programa Direito a Cidadania da Zona Rural terão seus pagamentos retomados a partir de amanhã. O local de pagamento será o Ginásio Geraldo Granjeiro no Bairro de Taua-Mirim e o horário previsto para início é 10 horas da manhã. Segundo a Secretária de Assistência Social somente 600 pessoas foram pagas na última sexta-feira (18). Os demais beneficiários serão pagos durante o dia de amanhã (22).
spacer

ELEIÇÃO E DIPLOMAÇÃO E TRIBUNAIS: UM FILME QUE JÁ VIMOS

Há um longo espaço entre eleição e diplomação, um tempo que os rigores da prestação de contas do candidato deve ser levado a sério. A cada dia, o processo eleitoral brasileiro vai ficando disputado nos tribunais, por conta dos vários fatores que pesam na hora de seguir os rigores da lei. Coari tem uma longa história nos embates legais para que o candidato eleito assuma definitivamente a legitimidade de governar.


Foi assim com Adail em 2001, que por conta de uma denúncia de haver feito uma pequena doação para um time de futebol, não foi diplomado aqui em Coari, teve que ser diplomado em Manaus e depois de três anos de lutas nos tribunais, mediante sua prévia cassação teve que renunciar ao seu mandato antes do julgamento final do mérito.


Rodrigo Alves, eleito em 2008 está enfrentando o mesmo problema, desta vez sob a acusação de abuso de poder econômico, por ter participado da festa do dia das mães, realizada em Coari há 13 anos. Absolvido em primeira instância, cassado em segunda instância, aguarda o julgamento do mérito em terceira instância podendo inclusive retornar ao poder se for absolvido pelo pleno do Tribunal Superior Eleitoral. Mesmo a eleição tendo ocorrido, ela será extinta se Rodrigo for absolvido como já aconteceu em primeira instância.


Caso nenhuma mudança ocorra, Arnaldo Mitouso pode ser o próximo a responder por abuso de poder econômico, responder uma ação de investigação eleitoral que pode impedir sua diplomação, assim como ocorreu com Adail no primeiro mandato. Assim, o outro lado da história ocorrerá e mais uma vez Coari viverá a disputa nos tribunais para a legitimação da escolha feita nas urnas.


Sendo assim, os capítulos da história de Coari que sempre viveu sob a luz dos tribunais vai continuar com o dinheiro público sendo utilizado para pagar caros advogados pela permanência no poder. Muito deste dinheiro pode ir à direção de uma tentativa de retardar o julgamento do Rodrigo, protelando a data para que mais tempo Arnaldo fique no poder. Um filme que muitos coarienses já viram e parece insistir em repetir-se.
spacer

A TÁTICA DE GIDEÃO

A tática do Secretário de Estado da Educação é fazer campanha antes do tempo, nos bastidores da educação. As escolas estaduais em sua maioria funcionam em todo Estado atreladas a estrutura dos municípios, fazendo pesar a máquina pública municipal. Além disto, a educação persegue melhorar índices no IDEB sem valorizar o profissional que está dentro da sala de aula, se tudo isto não bastasse agora o Secretário de Educação do Estado faz uma espécie de pré-campanha (que dizem as más línguas que é para Deputado Federal. Se pergunta ele vai negar ou desconversar) usando as estruturas da rede estadual de ensino e da SEJEL. Velha tática, usada pelos secretários estaduais de educação dos velhos tempos, quem nem sempre deu certo. Mas Gideão já começou, conforme a nota abaixo, da coluna SIM & NÃO do Jornal A Critica:



Gedeão diz que será candidato
  
  
O secretário de Estado da Educação, Gedeão Amorim, anunciou neste fim de semana que será candidato no ano que vem. Foi no sábado, à tarde, durante um evento no Fast Clube em homenagem aos professores de educação física. O secretário não revelou o cargo que disputará, mas comportou-se como se estivesse em campanha. Fez discurso, deu tapinhas e percorreu o clube cumprimentando os professores. Ele contou com o apoio da Sejel.
  
