MORTE E ACIDENTE DE TRÂNSITO NO FINAL DE SEMANA

Um acidente de moto envolvendo uma criança, depredação de órgãos públicos marcaram a noite de sábado no município de Coari. No bairro Pêra, um senhor foi assassinado pelo próprio filho que chegou embriagado após participar de um evento na noite de sábado, a discórdia política em família terminou com o filho esfaqueando o próprio pai e após agonizar com o ferimento vindo a morrer na manhã desta segunda-feira. Seu Otílio Xavier será enterrado as 5 horas.
Porta de vidro quebrada onde ficam caixas eletrônicos no prédio dos programas sociais.

O filho da professora Neta foi acidentado por uma moto que carregava propaganda   política. O motorista estava embriagado e a criança foi enviada para Manaus com traumatismo e está em estado grave. Em Coari é registrado em média em três acidentes por dia, no sábado o hospital regional recebeu oito pessoas vítimas de acidente de trânsito, muito dos quais os condutores estavam embriagados. O prédio dos programas sociais, onde funcionam caixas eletrônicos teve a porta de vida quebrada em um tumulto onde testemunhas no local afirmam ter visto um professor conhecido da cidade quebrando a porta de vidro da sala onde ficam os caixas eletrônicos. Não quiseram identificar o nome do professor com medo de represálias.
spacer

COARI NÃO É ISSO



Mais uma vez, e como sempre tem acontecido, é vendida na imprensa uma imagem de Coari que não corresponde a realidade de seu povo: trabalhador, ordeiro e sensato. O ataque em vários meios de comunicação atingem em cheio a estima dos coarienses, quem não entendem porque querem vender o nome de Coari como uma terra sem lei.


Existe uma grande diferença entre atos individuais e atos coletivos. Os atos individuais que são que geram as acusações serão avaliados pelas leis e depois de julgados penalizados como merecem, ou como deveriam merecer. Muitos agentes públicos de Coari estão sendo acusados por atos individuais tais como: corrupção, pedofilia, assassinato e outras infrações que cabe uma acusação formal. Erros de pessoas que vivem, viveram ou que passaram por Coari. São atos das pessoas que nada tem a ver como o povo coariense.


Coari é mais que isso, é uma terra de trabalhadores que quando o sol surge no horizonte pela manhã já estão batalhando pelo seu pão, de jovens que vão as escolas e estão construindo muitas vezes à dura pena sua própria formação, de pais e mães de família quem bem ou mal estão lutando para viver uma sociedade mais harmoniosa, de pessoas que em sua maioria não se envolvem com algo a não ser sua própria vida, seus prazeres, diversões, fé e esperança. Coari não é uma terra sem lei: aqui acontecem menos assassinatos que em municípios próximos, temos aqui pelo menos quatro universidades, escolas para as nossas crianças, professores qualificados, programas sociais para nossas crianças, jovens, adultos e idosos. Somos um gigante que está atordoado com tantos ataques a esta terra, de gente que nunca veio aqui, não vive aqui e que ganha muito dinheiro falando mal desta terra.


Quando confundem os atos individuais com os coletivos querem colocar todos na vala comum. Esta tentativa é um erro gritante que ofende a todos os coarienses, pois deveria haver melhor justeza nas divulgações desta noticias para não passar uma imagem daquilo que Coari não é. Falo como coariense.
spacer

EXPECTATIVA E FRUSTRAÇÃO

A esperança é a chama que mantêm os homens vivos. Esperanças de um mundo melhor, de mudanças na vida pessoal, no seio da família, na cidade, no mundo. É impossível viver sem esperança. Quando não há mais esperanças nas coisas materiais ou no mundo físico, somos remetidos a esperança do metafísico, de uma eternidade, do porvir.


Mesmo assim, com o tempo nem sempre nossas esperanças são alcançadas e pior ainda, podem ser frustradas e quando isso acontece vem aquilo que se convenciona chamar de decepção e na decepção vem a oportunidade de aprender com os erros, com as falhas. O passado que não volta serve como um livro que podemos consultar e ver quais dos erros que podemos cometer personagens de uma história amarga que querem voltar à cena, personagens que já tiveram a oportunidade de consolidar seu nome na história e dela foram expurgados, e como fantasmas de uma história medieval querem ressurgir para de volta aos erros antigos, reescrever a mesma história de decepção. Quando as esperanças estão fundamentadas nas promessas não realizáveis a decepção virá como mais um complemento de uma engrenagem em que nós seres humanos estamos envolvidos, e de cuja lição não aprendemos.


O escritor sacro, quando diz que nada há de novo debaixo do céu fala uma verdade que rejeitamos, mas que é real. Quem ler eclesiastes vê uma clara decepção diante dos fatos da vida, mas vê também uma filosofia. Hoje vemos os mesmos personagens de histórias anteriores com um novo discurso, com uma nova formula de felicidade que não será equacionada. Realmente nada há de novo, o filme que já vimos várias vezes repete-se infinitamente nas histórias de expectativa e frustração que compõe o ciclo da vida. Os poucos que querem sorrir, esquecem o campo de lágrimas que fica para trás dos tantos outros que choram, o campo fértil da felicidade fica maculado diante da frustração imposta pela natureza humana.


É certo que dias melhores sempre virão, pois se a vida não tivesse os altos e baixos da geografia da existência tudo seria muito monótono e talvez nos esquecêssemos da nossa natureza divina e de quanto somos finitos. Não é bom esperar muitos dos homens porque eles geralmente nos frustram. É bom caminhar, esperando do infinito, construindo nossos passos diante da dignidade e vivendo a certeza que diante das frustrações poderemos sair fortalecidos.
spacer

NÃO MAIS HAVERÁ ALTERNÂNCIA DE PODERES EM COARI

Se depender do presidente eleito da Câmara de Vereadores de Coari Argemiro Brasil, não mais haverá alternância de poderes em Coari. Argemiro enviou documentos esta semana para as instituições de direito informando que declina do direito de assumir a prefeitura de Coari. Com a desistência de Argemiro continua a frente do poder executivo o vice-presidente da Câmara o vereador Emídio Neto.
Desde que Rodrigo foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas pelo menos três pessoas diferentes passaram pelo comando do poder executivo de Coari em menos de um mês. Desde a decisão judicial que devolveu a Emídio ao comando da prefeitura, não houve mais alternância, com isto o pagamento dos funcionários públicos municipais foram realizados, assim como os dos programas sociais e administradores rurais. A prefeitura de Coari também realizou o expediente de entregar a nova frota de veículos para atender os serviços municipais e os materiais didáticos, fardamento escolar e móveis novos para a rede municipal de ensino.
spacer

IMPUGNAÇÃO

Com o registro da candidatura dos três candidatos que estão concorrendo o pleito em Coari (Arnaldo Mitouso, Professor Vicente e Deputado Lobo), está aberto também o período de pedido de impugnação das candidaturas. Com certeza, o menor vacilo será motivo para uma entrada com uma ação deste tipo na justiça eleitoral pela forma como a disputa está acirrada. A resolução baixada para esta eleição complementar traz as normas para este tipo de iniciativa.

Hoje, dia 29 é o último dia para os partidos entrarem com pedido de impugnação de candidatura. Havendo contestação de qualquer candidatura o cartório eleitoral informará ao juiz eleitoral sobre a contestação. O partido, candidato ou coligação terá, neste caso, dois dias para contestar a impugnação correndo aí todo um processo, onde se for necessário serão juntados documentos, provas, testemunhas e o que for necessário. O processo é tão complexo, que a resolução prevê a troca de candidato ao cargo de majoritário até 10 dias antes da eleição.

"As inelegibilidades a ensejar a Ação de Impugnação de Registro de Candidaturas são de previsão constitucional, art. 14 e §§, da CF, e as previstas na LC 64/90. Os casos mais corriqueiros de inelegibilidade decorrem da relação de parentesco, rejeição de contas dos gestores públicos, falta de filiação partidária ou dupla filiação, inobservância dos prazos de desincompatibilização e sentença penal condenatória transitada em julgado. Acrescente-se ai a situação dos semi-alfabetizados. Observar-se-á que não escapa a AIRC, os atos anteriores ao pedido de registro e que sejam no período antecedente das Convenções Partidárias e que importem em atos de improbidade, como o uso indevido da máquina pública, o que se vê, principalmente, quando a candidatura é a reeleição. Nesse caso, instaura-se inquérito preparatório. (Fernando Montalvão)

Em caso de impedimento do candidato ou do vice, eles podem ser substituídos por outro membro que seja filiado aos partidos que fazem parte da coligação.
spacer

NOVA FROTA DA PREFEITURA DE COARI COMEÇA A RODAR

Veículos para as diversas secretarias.
Motos para o departamento de Trânsito.
Onibus para o centro de convivência do idoso.

A semana em Coari termina com o a estrutura do governo municipal recebendo um reforço na frota de veículos para atender as necessidades das diversas secretarias municipais. O serviço público, prestado pela prefeitura municipal vai poder contar com veículos novos para as escolas municipais, departamento de trânsito, ação social e outros departamentos da prefeitura de Coari. Os veículos foram entregues na Secretária de Obras e Serviços Públicos.