Brindes   Os apresentadores do evento elogiaram bastante o secretário e anunciaram que o sorteio de prêmios  contava com o  apoio da Seduc. Um dos brindes oferecidos era um computador.
spacer

ARNALDO É ELEITO O NOVO PREFEITO DE COARI




A eleição suplementar em Coari teve seu desfecho com a apuração das urnas, que revelaram a escolha de Arnaldo Mitouso como prefeito de Coari. A diferença percentual da votação entre Arnaldo e o segundo colocado Professor Vicente foi menos de 3%, em votos isso significou a diferença 1.703 votos de Arnaldo para Vicente. Na eleição suplementar Arnaldo obteve 16.251 votos contra 14.548 do Professor Vicente.  


Se não houver pedido de cancelamento do pleito, a posse de Arnaldo deve ocorrer dia 18 de Outubro. Após a festa de comemoração, deve-se pensar na grande responsabilidade adquirida hoje. Quem passou grande parte de sua vida sendo oposição agora torna-se situação com todas as dificuldades de gerenciar um município da grandeza de Coari, e deve se acostumar com denúncias, críticas e cobranças. 


As cobranças de geração de emprego e renda, desenvolvimento e políticas públicas de inclusão social que eram dirigidas ao antigo governo, certamente serão dirigidas ao novo governante que assume uma cidade literalmente dividida politicamente. Na Câmara de Vereadores de Coari, Arnaldo herdará 8 vereadores de oposição ao seu governo, e sua capacidade de gerenciamento político é quem vai dizer se terá capacidade de aglutinar forças para governar. 


São muitas as interrogações que surgem, e o povo de Coari esperará por pouco tempo as mudanças anunciadas. Chegou a hora de deixar o discurso de lado e pôr em execução as políticas anunciadas e desejadas, sem demissões, sem arrochos e com geração de mais emprego.


ELEIÇÃO PODE SER ANULADA


O Blog do Holanda alerta o fato de haver acontecido irregularidades nas eleições suplementares. Segundo o Blog até uma morta votou hoje. Trata-se de Janete Melo dos Santos, que estava entre os 23 mortos no acidente com o avião Bandeirantes que caiu sobre o rio Manacapuru, na tarde do dia 7 de fevereiro deste ano. Ela votou hoje em Coari. O voto da morta foi computado na Zona 008, secção 0010, com o título eleitoral 11228852275. Segundo o Blog é esse voto que começa a assombrar Arnaldo Mitouso, o prefeito eleito.


Janete estava no avião da Manaus Taxi Aéreo alugado pela família do empresário Omar Melo, que caiu em Manacapuru causando 23 mortes no dia 7 de fevereiro, e não poderia ter votado. Há, segundo a oposição, outros mortos que teriam participado da eleição deste domingo.



spacer

COISAS INÉDITAS EM COARI

Assim como é inédita no município a eleição suplementar, coisas inéditas também estão acontecendo na cidade de Coari. Situações que valem registro, infelizmente só o escrito, porque não tive a oportunidade de fotografar.

De forma inédita o desembargador Ari Moutinho caminhava tranquilamente ao lado de um policial federal e cumprimentava a população de Coari e os curiosos que o cercavam, na praça de Santana e São Sebastião. Ari Moutinho é o desembargador presidente do TRE e pela primeira vez vem acompanhar o pleito em Coari.

Na mesma praça, minutos depois aterrisava um helicóptero do exército. O local é reservado para que a comunidade católica realize suas quermesses e alí também são realizados eventos culturais da cidade. A aeronave, pousada em pleno centro de Coari e ao lado da catedral chamava a atenção de curiosos que aproveitavam para registrarem em fotografia o momento inusitado. Passei rapidamente pelo local, não foi possível registrar em foto, mas fica o registro histórico.
spacer

VOTAÇÃO SEGUE MAIS CALMA

Depois das 12 horas a movimentação nas secções diminuiu, alguns mesários informaram que a participação do eleitor ainda está muito pequena comparada a eleição anterior. O sol escaldante talvez tenha sido outro fator para inibir as pessoas de continuarem no ritmo que iam as secções. Até meio dia a rua do Bereano próximo a Feira do Produtor Rural era a mais movimentada, era quase impossível circular de veículo por lá, mas agora a pouco o trânsito já fluia bem, pois a polícia militar estava organizando a multidão neste trecho da cidade. 

Alguns comitês que estavam funcionando foram fechados pela justiça eleitoral, que tenta manter o pleito sobre controle. As duas rádios FM continuam fora do ar, não se sabe ao certo se o sinal das mesmas será liberada após a votação para que a população da zona urbana e zona rural sejam informadas do resultado das eleições.
spacer

RÁDIOS FORA DO AR

As rádios NOVA COARI FM(89.5) e RÁDIO CIDADE DE COARI FM (87.9) estão fora do ar. Pela manhã as emissoras faziam comentários sobre a eleição e davam flashs ao vivo da movimentação no dia da eleição. Agora a tarde as emissoras encontram-se sem sinal e fora do ar. Segundo contato com alguns locutores, a Polícia Federal cumpriu a ordem do juiz eleitoral que determinou a retirada do ar das duas rádios.
spacer

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR: MOVIMENTAÇÃO INTENSA

O movimento é intenso nas ruas de Coari, o trânsito está uma loucura, pessoas chegam de todos os lados para votar. Um boato gerado através de um folheto apócrifo tumultuou o processo eleitoral pela manhã, havia neste folhetim apócrifo a informação de que o candidato Professor Vicente(PP) não era mais candidato. Houve até rajadas de fogos em pleno dia de eleição, com um claro objetivo de confundir os eleitores que estavam saíndo de suas casas para votar. A notícia foi desmentida nos meios de comunicação pelo TRE. A gerente do cartório eleitoral Sra. Gorete informou que o TRE autorizou ontem a participação de Vicente, e ele disputa normalmente o pleito com homologação da justiça eleitoral.


TUMULTO


Um principio de tumulto aconteceu perto da Escola Estadual João Vieira, onde uma pessoa portando arma de fogo tentou agredir o candidato Vicente (PP). Por pouco não acontece uma tragédia, muitos populares cercaram o carro e o agressor evadiu do local. Tanto a polícia de choque, quanto soldados do exército fortaleceram a segurança da escola que contem uma das maiores quantidade de seções. Vicente ainda não votou, e continua fazendo a visita as seções.


O candidato Arnaldo Mitouso visitou o bairro do Pêra e circula visitando as seções, sua assessoria de imprensa não informa se o mesmo já votou. Circulando na cidade a bordo de uma Railux preta acompanhado de uma comitiva de 5 carros, Arnaldo circula visitando as seções.


A agenda do candidato Lobo não foi informada pela sua assessoria de imprensa.


Até as 19:00 horas de hoje, os coarienses conhecerão o seu novo prefeito.
spacer

O DIA DA DEMOCRACIA EM COARI

Talvez este post esteja neste blog o dia todo antes do anúncio de quem será o novo prefeito de Coari. Seja quem for o escolhido pelos eleitores, saiba que o compromisso do governante é com o povo de sua cidade, uma sociedade não vive só de política partidária, é preciso sim criar políticas públicas que sejam molas propulsoras do desenvolvimento, inclusão social, geração de emprego e renda, saúde e urbanidade. Para Zona Rural, o incentivo ao setor primário, a agricultura familiar e o apoio com educação, saúde e cultura.

Muitos fizeram desta campanha um pleito particular, alguns motivados pelas mágoas, ressentimentos, iras e contendas. Outros pela vontade real de mudar ou de permanecer o grupo que está no poder. Seja como for, tudo termina quando o resultado sair na tarde de hoje, e deve terminar sem violência, desespero ou irracionalidade. Coari precisa sair desta pendenga política-jurídica que emperrou o desenvolvimento. A vida deve seguir seu rumo, sem que seja necessário as pessoas se matarem por algo que talvez gere uma decepção mais tarde.

Hoje é o dia da democracia. O dia em que cada um deve usar o tribunal de sua consciência para fazer o julgamento que achar mister. As forças de segurança devem agir com toda a perícia para que o cidadão possa sair de sua casa e chegar a sua secção, sem ser importunado, sem nenhuma tentativa de compra de voto, sem coação alguma que impeça o livre arbítrio do eleitor. Se realmente isto acontecer teremos a plenitude da escolha e o resultado será a decisão democrática dos cidadãos.