Ao todo foram entregues 03 ambulâncias e 01 kombi para a Secretária de Saúde, 02 kombis para a Secretaria de Assistência Social, 01 kombi para o conselho tutelar, 02 kombis para a Secretaria de Educação, 01 kombi para a Secretaria de Comunicação, 03 kombis para Secretaria de Defesa Social, 04 motos para o departamento de trânsito (DETRAC). Além disto, foram entregues 06 microônibus para atender a rede municipal de ensino e ao centro de convivência do idoso.

O prefeito Emídio Neto, informou que a ação foi um ato administrativo, realizado nas dependências da Secretaria de Obras visando atender o serviço da estrutura da prefeitura de Coari. Há uma grande estrutura de programas sociais, escolas, departamentos essenciais aos cidadãos que não podem parar e dependem do suporte logístico de veículos.
spacer

PREFEITURA REALIZA PAGAMENTO DE PROGRAMAS SOCIAIS

A prefeitura municipal de Coari realizou nesta manhã os pagamentos dos beneficiários dos Programas Direito à Cidadania  e Administradores Rurais. Como as contas da prefeitura municipal de Coari continuam bloqueadas, os pagamentos dos beneficiários foram realizados após a liberação do TRE Amazonas. O Programa Municipal Direito à Cidadania é um programa de redistribuição de renda oriunda do município de Coari que atende 2.500 famílias da Zona Rural de Coari. O programa funciona aos moldes do bolsa família, só que com recursos municipais.

O Programa de Administradores Rurais também foi criado por lei municipal e funciona no atendimento das questões ligadas ao setor rural e as centenas de comunidades que precisam ser acompanhadas, principalmente nos apectos de educação, saúde e agricultura. Presente na reunião, o vereador Adnamar Maciel apoiou as ações realizadas no dia de hoje pelo governo do prefeito Emídio Neto, assim como os demais vereadores que compareceram à reunião.

spacer

O SISTEMA DE COMENTÁRIOS DO BLOG

O sistema de comentários do Blog Coari em Destaque esteve com problemas durante toda a manhã, somente a partir de agora foi possível resolver o problema. Estamos voltando a operar normalmente. Daqui a pouco irão ao ar as postagens da tarde. Agradeço a compreensão.
spacer

LOBO É CANDIDATO

Ontem a tarde o Deputado Estadual José Lobo registrou sua candidatura no cartório eleitoral. O ato foi legal e contemplado na resolução eleitoral que disciplina as eleições suplementares em Coari. O seu vice-prefeito é o Mário do sindicato, os dois são do PC do B. Agora, são três as chapas que disputarão os cargos de prefeito e vice: Arnaldo Mitouso (PMN) e José Railson Torres (PPS) representam a chapa “Acredite. Nós podemos mudar”; Manoel Vicente de Lima e Joabe Rocha, ambos do PR, encabeçam a chapa “Unidos por Coari” e agora o Dep. Lobo e Mário Paz formam mais uma chapa.
spacer

COARI: GRAMPO TELEFÔNICO

Boa a iniciativa a do novo juiz eleitoral de Coari, Dr. Flávio Henrique de Freitas que solicitou à polícia federal   o grampo de seu próprio telefone e também dos telefones do cartório eleitoral. Com esta medida o juiz se respalda de qualquer influência oculta que queira interferir na escolha democrática dos candidatos e na vontade popular. O povo de Coari, que não queria eleições neste período, mas por força da cassação ao prefeito e vice-prefeito, vai ter que comparecer as urnas mais uma vez.

As informações com mais detalhes:

 Tereza Teófilo
Da Equipe de A CRÍTICA
 
O juiz designado para coordenar as eleições complementares de Coari, Flávio Henrique de Freitas, revelou ontem que autorizou a Polícia Federal (PF) a monitorar seus telefones privados assim como o do cartório de Coari. O magistrado também pediu à Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o envio de um observador para acompanhar o andamento do pleito marcado para 20 de setembro.
 
O juiz Flávio de Freitas evitou comentar por telefone o motivo das iniciativas. O magistrado está em Manaus participando do curso de atualização de juízes promovido pela Escola Superior da Magistratura. Ele previu chegar a Coari no dia 31 de agosto.
spacer

MANICORÉ EM TENSÃO POLÍTICA

A matéria abaixo, publicada no jornal A Critica mostra até onde as pessoas podem ir quando estão em busca do poder. Manicoré está sendo um caso clássico de incidentes políticos resultantes da tensão e de conflitos de grupos conflitantes, que já levaram as vias de fato e que continuam na disputa pelo poder. Já ouve  prefeito cassado, tentativa de assassinato, atentado a prédio de TV e agora vão tentar abrir uma CPI para afastar o atual prefeito, sinal de que vem mais confusão por aí. Leia a matéria abaixo, com os respectivos créditos de texto e imagem para entender um pouco mais a tensão política em Manicoré.

Oposição na ofensiva


Luiz Vasconcelos - 24/07/2009
Manoel Galdino ficou paralítico depois de ser baleado no dia 20 de janeiro



 
Aristide Furtado
Especial para A CRÍTICA
 
O grupo político do prefeito cassado de Manicoré, Emerson França (PMDB),  promove duas ações para tentar tomar o comando da prefeitura do prefeito licenciado Manoel Galdino (DEM) e do vice-prefeito Lúcio Flávio (PSDB). Na terça-feira, a bancada de oposição criou uma comissão processante para investigar Lúcio Flávio. Para a próxima semana, o presidente da Câmara Municipal, Emir França, já anuncia a aprovação de uma  junta médica para avaliar se Galdino tem condições físicas de continuar no cargo.
 
A presidência da comissão processante ficou com o vereador Astrogildo Araújo Dias (PSB). Ele é um dos seis vereadores ligados ao ex-prefeito Emerson Pedraça. A bancada governista conta apenas com três integrantes.  Emir França (PP), que é irmão de Pedraça, informou que os trabalhos da comissão começaram ontem.
 
A oposição acusa o prefeito interino Lúcio Flávio, que está no cargo desde maio, de usar um decreto de emergência para desviar recursos por meio de contratos sem licitação com a construtora Unidas. No dia 5 de maio deste ano, Lúcio Flávio decretou estado de emergência para recuperar ruas e o barranco da frente do município.
 
Emir França diz que o decreto era desnecessário pois o Governo do Estado já está fazendo essas obras. Em setembro de 2008, a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinf) firmou contrato com  a construtora Mariuá no valor de R$ 11,2 milhões para  obras  em Manicoré. Segundo Emir, a recuperação das ruas  ainda está em andamento. “Só fez roçar na beira das ruas. O que está fazendo é lavagem de dinheiro para pagar advogado”, disse Emir França.
 
França  disse que, se a avaliação médica comprovar que Galdino não tem condições físicas de permanecer no posto, a bancada oposicionista vai abrir processo para destituí-lo. Segundo ele, Manuel Galdino não passou 48 horas no cargo desde que assumiu no dia 24 de março.
 
O prefeito ficou paralítico depois de ser baleado no dia 20 de janeiro deste ano, no Centro de Manaus. À época, a prefeitura  estava sob a direção de Emerson França, primeiro colocado na eleição de 2008. Com a cassação de França pelo TRE-AM, Galdino assumiu a cadeira  no dia 24 de março. Licenciou-se para tratamento médico e deixou o vice em seu lugar.
 
No dia 14 de abril, Emir França obteve liminar judicial da desembargadora Marinildes Mendonça, suspendeu a posse de Galdino, e assumiu o município até 2 de maio. Neste dia, Lúcio Flávio retomou o posto amparado por  liminar da desembargadora Graça Figueiredo.
 
Atualmente, Galdino faz  reabilitação no hospital Sarah Kubitischeck, em Brasília. Para prorrogar por 90 dias a  licença médica, teve que recorrer à justiça. Emir França disse que a licença não foi renovada pela Câmara  porque Galdino não apresentou atestado médico atualizado.
spacer

URGENTE: DESEMBARGADORA MARIA DAS GRAÇAS DESBLOQUEIO PARA O TJ



Foi publicada hoje pelo TRE-AM a decisão da desembargadora Maria das Graças, que declina de sua competência de continuar julgando o caso do desbloqueio das contas de Coari, até o momento todas as decisões financeiras do município estavam nas mãos da desembargadora. Agora, na decisão publicada ontem, ela reconhece que Coari não vive mais um momento de alternância de poderes, e que mesmo que a corte do tribunal eleitoral tenha determinado que assumisse a chefia do executivo de Coari o segundo vice-presidente da Câmara de Vereadores o vereador Iranilson da Silva Medeiros, Maria das Graças reconheceu ser legítima a decisão interna da câmara de vereadores em eleger o vereador Emídio Neto para vice-presidente do poder legislativo, e que apesar dos recursos impetrados pelo vereador Iran Medeiros, ela afirma que o Tribunal de Justiça mantém através de liminar o vereador Emídio Neto na legitimidade do cargo, faltando assim ser julgado um mandato de segurança.

Além disso, a desembargadora ressaltou o fato de o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas ter marcado eleição para o dia 20 de setembro deste ano e também o fato de que o processo dos cassados terem sido enviados ao TSE, diante de todos os fatos, ela afirma que o bloqueio das contas perdeu o caráter do ponto de vista eleitoral e deve ser levado a justiça comum, por isso, ela declinou da competência de julgar o caso e remeteu a batata quente do bloqueio das contas públicas para o desembargador Luiz Wilson Barroso que vai dar um fim na história, julgando tanto o mandato de segurança ou quem o Tribunal de Justiça do Amazonas entender que deve julgar o caso.

Entre a data da decisão (19 de agosto) e a publicação da mesma (27 de agosto) já se foram 8 dias de impasse e até a decisão definitiva pelo tribunal de justiça mais alguns dias passarão. Isso significa transtorno para o município de Coari, quem tem toda a estrutura de governo funcionando precariamente em vista a esta intervenção branca adotada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, a pedido do Partido Democratas quem nem parte era do processo originário da cassação do mandato do prefeito do município de Coari.
spacer

ABERTA A TEMPORADA DE BOATOS

Muitos coarienses estão literalmente tontos, com a onda de boatos que tomou conta da cidade estes dois dias. Foram boatos de toda sorte, intensidades, maneiras as informações verdadeiras ou falsas (não se sabe se soubesse não eram boatos) correram a terra do rio de ouro mais rápidas que os bits da internet, mais velozes que a própria luz e surtiram um efeito atordoador em muita gente.

Era uns ligando para os amigos, outros mandando mensagens de texto para o parente, outros acessando blogs, flogs, twitter, sites em busca da verdadeira informação e davam de cara com mais boatos. Os fatos (verídicos ou inverídicos não se sabe, se soubesse não seriam boatos) estavam em todas as formas, em forma de notícia, de comentário, de disse-que-disse, de fofoca, de fuxico, e até de informação quentinha. Alguém chegava no pé do ouvido do outro e dizia: “Tu não sabe da última...” e largava a língua a destoar mais e mais boatos. Estava aberta a temporada coariense de boatos.

Os boatos diziam:

  • FULANO VAI PAGAR MULTA DE 150 MIL REAIS (NO INÍCIO DO DIA PORQUE NO FINAL DA TARDE JÁ HAVIA INFLACIONADO E A DITA MULTA JÁ ESTAVA EM 300 MIL). BOATO QUE BOM, AUMENTA A CADA CONTO.
  • CICLANO POR ORDEM DO GOVERNADOR VAI FICAR COM FULANO;
  • AQUELE DESISTIU E VAI TRAIR O OUTRO;
  • CASSARAM BELTRANO;
  • AQUELE ALÍ NÃO É MAIS;

Para ninguém não ficar sem sono diante de tanto boato, vai uma dica, espere divulgação oficial do TRE que ainda vai analisar o pedido dos candidatos e dentro de dias vai publicar a decisão, ainda havendo prazo para substituto de quem não passar no crivo da lei eleitoral. A informação oficial da justiça eleitoral é a única fonte confiável nestes dias de tantos boatos. Enquanto a justiça eleitoral não se manifestar sobre os candidatos, tudo será boato. Ah... Ia me esquecendo... Se confirmarem-se os boatos, era porque não eram boatos, eram fatos. Mas tem gente que jura de pés juntos: “Quando o povo fala, ou é ou “ta” pra ser”!
spacer

NOVO RECORDE NO BLOG

Nesta quarta-feira, dia 19 de agosto, o BLOG EM DESTAQUE verificou mais um salto de visualizações do blog. Alcançamos a modesta marca de 724 visualizações e cada vez mais um número maior de pessoas comentando. Certamente o clima atípico na política coariense está contribuindo na curiosidade na busca de informações sobre o pleito. Os comentaristas continuam dando sua contribuição, uns ainda usando do expediente de usar palavras de baixo calão e outras coisas do gênero, outras já construindo raciocínio mais lógico e contundente. Sugiro a título de contribuição, que por mais que você que é comentarista do blog não queira usar o seu nome verdadeiro por motivos particulares, entre nos comentários com um nome genérico para identificar tua linha de raciocínio, ou se teu comportamento é de esquerda, direita, situação, oposição ou nada a ver com isso, em fim, fica possível perceber a freqüência com que usa o espaço para comentar e construir o raciocínio. Evitem usar palavras injuriosas, ou construir acusações sem provas, ou fatos que não sejam comprovadamente reais ou pelo menos publicado em mídia oficial ou profissional. Quantos aos acessos do blog em destaque, estes dois dias foram dois recordes para o blog, antes de ontem (25) foram 668 visualizações, e ontem (26) 724 visualizações, hoje... É um novo dia.
spacer

COARI: ELEIÇÕES SUPLEMENTARES

Lí uma importante matéria no site guiacoari.com que traz alguns dados interessantes sobre as eleições suplementares em Coari. Alguns dados da matéria:

  • É a primeira vez na história do município que uma eleição acontece fora do período tradicional. A campanha política começa oficialmente nesta quinta-feira(27) e vai até o dia 16 de setembro.

  • O colégio eleitoral do município de Coari é formado por 40.409 eleitores aptos a comparecerem às urnas dia 20 de setembro. Nas eleições realizadas em 05 de outubro de 2008 foram mais de 33.600 votantes. Na última eleição municipal cerca de 82% dos eleitores compareceram e, dessa vez o TRE vai gastar mais de R$ 2 milhões para realizar o pleito.

  • Nem todo mundo que for buscar os títulos que ainda estão no cartório eleitoral vai poder votar dia 20 de setembro. Apenas as pessoas que fizeram inscrição até o dia 24 de abril de 2009 é que estarão habilitadas para a eleição, de acordo com o que estabelece o artigo 91, da lei 9.504.

  • Quem fez solicitação do documento eleitoral nos anos de 2004, 2005 e 2006 e não foram buscar os títulos, devem procurar o cartório para solicitar a expedição da 2ª via.

  • Quem ainda não foi buscar o título de eleitor poderá fazer até o dia 16 de setembro, no próprio cartório da 8ª Zona Eleitoral, localizado no bairro Itamaraty. O expediente pela manhã é das 8h00 às 12h00 e, durante a tarde, das 14h00 às 18h00, de segunda a sexta-feira.
spacer

SEDE AO POTE

Não vá com muita sede ao pote porque pode quebrá-lo diz o adágio popular. Pois é, esta tão desejada entrada pelas portas da prefeitura de Coari parece ser um pote que pode ser quebrado pela vontade descontrolada de fazer campanha política antes do tempo.

Antes da liberação para a campanha já houve até passeata com bandeiras com CPF/CNPJ e tudo, bandeira em taboca e muitas outras irregularidades que são compreensíveis a partir do ponto de vista da vontade de fazer política, de tentar buscar uma vitória que não houve anteriormente e o vislumbrar da possibilidade de reaver uma vitória que é tão desejada pode ser realmente compreensível. No entanto, a justiça é cega, e o abuso econômico tão denunciado e combatido é praticado a olhos vistos, também é vista por ela.

Não é possível concertar o que está errado, com outro erro. Mesmo que na política, segundo Maquiavel, os fins justificam os meios, em um estado de direito os meios ilícitos são combatidos, ou pelo menos, devem ser combatidos com o rigor da lei. Ir com muita sede pode quebrar o pote, a não ser que o senso da impunidade esteja prevalecendo, o que certamente não está.

A partir de hoje, sim, é permitido fazer a propaganda política. Mesmo os nomes dos candidatos não estando deferidos pelo juiz eleitoral e o período de impugnação não estando aberto, quem quiser expressar a propaganda de seu candidato já pode, desde que justifique a origem do gasto para tal. Quando e de que forma o juiz vai proceder o deferimento dos nomes dos candidatos ainda não se sabe, aguarda-se a chegada do magistrado em Coari para que definitivamente as eleições suplementares tomem rumos certos.
spacer

COARI: EDUCAÇÃO RECEBE FROTA DE ÔNIBUS E MATERIAL DIDÁTICO

Novo fardamento da rede municipal de ensino.

As escolas da rede municipal de Coari já podem contar com um grande reforço no transporte escolar; foram entregues hoje pela manhã pelo prefeito de Coari Emídio Neto 06 micrônibus para o transporte de estudantes da rede educacional do município. A secretária de educação de Coari recebeu oficialmente os veículos que irão ser um grande suporte para atender a demanda da Zona Urbana de Coari, uma vez que já são utilizados na Zona Rural do município centenas de embarcações que atendem diariamente o acesso dos estudantes as comunidades que ficam separadas por rios.

Além dos ônibus, a SEMED Coari recebeu mais 2 kombis que vão atender a logísitca ca secretaria e a Escola Municipal Dirce Pinheiro recebeu móveis novos, material didático pedagógico, bebedouro, fardamento para alunos e professores e outros recursos materiais para atender a demanda da Escola. Emídio Neto explicou que esta entrega de material para a educação do município já estava dentro de uma prévio planejamento e que a prefeitura de Coari está dando curso normal as suas atividades, uma vez que os benefícios para trazer qualidade no serviço público devem chegar aos usuários, que são os cidadãos que utilizam as escolas públicas municipais de Coari.
spacer

COARI: SAÚDE RECEBE MAIS 03 AMBULÂNCIAS


Prefeito Emídio Neto entrega oficialmente os veículos ao Secretário de Saúde do Município de Coari Dr. Ricardo Farias

Equipe do presta o atendimento de primeiros socorros, através do 192 e que utilizarão as ambulância no dia-a-dia da população de Coari.