Cada pessoa, antes de sair de casa deve fazer sua reflexão particular e quando estiver diante da urna executar com muita convicção, sabendo que esta decisão dará a procuração para alguém representa-lo durante mais de três anos, neste caso específico. Depois disto restará cobrar as promessas de campanha, pois quando a sociedade não cobra surgem os desmandos, as irregularidades e a corrupção.

Boa sorte a todos os coarienses. E quanto às pessoas de fora que acompanham as informações sobre Coari, tenham a certeza que aqui nesta terra mora uma gente trabalhadora, um povo honesto que sabe o que quer. O povo de Coari tem seu brio, tem sem orgulho próprio e sadio e é senhor de seu destino. Boa sorte a todos, e aos que trabalharem com mais afinco e dedicação a comemoração após a votação. Quem vencer, que trabalhe por toda a sociedade, pois não será prefeito de alguns, mas de todo um município.
spacer

INCENTIVADORES DA VIOLÊNCA

Esta semana, vi de tudo em forma de violência em Coari. Em um determinado momento parei para observar o comportamento de algumas pessoas que incentivavam as pessoas para atitude violentas. Em frente a prefeitura, um rapaz chegou em alta velocidade em uma moto gritando: "Aqui está o dinheiro". Em seguida, muitas motos chegaram simultaneamente fazendo buzinasso, e a aglomeração começou. Quando os policiais chegaram para averiguar o que estava acontecendo, o rapaz da moto, que chegou gritando rapidamente saiu do local e deixou a confusão armada.

Antes da tropa de choque chegar em frente a prefeitura, uma rapaz e uma senhora gritavam palavras de ordem em tom de ofensa e em voz alta. Literalmente estas pessoas puxavam a algazarra. Quando a tropa de choque chegou e se preparou para agir, as primeiras pessoas que deixaram o local se esgueirando pelo meio da multidão foram estas duas pessoas, como se não estivesse acontecendo nada.

Lamentavelmente, os incentivadores da violência não assumem o risco da atitude que tomam, covardemente escondem-se atrás das sombras enquanto inocentes digladiam entre si. Depois de domingo, muitas destas pessoas que estão se expondo em atos de confusão talvez nem tenha a oportunidade de se quer ser reconhecido, por ser mais um na multidão. Enquanto isto, os coordenadores de campanha e os graúdos já discutem que cargos e negócios ocupariam se caso ganhassem.

Incentivar a violência é lamentável, pois só se expõe que vai para o embate, quem autoriza os atos fica protegido e confortável em suas salas com ar condicionado. Não entendo como alguém tem a coragem de criar uma estratégia de campanha chamada brigada cidadã, autorizando cidadãos comuns a fazerem o trabalho de polícia. Não há lugar sagrado maior que o interior da residência do cidadão, se alguém invade por contra própria a casa de alguém corre um grande risco. Não é com a transgressão da lei que se cumpre a lei e violência só gera violência.
spacer

MEDIDAS PARA GARANTIR A SEGURANÇA


Embalagens amarelas mostram a quantidade excessiva de álcool consumida.






As forças que estão trabalhando em conjunto para garantir a segurança na eleição suplementar estão tomando algumas medidas para coibir a violência e os ânimos exaltados por parte de muitas pessoas envolvidas na disputa eleitoral. Uma das medidas, que já vai ser tomada nesta noite do dia 19 é o fechamento dos bares a partir das 22:00 horas. O consumo de bebida alcoólica altera o estado emocional e acirra os ânimos. A Praça de Santana e São Sebastião amanheceu no dia de hoje tomada de embalagens de cervejas que foram consumidas na manifestação política que aconteceu ontem a noite. Cada embalagem amarela representa a quantidade de cerveja que foi consumida durante o evento.


As forças de segurança também realizarão blitz para evitar que pessoas motorizadas não habilitadas fiquem circulando durante a madrugada e promovendo a desordem na cidade. A medida visa coibir o grande tráfico de motocicletas, que estão sendo utilizadas para algazarras na madrugada da cidade. O objetivo de polícia militar, segundo o comando da mesma é garantir a segurança sem entrar no mérito político, todas as pessoas que estiverem cometendo infrações serão autuadas.


A polícia federal está agindo dando proteção ao juiz eleitoral e no combate ostensivo a prática de crime eleitoral. A polícia civil tem tido muito trabalho, inclusive tendo como foco a delegacia, onde após cada prisão muitas pessoas se dirigem até a delegacia para tentar tumultuar e impedir o trabalho da polícia, mas sem sucesso. O exército também atuou hoje protegendo a área em torno do Ginásio Geraldo Granjeiro evitando tumulto por conta do pagamento do programa social Direito à Cidadania. A tropa de choque teve que utilizar bomba de efeito moral para impedir tumultos em torno do Banco do Brasil e do Prédio da Prefeitura de Coari.
spacer

UM DIA DE MUITA CONFUSÃO

A véspera da eleição Coari viveu mais um dia confusão. A tensão é visível nas ruas de Coari, em todos os lados e em todos os lugares sempre espoca um fato, um acontecimento que gera mais confusão ainda.


Conflitos estouraram próximo ao Conjunto Naíde Lins,onde o sargento Baima trancou o carro que ia conduzido o ex-secretário adjunto de finanças do município de Coari Joabe Rocha, na Estrada Coari-Mamiá. O ataque de Baima a Joabe resultou em sua prisão e condução para a 10ª delegacia, onde a confusão foi generalizada.


Mais confusão ainda no pagamento do Programa Direito à Cidadania, onde o vereador Adnamar Maciel denunciou o pagamento e solicitou que fosse cancelado. Depois de averiguar o caso pessoalmente o juiz eleitoral de Coari autorizou o pagamento. O pagamento teve início as 16:00 horas e durou até as 18:30 conforme determinação do Juiz. As pessoas que não receberam o benefício nesta sexta-feira receberão a partir de segunda. Neste momento, a área em torno do Ginásio Geraldo Granjeiro já estava totalmente tomada de policiais militares, federais e do exército brasileiro.


Confusão generalizada no Centro. Uma tentativa de depredação do Banco do Brasil e da Prefeitura foi contida pela tropa de choque. Em frente a prefeitura houve até bomba de efeito moral, atirada pela polícia para debandar a multidão que se encontrava na área. A polícia militar vai agir de forma enérgica para conter os ânimos mais exaltados.
spacer

BISPO DE COARI É SEQUESTRADO E ASSALTADO



O bispo da Prelazia Coari Dom Gutemberg Freire Regis, e o presidente da Congregação Redentorista viveram momentos de terror, no início da noite de ontem (17), ambos foram vítimas de assalto seguido de seqüestro que durou cerca de 4 horas.


Os religiosos chegavam à residência oficial dos redentoristas em Manaus, por volta das 19 horas, quando dois homens armados renderam as vítimas e os mantiveram sob seu poder. Os criminosos levaram objetos pessoais, celulares e outros bens que se encontravam com os religiosos. Após o roubo, os ladrões e seqüestradores fugiram do local no carro da ordem religiosa, o carro foi encontrado horas depois, abandonado.


Lamentavelmente, a onda de violência atinge pessoas de bem. Quando religiosos são assaltados é notório a falta de escrúpulos de criminosos e o que eles podem fazer. O fato foi comunicado à polícia que está investigando o caso. O religioso está bem na sua integridade física e se recupera dos momentos de horror em que viveu.

spacer

FORÇAS DE SEGURANÇA CONTROLAM ONDA DE VIOLÊNCIA EM COARI

A onda de violência que vinha sendo consolidada nas madrugadas de Coari foi coibida pela polícia militar, civil e federal, que estão agindo em conjunto para garantir a tranqüilidade do pleito, tranqüilidade esta que estava abalada pela tática de fiscalização adotada pela coordenação de candidatos que disputam as eleições suplementares.


A força de segurança agiu com firmeza madrugada de ontem (17), coibindo as aglomerações que se formavam em frente de residências de secretários e pessoas de outro grupo político. Várias pessoas foram detidas para averiguação, inclusive ex-policiais portando armas de brinquedo, uma clara tentativa de intimidar que se opusesse em seu caminho.