Veículos já estão à disposição do sistema de saúde do município de Coari

A Secretaria Municipal de Saúde vai poder contar com mais 03 ambulâncias para atender o sistema de saúde do município. As ambulâncias são vitais para os atendimentos de emergência.
Os coarienses podem contar com o pronto atendimento através do 192, um número disponível para que em casos de emergência os pacientes sejam atendidos. Os veículos foram entregues oficialmente nesta manhã, pelo prefeito Emídio Neto ao Secretário Municipal de Saúde Dr. Ricardo Farias, e já estão funcionando em atendimento a população do município.


spacer

ABUSO DE FRAQUEZA ECONÔMICA

Diante das acusações de abuso de poder econômico, ouviu uma frase hoje que me chamou a atenção. "A democracia prevê o ataque ao abuso de poder econômico e não o ataque de fraqueza econômica". Na prática, isso que dizer, que os governos não podem abusar de seu poder econômico para o favorecimento de permanência no poder, devendo tal prática ser combatida para a manutenção do poder. Na democracia, o abuso de poder econômico pode ser atacado legitimamente, já nos governos absolutos a denúncia da prática de abuso não pode ser incentivada por conta da retaliação que pode ser aplicada para que o poder seja mantido.

Dentro deste mesmo raciocínio, ponderei outra linha lógica de pensamento. O aproveitamento do estado de caos, de desequilíbrio como favorecimento para a chegada ao poder. Uma arma, por mais legítima que seja, se for usada de forma indevida denota irresponsabilidade . Um exemplo: as contas da prefeitura de Coari continuam bloqueada, há em pauta uma discussão jurídica de competências e portanto uma indefinição de prazos, ainda não enxerga -se no horizonte uma data em que estas contas venham a ser desbloqueadas.

Dentro disto, o município pode sofrer com o mal maior: o atraso do pagamento dos funcionários públicos, onde sob hipótese por causa do bloqueio, a data pode se prolongar para dias mais distantes do que convencionalmente se paga, advindo daí sérios problemas econômicos, sociais e humanos. Utilizar este caos, gerando pelo bloqueio da contas para atacar, e tentar tirar proveito eleitoreiro também explicita uma irresponsabilidade com a democracia, ou seja, o uso irresponsável de uma arma legítima para tirar proveitos eleitoreiros.

A democracia deve ser marcada pelo bom senso. Em uma assembléia onde os assuntos de interesses coletivos são discutidos, eles poderão por longas horas serem discutidos sem que se chegue a caminho algum, até que o consenso inspirado pelo bom senso, impere. Havendo consenso há decisão, havendo bom senso há sabedoria. Havendo decisão há progresso.

Não é utilizando as armas democráticas de forma irresponsável que a democracia vai prevalecer. A democracia é a voz da maioria que pronuncia o desejo de um consenso comum. Após a decisão, mesmo havendo derrota a maioria acata e o bem comum prevalece até que seja necessário outro assunto ser levado à assembléia para discussão.

Quando este consenso é quebrado por qualquer arma que não seja a razão única da vontade da maioria o caos se estabelece, a confusão impera e o andamento do coletivo é travado. É exatamente este clima que Coari está vivendo, o engessamento do consenso comum gerando caos e paralisando a coletividade, pior estado que o anterior, deficiente situação a mais que as deficiências anteriores. Se isto tornar-se prática comum, e o bom senso não reinar, criar-se-á algo que denominaria de vicio de decisão, ou seja, por motivos que subjetivamente se tornem justo do modo pessoal da observância da ideologia comum a minoria pode criar um ciclo de não aceitação da decisão da maioria e recorrer a instrumentos que altere o consenso e desfaça o bom senso. Repetindo-se em um clico vicioso de apelações até exaurir-se forças, vontades, recursos, ideologias e quebrando a democracia por um vício de vontade que tornar-se-á imperativo.

Uma fraqueza que torna-se da mesma forma um abuso, não contribuindo para democracia por não obedecer ao consenso geral travando o bom andamento do bem comum. O cidadão comum, que é o que decide na assembléia coletiva mesmo em sua subjetividade pensa geralmente no bem comum e gerando uma decisão da vontade ideológica de certo segmento da coletividade, restando-lhe ser juiz maior da decisão democrática, e se seu pensamento não for respeitado, vem o descrédito nas instituições sagradas da sociedade, desmoronando assim de vez o prédio da democracia que é construído com os tijolos basilares da escolha, do consenso e do bom censo.

Daniel Maciel

spacer

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR JÁ DEVERIA TER PRESENÇA DE JUIZ

O juiz eleitoral ainda não encontra-se na cidade. Hoje é o último dia para que seja dada entrada no registro de candidatura dos candidatos e a ausência do magistrado que conduzirá o pleito gera insegurança e dúvida. O que fazer diante dos ilícitos eleitorais? A quem recorrer?
Já vimos de tudo um pouco nestes dias de ausência do magistrado em Coari: desde bandeiras da campanha anterior (com CPF e CNPJ e tudo mais) sendo asteada na Estrada Coari-Mamiá em uma "taboca", até partidos políticos convidado a população em geral para as convenções que são intra-partidárias e que deveriam ser compostas apenas por convencionais.
A vinda do Presidente do Tribunal Eleitoral a Coari ainda não aconteceu mesmo tendo sido anunciada para esta terça-feira e a dúvida sobre a organização de uma eleição realizada à toque de caixa torna-se mais gritante. Some-se a isso, o não julgamento do mérito do recurso especial do prefeito Rodrigo Alves em Brasília, que acrescenta indagações pertinentes, do tipo: porque as eleições já estão marcadas se o processo não foi transitado em julgado? O que pode acontecer após o julgamento do mérito? E as infidelidades partidárias que foram uma atração à parte nas convenções? E a propaganda antecipada feita mesmo antes da abertura do calendário da campanha?
A presença de um comando em Coari, para o pleito seria a maior prova de uma eleição organizada, onde cada partido pudesse ter contar com a figura do magistrado organizando tudo e dando segurança ao processo político que Coari enfrenta. Enquanto isso não acontece, confusão e mais confusão é o que sobra...
spacer

TROPA FEDERAL É BEM VINDA PARA A ELEIÇÃO

A presença de tropas federais é bem vinda em Coari, pois com certeza as eleições suplementares serão movidas por um espírito de animosidade, principalmete as balbúrdias quem estão acontecendo desde que a nova eleição foi anunciada. Motos, carros, foguete e muita bagunça e o acincalhamento geral, a onda de provocação e de preconceito envolvendo as pessoas na vala comum do descrédito podem realmente levar à violência.
As vias da violência está sendo o instrumento mais utilizado por um grupo político que através de rótulos preconceituosos e muita algazarra está tirando a tranquilidade da cidade. Sempre prezando pelo que é correto, as forças federais irão inibir tal comportamento contribuindo para uma eleição tranquila. Seria interessante que os policiais federais que viessem fizessem blitz no trânsito para pegar condutores de motos desabilitados ou irregulares, assim como quem está dirigindo embriagado e da mesma forma os que estarão tentando coagir eleitores através da violência.
Que as forças federais que venham a Coari, aproveitem a oportunidade para desmontar as bocas de fumo e desarticular os traficantes e assim inibir o consumo de droga, o que vai contribuir para que a cidade tenha um ambiente de paz. Não será negativa a vinda de forças federais a Coari, será posítiva, pois certamente servirá para expurgar os ílicitos e contravenções eleitorais que muitos denunciam ao mesmo tempo em que praticam tentando vender uma imagem de uma ética que não existe.
spacer

CONTRACENSO POLÍTICO

Nesta segunda-feira, as notas e blogs repercutiram o resultado das convenções, opiniões as mais diversas e principalmente a confusão dos partidos políticos que no Brasil não são regidos por ideologias, mas por conveniências. Em Coari, Praciano e Sabino Castelo Branco lado a lado, de mãos dadas; quem diria... Enquanto de forma inédita o PR pode fazer um prefeito e um vice-prefeito fortalecendo a sigla partidária no Estado do Amazonas e no Brasil, em Coari o vice-presidente do PR no Amazonas subiu no palanque da oposição a seu partido.

Outro fato de contracenso político foi o tão propalado apoio do governador Eduardo Braga a uma possível candidatura do Deputado Estadual José Lobo. Até agora, o governador nunca se pronunciou a respeito e nem tão pouco o deputado se posicionou em Coari sobre o assunto. Incongruências políticas que todos os aspectos assistimos aqui na terra coariense. Depois de amanhã é o último dia para os candidatos darem entrada de seu registro de candidatura junto ao cartório eleitoral. Depois disto, quem agiu agiu, e quem só falou ... falou. Mais que simplesmente tentar formar uma imagem de uma ética que confronta-se com a verdade, os candidatos precisam convencer aos eleitores daquilo que estão falando. Geralmente, ressabiado, o eleitor observa muito mais que fala, e na solidão da urna escolhe não aquele que se diz santo, mas quem tem seriedade verdadeira.

Os políticos em sua maioria cobram lisura, ética, seriedade mas na hora de agir com tal comportamento quebram todo o senso do rídiculo. É o que se diz quem te conhece é que tem compra... O eleitor sabe fazer esta leitura. Depois de domingo, a vitória na campanha eleitoral que já estava sendo dada como certa por muitos começa a mudar de tom, e tem muito político pondo literalmete o bigode de molho diante das perspectivas de uma capanha totalmente indefinida.


spacer

JUIZ ELEITORAL AINDA NÃO ESTÁ EM COARI

O novo juiz eleitoral que vai conduzir todo o pleito suplementar ainda não encontra-se em Coari. As convenções já foram realizadas, as regras para as novas eleições já estão valendo, mas por enquanto o magistrado ainda não está atuando no cartório eleitoral. A visita do presidente do TRE à Coari está marcada para esta terça-feira, e talvez seja esta a oportunidade de apresentar o presidente do pleito para os coarienses. É o juiz eleitoral que vai deferir ou não o nome dos candidatos escolhidos em convenção e que também vai julgar os pedidos de impugnação, que pelo andar da carruagem serão muitos.
spacer

MAIS UM BLOG: ESPORTE EM COARI

Fugindo da temática notícias em geral e política e indo muito mais além do copiar e colar, surge mais um blog com fatos sobre Coari, o blog ESPORTE EM COARI. É interessante falar sobre o esporte, que é vida, desenvolvimento, saúde e convivência. Em Coari temos muitos ambiente para a prática de esporte coletivo. Além disto existem as escolas que desenvolvem atividades esportivas e as próprias universidades que também desempenham papel importante nesta área.
A partir de hoje, o link deste blog passa a constar da minha blogsfera. Boa Sorte!
spacer

A INTERNET E AS ELEIÇÕES

A Câmara Federal acabou de aprovar uma reforma na legislação eleitoral (o Senado Federal terá que aprovar até setembro para valer para a próxima eleição) na qual a internet é autorizada como meio para as campanhas eleitorais, inclusive como instrumento de se arrecadar recursos para formar fundos para a campanha eleitoral.

A utilização de site, blog, de redes sociais e outros meios eletrônicos antes de 05 de julho é permitida desde que o candidato não peça votos nas suas mensagens, apenas escreva o seu pensamento sobre determinados assuntos de interesses da população. A utilização explícita desses meios de comunicação para pedir votos e recebimento de recursos somente é permitida a partir da data mencionada acima. No caso das redes sociais, blogs e e-mails, as mensagens podem ser de iniciativa do próprio candidato ou de qualquer pessoa natural. Não será permitido o pagamento por espaços na internet para propaganda de candidatos, ou seja, a propaganda na internet por iniciativa de pessoa que não o candidato deverá ocorrer de forma espontânea e gratuita.

Não é permitida a veiculação de propaganda de candidato em sites ou blogs de pessoas jurídicas, de entidades ou de órgãos públicos mesmo que seja gratuita. As empresas de comunicação que possuem sites podem realizar debates com os candidatos, entretanto, esses debates devem seguir as mesmas regras que são impostas a rádio e à televisão. Evidentemente, é preciso que não haja abuso na utilização da internet porque todos estarão sujeitos à punição e algumas dessas punições são bastante severas.

Muitas pessoas, principalmente da imprensa, esperavam uma legislação muito mais liberal na qual se pudesse fazer de tudo na internet sem sofrer nenhum tipo de punição. Eles queriam fazer de tudo, por exemplo, denegrir a imagem de pessoas cujos eventuais atos fossem creditados a essas pessoas sem que houvesse a comprovação de autoria. Certamente, caso não houvesse um limite e a imposição de responsabilidade, poderia haver muitos abusos, somente porque algum ou alguns donos de sites com grande audiência não gostassem de determinados políticos. Disputa eleitoral exige muito mais do que isso, exige a isonomia e a igualdade de oportunidade na busca do voto dos eleitores.

A democracia exige liberdade de expressão mas com responsabilidade, ao liberar totalmente a internet iria causar um verdadeiro caos em muitas situações, por exemplo, se se criasse uma campanha para arranhar seriamente a imagem de um candidato provavelmente essa pessoa poderia ser linchada publicamente sem nenhum poder de reação. Sabemos que boa parte dos que são atacados na internet possuem culpa, mas sabemos também muitos podem não ter culpa. Para evitar isso é que é bastante razoável que puna quem agride algum candidato na internet.


DO BLOG DO FRANCISCO DE CASTRO

PARA AS ELEIÇÕES A REGRA QUE CONTINUA VALENDO É ESTA ABAIXO:
Confira o texto do capítulo IV da Resolução 22.718:


CAPÍTULO IV
DA PROPAGANDA ELEITORAL NA INTERNET

Art. 18. A propaganda eleitoral na Internet somente será permitida na página do candidato destinada exclusivamente à campanha eleitoral.

Art. 19. Os candidatos poderão manter página na Internet com a terminação can.br, ou com outras terminações, como mecanismo de propaganda eleitoral até a antevéspera da eleição (Resolução nº 21.901, de 24.8.2004 e Resolução nº 22.460, de 26.10.2006).

§ 1º O candidato interessado deverá providenciar o cadastro do respectivo domínio no órgão gestor da Internet Brasil, responsável pela distribuição e pelo registro de domínios (www.registro.br), observando a seguinte especificação: http://www.nomedocandidatonumerodocandidato.can.br, em que nomedocandidato deverá corresponder ao nome indicado para constar da urna eletrônica e numerodocandidato deverá corresponder ao número com o qual concorre.

§ 2º O registro do domínio de que trata este artigo somente poderá ser realizado após o efetivo requerimento do registro de candidatura perante a Justiça Eleitoral e será isento de taxa, ficando a cargo do candidato as despesas com criação, hospedagem e manutenção da página.

§ 3º Os domínios com a terminação can.br serão automaticamente cancelados após a votação em primeiro turno, salvo os pertinentes a candidatos que estejam concorrendo em segundo turno, que serão cancelados após esta votação.

spacer

NOMES DEFINIDOS, CARTAS NA MESA

Hoje a cidade do petróleo e do gás natural viveu dias de convenções partidárias, momento em que os filiados em partidos políticos devem escolher seus representantes legais para a disputa eleitoral. Mais que escolha de nomes por convencionais, este momento marca a escolha de grupos políticos, de lideranças da sociedade, de nomes ligados a este ou aquele, de pessoas que possam cooptar outras pessoas do mesmo segmento ou de outro segmento. A escolha dos partidos vai contar ou não com o apoio popular, que é realmente quem dá a cartada final.

Mas as cartas foram dadas nesta manhã em Coari, os nomes estão definidos. A oposição representada pelos candidatos Arnaldo Mitouso (PMN) e Railson Torres(PPS) e a situação por Vicente Lima (PR) e Joabe Rocha(PR). Toda a especulação em torno de nomes caiu por terra neste domingo e passa a valer o que oficialmente foi confirmado pelos partidos. O vereador Iranilson Medeiros, do DEMOCRATAS não lançou candidatura própria e também o Deputado José Lobo também não realizou convenções em Coari. De toda a confusão destes últimos dias restou mesmo a campanha eleitoral que vai começar e pode até ser interrompida se qualquer decisão de recursos de Rodrigo em Brasília for favorável.

O grande drama que todos envolvidos no processo político enfrentam é a corrida contra o tempo, são os prazos em uma campanha curta e de prazos exíguos. Com os nomes definidos, a campanha oficialmente começa na quinta-feira, mas os candidatos não perdem tempo, em reuniões, conversas e visitas fecham acordos, tentam convencer quem está indeciso e sonham entrar na prefeitura após as eleições do dia 20 de setembro.
spacer

CONVENÇÕES E O DESTINO DE COARI

Passa amanhã nas convenções a escolha dos nomes de candidatos que irão disputar a eleição suplementar. Os partidos e coligações vão ter a oportunidade de selecionar aquelas pessoas as quais irão promover através da campanha política que obedecerá o regulamentos específico para esta eleição. Esta eleição é atípica, rapida e tem uma regulamentação específica.

Esta semana muitas coisas começam a valer obedecendo a resolução 07/2009. O dia 23 de agosto (DOMINGO) é o último dia para a realização de convenções destinada a deliberar sobre as coligações e escolha dos candidatos a prefeito e a vice-prefeito.

Na segunda-feira, dia 24 de agosto já pode ser apresentado no Cartório Eleitoral o requerimento de registro de candidatura, onde oficialmente estará consolidado o nome dos candidatos. Na segunda-feira também às emissoras de rádio e televisão em sua programação local e em noticiário manipular informações para promover qualquer candidato através de conotação eleitoral, usar truncagem, montagem ou outro recurso de aúdio e vídeo para , que, de qualquer forma, degradem ou ridicularizem candidato, partido ou coligação. Está proíbida nesta data propaganda política de qualquer espécie no rádio ou na televisão.

Também está vendado aos agentes públicos que estejam em disputa na eleição autorizar propaganda institucional dos atos, programas, obras e serviços e campanhas dos órgãos públicos , ou das respectivas entidades da administração pública, assim como fazer pronunciamento em cadeia de rádio e televisão, fora do horário eleitoral gratuíto, salvo quando a critério da Justiça Eleitoral tratar-se de matéria urgente, relevante e característica das funções de governo.

As informações acima já começam a valer dentro da data prevista na resolução. Quem não seguir as regras pode ter a candidatura impugnada.
spacer

RETORNO DE RODRIGO A COARI





........................................................