A ordem das autoridades é evitar aglomerações e distúrbios durante a madrugada. Apesar da tentativa de controlar os ânimos, nada assegura que não acontecerão novos embates, pois a tensão aumenta à medida que o dia da eleição se aproxima. Particularmente, peço bom senso das pessoas envolvidas e o respeito aos direitos individuais, pois às vezes um ato impensado pode gerar tragédias, o que não precisamos para Coari.
spacer

PREFEITURA DE COARI INICIA PAGAMENTOS

Os funcionários da Prefeitura Municipal de Coari começam a receber a partir desta sexta-feira (18), obedecendo a um calendário de pagamentos que está sendo divulgado nos veículos de comunicação. Além dos funcionários, o Programa Social Direito a Cidadania pagará os beneficiários e os Administradores Rurais também receberão nesta sexta-feira.


Dentre os primeiros servidores que receberão estão os funcionários do departamento de limpeza pública da prefeitura de Coari, os mesmos já foram convocados a comparecerem a setor de trabalho e a partir de hoje começa o arrastão de limpeza para tentar remover a quantidade absurda de lixo que ficou acumulou na cidade estes dias em que a Prefeitura de Coari paralisou seus trabalhos por conta do bloqueio das contas.
spacer

RETA FINAL DE CAMPANHA

A eleição suplementar em Coari vai chegando perto de seu desfecho final, os candidatos que prepararam a campanha para tentar o objetivo de assumir a prefeitura estão encerrando oficialmente suas campanhas. Domingo será o dia em que os coarienses comparecerão para decidir o futuro político de Coari.


MITOUSO
O encerramento da campanha de Mitouso aconteceu ontem (18), na praça de Santana e São Sebastião. Milhares de pessoas participaram da passeata e carreata realizada pela coligação do candidato e compareceram na praça para assistir ao comício. Subiram ao palanque de Arnaldo o Deputado Sabino Castelo Branco, o Senador João Pedro, Humberto Michiles, o prefeito Sidônio de Tefé e as lideranças políticas que acompanham o candidato.


VICENTE
O encerramento da campanha de Vicente acontece neste sábado (19), com uma grande carreata e passeata intitulada Marcha para Vitória. A concentração da passeata será no cruzamento do Seringal e vai ter seu desfecho também na Praça de Santana e São Sebastão. No dia 17 Vicente também realizou um comício na praça onde milhares de pessoas compareceram de todos os bairros da cidade de Coari.


JOSÉ LOBO
O candidato que desenvolveu uma campanha pacata e bem ao seu estilo, mantém a campanha até o fim. Mesmo não tento encampado para o estilo de grandes carreatas, lobo manteve-se candidato à frente de seu grupo político.


PARTICIPAÇÃO POPULAR
Sempre que há uma manifestação política, a participação popular é muito forte. As pessoas tanto participam dos eventos políticos quanto se manifestam nas ruas e casas. A disputa política acirrada vai chegando a fim. Domingo, Coari conhecerá o prefeito que vai administrar a cidade por 3 anos e 2 meses.
spacer

ONDA DE VIOLÊNCIA PEGOU MAL

A onda de terrorismo, coação e distúrbios que varreu a madrugada e a manhã de ontem repercutiu mal em toda a imprensa do Estado. O que para muitas pessoas era um alarde deste blog foi confirmado pelas agências de comunicação que já se encontram trabalhando em Coari. A coariense e correspondente da TV Amazonas em Coari, Magali mostrou como quase a delegacia da polícia militar foi invadida.

O jornal A Critica também repercutiu os fatos, com a manchete CLIMA DE GUERRA EM COARI. Segundo o jornal "Cabos eleitorais de Mitouso, que faziam ronda na cidade fiscalizando os movimentos dos adversários, abordaram uma pessoa, ligada a Vicente, que dirigia um carro no interior do qual havia uma mala colocada sob suspeita de transportar dinheiro para eleitores. Foi necessária a intervenção da Política Militar para evitar agressões de lado a lado. O  veículo passou por vistoria acompanhada por advogados de ambos os lados. Ninguém foi preso. Não foi encontrado dinheiro. Na mala só havia roupas. Foi encontrado também no interior do veículo duas cápsulas calibre 12 e um carregador de uma pistola PT 100 de propriedade de um policial militar” disse o delegado.