Posted by Picasa
spacer

OS LOCAIS DAS CONVENÇÕES

Os locais de convenção já estão definidos pelos partidos políticos. Os partidos ligados a Arnaldo Mitouso farão a convenção no Clube Pôr-do-Sol e os partidos ligados a Rodrigo realizarão no Ginásio Geraldo Granjeiro no bairro Taua-Mirim. Todas as convenções serão realizadas no domingo, dia 24.
Definitivamente a população de Coari vai entrar em clima de campanha, campanha que vai definir que será o novo prefeito de Coari.
spacer

DETALHES SOBRE A ELEIÇÃO EM COARI

Tropas federais virão a Coari por ocasião das eleições suplementares. O jornal ACritica informou que o juiz eleitoral Francisco Maciel antecipou ontem que vai deferir o pedido de tropas federais para acompanhar as eleições no Município de Coari (a 370 quilômetros de Manaus), marcadas para o dia 20 de setembro. “Vou acatar o pedido em virtude da situação de instabilidade no município e em consonância com parecer, inclusive, do Ministério Público Eleitoral”, disse Maciel ontem. Ele explicou que seu despacho será levado à votação do Pleno do TRE na próxima segunda-feira. Depois disso, o pedido de tropas federais será submetido, ainda, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Além disto, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Ari Moutinho da Costa, disse que está programando uma visita ao município, provavelmente, para a próxima terça-feira, 25. “O objetivo de nossa visita é mostrar a presença firme da Justiça Eleitoral e deixar claro que a legislação será cumprida à risca”, afirmou Moutinho.
spacer

Marina Silva: governo Lula 'é insensível a causas sociais'


De Pedro Paulo Blanco:
Um dia após deixar o PT , a senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva elevou o tom das críticas ao governo Lula e disse que o Planalto é insensível a causas sociais. Ao falar sobre a desfiliação, que considerou "dolorosa", disse que parte de sua história ficava no PT:
- Não posso ficar no partido para convencer essas pessoas de que o meio ambiente tem que ser prioridade. Este é um governo insensível às causas sociais - disse Marina, que foi a evento sobre jornalismo ambiental.
- Muitas vezes fui criticada, na pasta do Meio Ambiente, chamada de antipatriota, travadora do desenvolvimento, porque não aceito a implantação de projetos onde comunidades indígenas ou tradicionais tenham que ser atingidas ou sacrificadas. E os projetos hidrelétricos da Amazônia não podem ser instalados sem diálogo. É preciso entender que aqui (na Amazônia) moram 25 milhões de pessoas que precisam ser ouvidas. Leia mais em: Marina Silva: governo Lula 'é insensível a causas sociais'
spacer

SARNEY: NÃO ME SINTO CULPADO POR NADA

José Sarney (PMDB-AP) deu entrevista exclusiva à Globo News. Ele reafirmou que não vai deixar o cargo e que não se sente pressionado.

Do G1:
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), reafirmou nesta sexta-feira (21) que não pensa em deixar o cargo e que não se sente culpado de nada."Não posso deixar [o cargo] porque não me deram nenhuma saída que não de cumprir o meu dever até o fim," disse em entrevista exclusiva à Globo News.
"No dia em que os colegas, a maioria dos colegas do Senado chegar e me destituirem, muito bem. Eles me elegeram, podem me destituir," completou. Ele negou sentir qualquer tipo de pressão para deixar o cargo. "Não existe pressão porque eu não me sinto culpado de nada. Eu estou procurando servir ao país. Estou procurando ajeitar essa casa. Estou pagando por isso. Eu vou continuar até o fim. Não tenha dúvida," afirmou.
spacer

ONDA DE BOATARIA

Pelo que tudo indica, as brigas em torno da presidência da Câmara deram uma trégua no municipio de Coari, mas continuam intensa na capital, pelo menos é o que se lê nos últimos boatos espalhados via internet e imprensa. Um boato, daqueles de causar inveja a qualquer fofoqueiro de plantão.
Blogs e publicaram uma possível prisão decretada para o vereador Argemiro Brasil, eleito presidente da Câmara pelos vereadores. O fato também foi anunciado na rádio. Os responsáveis pela notícia afirmaram contudentemente que o vereador estava considerado foragido da justiça e que seria preso a qualquer momento. Fato que não aconteceu. Não há nenhuma ordem de prisão, e o fato entrou para o folclore político coariense, como outros fatos que estão sendo espalhados por conta de todo este estado instável em que se encontram os poderes.
Argemiro, presidiu normalmente a reunião da última quarta, onde a Ata da reunião anterior foi aprovada, assim como foi aprovada a convocação do gerente da Amazonas Energia em Coari, para dar explicação sobre o corte da luz da casa legislativa.
spacer

AS VÉSPERA DA CONVENÇÃO

O dia após o anúncio da negação da liminar de Rodrigo e antes das convenções partidárias foi um dia marcado por várias manifestações, manifestações que já servem para prever um pouco o clima que via ficar a cidade de Coari durante o final de agosto e uma parte de setembro. O clima de campanha política no ar.
ENTREVISTAS
Arnaldo Mitouso cumpriu uma agenda de entrevistas e foi a Rádio Cidade de Coari conceder entrevista como pré-candidato. De manhã cedo no programa do ex-prefeito Evandro Aquino e meio dia no Plantão de Notícias ele falou sobre a convenção que será realizada no Clube Por-do-Sol, de seu programa de governo, de seu candidato a vice e foi tratado amenamente pelo entrevistador Ekner Lima como certamente o homem que será o prefeito de Coari.
SEM NOTÍCIAS
Outro pretenso candidato, o vereador Iranilson Medeiros, não apareceu nos meios de comunicação hoje, e sua ausênica na Câmara Municipal foi sentida. Arnaldo sitou em sua entrevista que conversou com Iran no dia de ontem e falou sobre uma possível aliança fechada da oposição. Arnaldo citou o nome de um outro político de Coari, o ex-vereador e ex-presidente da Câmara, o Wilsão.
RECEPÇÃO
No final do dia, uma grande parcela da população de Coari foi até ao aeroporto recepcionar Rodrigo Alves que retornou a cidade para liderar seu grupo político em relação as eleições suplementares. Chamou a atenção a grande quantidade de pessoas e veículos que fizeram parte da recepção. A carreata terminou em frente ao Seringal onde Rodrigo se pronunciou sobre os fatos que levaram a sua cassação e agradeceu a todos os presentes.
DIAS INTENSOS
Hoje foi realmente um dia intenso para Coari, cujo os moradores ouvem o observam tudo. Esta movimentação com certeza acontecerá também no domingo, quando os partidos políticos realizarão sua convenções. Quem espera sua movimentação para decidir-se politicamente observa o jogo de força, a presença dos correligionários e a capacidade de mobilização mostrada pelas forças que disputam o poder. Dias intensos de embate. O dia de hoje serviu para muita gente avaliar como andará a política na terra dos gás e do petróleo estes dias.
spacer

A CAMINHO DE UMA NOVA ELEIÇÃO

Enquanto embargos e mérito não são julgados, Coari caminha para uma nova eleição. Esta é a realidade hoje na terra do gás e do petróleo. Onde vai dar ninguém sabe ainda, o que se sabe é que o povo de Coari vai se manifestar mais uma vez na urna.

E se durante a campanha o povo decidir que a situação deve ser eleita, mais uma vez tentarão invalidar as eleições? Derrepente, toda a euforia que está depositada na esperança de uma eleição pode ser frustrada. Esse ciclo de perde-recorre, perde-recorre, perde-recorre vai durar até quando? Uma nova eleição se avizinha, e o que existe hoje mesmo é a certeza de que o povo vai dar seu parecer. Se a oposição ganhar vai invalidar tudo o que foi feito? Vai acrescentar o que? Esta será uma campanha de idéias ou de emoções?
As última eleições foram marcadas em certo ponto pela tranquilidade, com certeza esta será marcada pela animosidade pela atual conjutura dos fatos. Sábado e domingo devem ser realizadas as convenções partidárias e até quarta-feira os nomes dos candidatos serão conhecidos. Em que realmente poderão contribuir com o desenvolvimento do município os fatos que ora presenciamos?
Uma coisa é certa, Coari poderá passar sua história a limpo. A vontade do povo é soberana e ganhará quem souber entender esta vontade. O resto agora é 1 mês de muita disputa. Prudência a todos e cautela para que a vida humana seja respeitada, depois dos 30 dias a vida de todos voltará à rotina. Ano que vem tem campanha, daqui 3 anos tem campanha de novo. Quem tem vontade de fazer campanha política certamente vai se saciar.
spacer

NEGADO PROVIMENTO A RODRIGO

O pedido de liminar para Rodrigo defender-se no exercício de seu mandato foi negado pelo ministro RICARDO LEWANDOWSKI. A decisão foi publicada agora a pouco no site do TSE.

O TEXTO DA DECISÃO FOI O SEGUINTE:

"MANDADO DE SEGURANÇA. ALTERNÂNCIA NA CHEFIA DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL. DENEGAÇÃO.

1. A jurisprudência do TSE é no sentido de que deve ser evitada a indesejada sucessão de mandatários no comando do Município, salvo por decisão judicial com esse efeito.

2. Inexistência de direito líquido e certo a ser protegido. No caso, em exame, o impetrante já se encontrava afastado por força da AIME julgada procedente.

3. Decisão judicial que, ao afastar o impetrante, determinou que o Presidente da Câmara assumisse as funções do cargo de prefeito.

4. Segurança denegada" (MS 3.654/BA, Rel. Min. José Delgado).



Nessa linha de raciocínio, destaco ainda a AC 3.192/MT, Rel. Min. Felix Fischer; a MC 1.302/CE, Rel. Min. Barros Monteiro; a MC 1.289- AgR/SP, Rel. Min. Fernando Neves e a MC 1.049/PB, Rel. Min. Sálvio de Figueiredo.

No ponto, não é relevante a noticiada eleição de novo presidente da Câmara Municipal de Coari (AM), bem como a circunstância de que tramitariam "(...) diversas ações, na Justiça Estadual, versando sobre quem deve responder pela Prefeitura enquanto perdurar o afastamento do Prefeito" (fl. 7).

A manifestação desta justiça especializada sobre o mérito de processos afetos à justiça comum não é possível.

Esse o entendimento do TSE nos seguintes julgados, aplicáveis à espécie, mutatis mutandis: MS 3.890/BA, Rel. Min. Marcelo Ribeiro; Respe 34.612/BA, Rel. Min. Arnaldo Versiani e o Respe 31.330/PR, Rel. Min. Felix Fischer.

Ademais, o deferimento da liminar pleiteada ocasionaria a não execução do acórdão regional, algo inviável. É incontroverso que em 31/7/2009 foi empossado o Presidente da Câmara local, atual gestor público municipal.



Verifico ainda que o autor demonstrou a proximidade do novo certame no município, marcado para o dia 20/9/2009 (fl. 590).



Os autos noticiam a execução de atos preparatórios, nos termos da Resolução 7/2009 - TRE/AM, com custos para a justiça eleitoral que não podem ser subestimados.



Na espécie, portanto, os argumentos postos na inicial não são suficientes para configurar a situação de excepcionalidade, apta ao deferimento do pedido.



Isso posto, nego seguimento à ação cautelar, nos termos do art. 36, § 6º do RITSE. Prejudicado, pois, o exame da medida liminar.



Após a juntada da petição de protocolo 18.050/2009, arquivem-se os autos.



Publique-se.



Brasília, 19 de agosto de 2009.







Ministro RICARDO LEWANDOWSKI

- Relator -
spacer

POLÍTICA NACIONAL: MUDANÇAS E RAZÕES

Mudanças são naturais na política. Antigamente havia o troca-troca de partido até ser definido por jurisprudência que definiu que o mandato pertece ao partido e não ao candidato. O político mudando de partido, muda de ideologia política. Outros muda de grupo político mas não mudam de ideologia. Interesses pessoais, conflito com a ideologia partidária, perseguições além de fatores do forum intimo levam a mudancas de agentes políticos.

O CASO PT

Esta semana, a senadora Marina Silva (AC) anunciou que, após 30 anos de militância, deixa o PT com a possibilidade de ser candidata à presidência do Senado pelo PV. Ao mesmo tempo, o senador Flávio Arns (PR) expressou a vontade de sair do partido, para concorrer nas próximas eleições por outro partido. No momento em que a Justiça Eleitoral confirmar as duas desistências, o PT contará com apenas 10 senadores.

Em 2005, durante o escândalo do Mensalão, o senador Cristovam Buarque (DF), hoje filiado ao PDT, também desembarcou do partido. Na mesma época a ex-senadora Heloísa Helena (AL), atualmente vereadora pelo PSOL, deixou o partido. Ela, entretanto, havia sido eleita em 1998 (legislatura que acabou em 2006). Outra baixa ocorreu em 2006, quando Ana Júlia Carepa foi eleita governadora do Pará e deixou a vaga no Senado para o suplente, senador José Nery (PSOL).

Apesar das baixas, o PT continua tendo a quarta maior bancada no Senado, atrás do PMDB (19 senadores), DEM (14 senadores) e PSDB (12 senadores). Após o partido do presidente Lula, a maior bancada é a do PTB, com sete senadores.

AS MUDANÇAS E PREJUÍZOS

O que não pode ocorrer no processo político de mudanças é o prejuízo para a população. Golpes de Estado, boicotes, crises e estratégias que prejudiquem a população são perniciosas em sua essencia e os prejuízos são certos.
spacer

O BLOG EM DESTAQUE O AUMENTO DE ACESSOS E COMENTÁRIOS

A crise política, alternância de prefeitos, eleições complementares, cassação de mandatos, renúncia de vereador, recursos no TRE e TSE, eleição na Câmara, intervenção branca, entrevista em rádios, na onda dos blogs, na era da internet e Coari no centro das atenções, no olho do furacão, no auge dos desejos, na sede de poder, na espera, incerteza, espectativa, desconfiança tantos e tantos epsódios que o que não está faltado é assunto, pano pra manga na história contemporânea da terra do rio dos deuses ou rio de ouro.
O Blog em Destaque está sendo um importante veículo de informação para internautas interessado em Coari e os assuntos em pauta no momento. O acesso do blog a cada dia é superior ao acesso do dia anterior e espero que assim continue. O blog está superando diariamente o total de mais de 600 visualizações por dia, um número modesto ainda, mas comparando com outros blogs coarienses, uma liderança em visualizações e leituras... Amado, odiado, esculachado, elogiado, incetivado, ameaçado no entanto, acima de tudo, lido. Nos últimos 30 dias 9.880 visualizações, 5.740 visitantes e 2.022 novos visitantes, sendo que cada pessoa que vem ao blog lê pelo menos 1,7 página por visita.
Os comentaristas estão participando do blog com mais frequência, como já me referi antes, de várias maneiras (elogiando, esculhambando, protestando, ameaçando). Os posts mais comentados ultimamente foram os seguintes: PÉROLA, MENTIRA DESLAVADA, O MUNICÍPIO DE COARI ESTÁ EM DIAS COM O INSS , NOTÍCIA DE QUE RODRIGO SOFREU DERROTA NÃO É VERDADEIRA , ARGEMIRO BRASIL É O PRESIDENTE ELEITO DA CÂMARA DE VEREADORES DE COARI , e até agora o mais acessado foi o post LUZ DA CÄMARA MUNICIPAL FOI CORTADA . Gostaria muito que os comentaristas evoluíssem para mais racionalidade no teor dos comentários, sem ofensas e nem palavrões. Cada comentarista é importante e se usassem os argumentos de forma clara e racional seria melhor para todos e de fato contribuiriam para a construção de um pensamento lógico independente da postura ideológica que assuma.
Procuro o máximo que posso ser isento e minhas opiniões (ainda que muitos pensem que não) e tento agir de acordo com minha consciência. Quando dou uma informação trantando sobre número procuro pautar em documento e confirmar os fatos antes de divulgar. Quando o comentarista faz alguma observação procuro não deixar sem uma referência e sempre com um espirito democrático e sincero. Sendo assim, o blog vai ganhando vida e o blogueiro perdendo a modéstia, mas me perdoem por isso não quis me ufanar. Este post é apenas para agradecer a todos que por aqui estão passando.
spacer

A POLÍTICA COMO UM FIM OU COMO UM MEIO

O senso comum diz que política é lugar pra gente que não presta e geralmente quem se envolve no ambiente político pode se preparar para ter sua vida totalmente exposta, com o nome ligado a escândalos e muitas vezes herdando muitos problemas. Quando em rodas de conversa toca-se em política geralmente a conotação que é dada é a pejorativa, como se a política fosse algo de menos valor e no debate sobre o tema que menos se discute nestes momentos são idéias. A discussão de idéias dá lugar à discussão de pessoas.

Ultimamente, com a aproximação das eleições para deputados, senadores, governadores e presidente a discussão sobre pessoas volta a ser o centro dos debates, dos bate-papos e dos comentários, seja na calçada com o vizinho, em casa com a família, no campo de pelada ou na mesa de bar. Pronto, é só tocar no assunto e a discussão se acirra: fulano é isso, beltrano é aquilo, esse não presta aquele não tá com nada, e “coisa e lousa”.

Nesta semana dois personagens da política nacional chamaram a atenção. O primeiro um oligarca muito conhecido, personagem da transição política da ditadura para a democracia no Brasil, pegando carona na morte de Tacredo Neves e conduzindo o Brasil a uma inflação galopante. Escritor, membro da academia brasileira de letras, importante figura da política nacional e comanda pela sua influência o Estado do Maranhão, mesmo tendo sido eleito senador pelo estado do Amapá em um outro momento da sua vida política. Já foi deputado federal, governador biônico na época da ditadura, depois presidente da república, governador, senador e agora é presidente do Senado Federal, encontra-se no olho do furacão de escândalos na casa que preside. As acusações vão de nepotismo à favorecimento. Hoje com 79 anos poderia estar afastado da política, no entanto mantêm-se no cenário político apesar de seus desafetos, e com uma carreira tão longa com certeza adquiriu muitos. É o parlamentar mais antigo em atividade.

A segunda personagem é a senadora Marina Silva.44, começou sua carreira política militando nas CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), ligada à Igreja Católica. Em 1988 foi eleita vereadora de Rio Branco (AC). Dois anos depois, se elegeu deputada estadual e, em 1994, aos 38 anos, chegou ao Senado Federal como a mais jovem senadora do país. É Ex-seringueira ligada a movimentos ecológicos da região amazônica, formada em História pela Universidade Federal do Acre, em 1985, Marina aprendeu a ler já adolescente ao se mudar para Rio Branco onde foi tratar uma hepatite. O Seringal Bagaço, a 70 km de Rio Branco, onde nasceu, não havia escolas. Em 2003, com a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva para a Presidência da República, foi nomeada ministra do Meio Ambiente. Em 13 de maio de 2008, cinco dias após o lançamento do Plano Amazônia Sustentável (PAS), Marina Silva entregou sua carta de demissão ao Presidente da República, em razão da falta de sustentação à política ambiental, e voltou ao exercício do seu mandato no Senado. Não se registra escândalos a sua carreira política e seu nome é cogitado para ser um dos presidenciáveis para as eleições que acontecerão no próximo ano.