O jornal narra ainda que às 2h, Manuel Vicente procurou a delegacia de polícia para denunciar que havia sido vítima de tentativa de homicídio. De acordo com o delegado, o candidato teve que sair do posto policial pelos fundos por conta da multidão que ainda permanecia no local.

Uma das advogadas de Vicente, Adriana Alfaia, disse que ele estava em uma reunião com moradores do Bairro Ciganopolis quando um grupo de cabos eleitorais de Mitouso chegou ao local. “Um deles simulava que estava armado. Chegaram outros carros. E o Vicente teve que se esconder em um comércio”, contou a advogada.

O jornal Diário do Amazonas destacou que "os candidatos estão fazendo fiscalização por conta própria, tomando atitudes radicais e de polícia".


Fato é que houve muita confusão durante todo o dia. Notícias chegaram de todos os lados, pessoas tentaram invadir a casa do vereador Clemilton, bando armado tentou evitar o acesso de vereadores e candidatos nos bairros Liberdade e Invasão do Rochinha. Após o comício os moradores do Pêra foram intimidados ao entrarem no bairro e para os moradores do bairro da liberdade retornarem para as suas residências foi necessária a escolta da polícia.

O resultado dessa onda de agressão já era esperado, a população passa a comentar os fatos e a rejeição a este tipo de atitude fica bem evidente. Só quem perde com isso é quem promove a bagunça. Sem dúvida, fiscalizar e denunciar abusos é importante para manter a transparência do processo eleitoral, mas fiscalizar não significa aterrorizar. Quando as denúncias são consistentes a polícia federal que está atuando com isonomia, apura, constata e apreende. Quando não, as denúncias vazias geram muita confusão e nenhum resultado.
spacer

CONTAS PÚBLICAS SÃO DESBLOQUEADAS

As contas públicas da prefeitura de Coari e da Câmara Municipal de Coari foram desbloqueadas. A decisão partiu de Brasília e vai beneficiar o município de Coari. Ainda esta semana os funcionários públicos do município serão pagos, após o envio das informações para os bancos e a organização do calendário de pagamento.

O desbloqueio total das contas veio para tirar o município do estado de calamidade em que se encontrava. O procurador do município de Coari, Dr. Aldo Evangelista foi que acionou o TSE, pois no Amazonas o tribunal que bloqueou foi o mesmo que se julgou incompetente e não desbloqueou. O ministro do TSE Eros Graus foi quem determinou o desbloqueio das contas. Dará muito trabalho para organizar tudo que estava paralisado por conta desta medida que representou uma intervenção branca no município de Coari.

Particularmente, quando foi preciso agir dentro da função de Secretário Chefe da Casa Civil que sou, procurei manter a atitude enfática em defesa dos interesses dos cidadãos, que diante de tamanha calamidade precisavam fazer ecoar o clamor dos coarienses na imprensa fora do Estado. O jornal Diário do Amazonas foi o primeiro a alertar sobre a situação que o município se encontrava, através de uma brilhante reportagem de Paula Lytaiff e mais recentemente o jornal A Critica através de Aristides Furtado.

Acompanhei de perto a determinação do prefeito Emídio, que teve competência para segurar toda estrutura até onde não pôde mais, sempre procurando resolver as situações emergenciais. Depois de mais de 60 dias, o apelo do povo de Coari é atendido pela justiça em Brasília. Agora, muito trabalho para organizar o município após tantos dias de sofrimento.
spacer

NOTÍCIA DE INDEFERIMENTO NÃO ABALA CAMPANHA DE VICENTE


Multidão ocupou todo o gramado em frente a catedral.

A área na direção da Câmara de Vereadores também ficou tomada pela pessoas.
(Clique nas imagens para ampliar)
A notícia de que O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral indeferiu nesta quarta-feira a  candidatura de Manoel Vicente Lima à prefeitura de Coari, não abalou a campanha do candidato que realizou seu último comício na Praça de Santana e São Sebastião.
Milhares de pessoas lotaram por completo o gramado em frente a catedral e as ruas adjacentes, manifestando apoio a Vicente que declarou que vai recorrer da decisão ao TSE.
spacer