Dois personagens, com carreiras estabelecidas na política nacional, cada um cumprindo o seu papel no cenário político nacional e dando sua contribuição histórica. Um já foi presidente, a outra pode vir a ser. Um em fim de carreira, outra basicamente começando sua carreira política mais com um potencial grandioso. Os dois servem para medir o que a política pode fazer da pessoa e o que a pessoa pode fazer com a política. Campo fértil para diferentes ações e construções de ideais. Motivando a juventude ou quem pretende entrar na política, como um caminho que cada um vai construir a partir de suas motivações, sem, no entanto fazer valer a máxima de que na política o fim justifica os meios.

Daniel Maciel.
spacer

ESPECTATIVA E CORRIDA CONTRA O TEMPO

O município de Coari vive um momento único de expectativa, parece que todos estão em uma espera que nunca chega, uma verdadeira corrida contra o tempo. Este fato ocorre por conta dos prazos estabelecidos pelo TRE para as eleições suplementares.

Pela resolução publicada para as eleições municipais, as convenções partidárias devem ser realizadas neste final de semana. Isso significa que, se Rodrigo Alves não conseguir decisão favorável até na sexta-feira, tanto situação quanto oposição terão obrigatoriamente que escolher em convenção partidária os nomes dos candidatos que vão concorrer o cargo de prefeito e vice-prefeito. Por outro lado, enquanto esta data não chega, a expectativa é grande por quem quer que haja eleições e estão na dúvida se isso vai ou não vai acontecer.

Os prazos estão correndo, e quem não quer perder direitos também não pode perder prazos. O clima é tenso na cidade do petróleo e do gás natural, pois no calderão de expectativas ainda há a presença de muitos populares em frente ao prédio da Câmara Municipal para entender o que está acontecendo. Argemiro foi eleito ontem, e Iran vai à rádio e diz que ainda é presidente, dando entrevista como presidente e falando como candidato.

Se houver eleições, quem serão os candidatos? Arnaldo e Railson? Iran e Adnamar? E o Lobo vem mesmo com quem? E do lado da situação que nomes realmente seriam apontados se houver a eleição? Tudo isso poder ser apenas espectativa. Cabe lembrar que já houveram casos em outros municípios da campanha para eleições estarem acontencendo, os candidatos em capanha na TV e derrepente o mérito ser julgado a favor do que estava cassado e tudo terminar... Em outros municípios as eleições foram realizada. O tempo parece ser fator preponderante para isto.

Nesta expectativa, estão envolvidos elementos como sonhos, ideais, ambições, interesses e disputa. Muitos cidadão quem não tomam sequer conhecimento dos reais fatos envolvido em tudo passam alheios (alienados?) a tudo. Em Coari, nunca o tempo foi tão importante...
spacer

LUZ DA CÂMARA É RELIGADA

A primeira ação do novo presidente da casa legislativa de Coari foi religar a energia. A Câmara já está tendo expediente interno. Argemiro anunciou que vai convocar o representante da Amazonas Energia para dar esclarecimento pelo fato da luz ter sido cortada com apenas duas contas em atraso e sem prévia comunicaçãos dos 15 dias de reaviso previsto em lei.
Em entrevista na rádio, Iran continua afirmando que é o presidente em exercício e que os vereadores que fizeram a eleição no dia de ontem vão ficar literalmente "com a cara no chão".
spacer

A CRITICA DE HUMAITÁ

Recebi um convite irrecusável, de pôr o link de um site de Humaitá em meu blog e ao mesmo tempo o amigo de lá também lincar do site para o blog. Sem dúvida, será interessante manter o diálogo aberto com os demais municípios do Estado do Amazonas. É isso aí Chaguinha de Humaitá, espero que através do blog possamos discutir problemas de nossos municípios e de nosso Estado.
Temos o prazer de poder discutir de forma racional os caminhos que tomam os destinos de nosso povo. Se outros amigos quiserem compartilhar informações estamos a disposição.
O LINK PARA O BLOG ESTÁ ABAIXO E TAMBÉM NO PAINEL DE LINKS NA BARRA LATERAL DO BLOG COARI EM DESTAQUE:
spacer

O NOVO NOME DO JUIZ ELEITORAL DE COARI

Flávio Henrique Albuquerque de Freitas é o nome do novo juiz eleitoral de Coari. Ele é goiano e era procurador federal antes de assumir a função de juiz no Estado do Amazonas. O juiz Flávio Henrique vai substituir o Dr. Mateus Guedes que pediu transferência para Tabatinga por motivos particulares, conforme foi anunciado em primeira mão aqui no blog, ainda no domingo.

Coari que já tem prazos e um calendários para as eleições suplementares aguarda decisão do TSE sobre o caso do prefeito eleito Rodrigo Alves pois a questão ainda não transitou em julgado. Tanto pode haver eleição, como pode não haver. Até quinta-feira o assunto tem sua conclusão temporária dependendo da decisão do minisitro que cuida do caso em Brasília. Caso a desição seja favorável haverá uma trégua aguardando o julgamento do pleno do TSE, caso a decisão seja negativa os partidos devem realizar suas convenções até domingo.
spacer

RECURSOS PARA EMERGÊNCIAS LIBERADO

Depois de 20 dias de solicitação ao Tribunal Regional Eleitoral, a desembargadora Maria das Graças libera recursos públicos municipais para que emergências na área de saúde, educação, limpeza pública e outras situações que estavam emperradas por conta do bloqueio das contas municipais seja atendidas.

O valor solicitado foi de 2.791.617,o6 conforme informou o Jornal Diário do Amazonas. O jornal informa ainda que "as contas da prefeitura foram bloqueadas a pedido do DEM e só podem ser liberadas em caráter de urgência para manutenção de serviços públicos". Ná prática as contas estão bloqueadas e novamente o município deve se reportar a desembargadora se necessitar de mais recursos.

Mesmo assim, dos males o menor. Neste momento de crise política, intervenção branca, alternância de poder e muita confusão a população não pode ficar esquecida. É preciso trabalhar para que os serviços básicos continuem sendo prestados a quem não tem nada a ver com a briga política.
spacer

ARGEMIRO BRASIL É O PRESIDENTE ELEITO DA CÂMARA DE VEREADORES DE COARI

Apesar da luz da câmara de vereadores ter sido curiosamente cortada no dia em que haveria uma eleição para presidente da casa, os vereadores que compões o restante da mesa e o plenário pretendem realizar a sessão ordinária assim mesmo.


........................

A REUNIÃO aconteceu. Os vereadores Anacleto Fernandes, Clemilton Silveira, Dr. Natanael, Miguel Corrêa, Argemiro Brasil, Marcio Oliveira, Vincente do Zito entraram no prédio da câmara municipal para realizar a sessão ordinária. Com a ausência do vereador Iranilson Medeiros a reunião foi presidida pelo primeiro secretário da casa vereador Dr. Natanael presidiu a reunião. Após os expedientes do dia Dr. Natanael lembrou os presentes do edital que convocou a eleição para o dia de hoje, e após ouvir questão de ordem do vereador Anacleto e Clemilton e os demais vereadores que haviam realizado inscrição para concorrer ao gargo vago renunciaram suas cadidaturas deu prosseguimento à reunião realizando a eleição para o cargo de presidente do cargo vago de presidente da casa legislativa do município de Coari.

Foi eleito, para preencher o cargo que antes era ocupado pelo vereador José Henrique o vereador Argemiro Brasil com 7 votos. Unanimidade dos vereadores que compareceram à sessão. Uma multidão aguardava ansiosa ocupando a praça de Sant´Ana e São Sebastião em frente à câmara para a definição do cargo de presidente da Câmara Municipal de Coari. Os vereadores alegaram que o impedimento previsto por Iran para que a reunião não fosse realizada era a falta de energia, e para isso um gerador de energia elétrica foi providenciado para que a reunião fosse realizada.

Após a eleição, o vereador Argemiro Brasil foi empossado no cargo de presidente. O cargo estava sendo ocupado por Iranilson Medeiro, na qualidade de segundo vice-presidente até a data de hoje. Em seu pronunciamento Argemiro declarou que a Câmara Municipal não é do presidente e sim dos vereadores e do povo de Coari. Encerrou a reunião e convocou os vereadores para a sessão ordinãria de amanhã.
spacer

LUZ DA CÄMARA MUNICIPAL FOI CORTADA


Poucas horas antes da eleição, a luz da Câmara Municipal de Coari foi cortada pela Amazonas Energia. O endereço do poder legislativo na Praça São Sebastião está sem o fornecimento de energia segundo a concessonária pelos débitos referentes aos meses de junho e julho totalizando um valor de 2.785,35. Que recebeu o documento o responsável pelo departamento financeiro Ronaldo Dias Costa.

As contas da Câmara Municipal de Coari estão bloqueadas a pedido do vereador Iranilson Medeiros do DEMOCRATAS e o poder legislativo está sem recursos para pagar sequer as contas. No entanto, outras conjecturações apontam para mais uma manobra que atrapalharia a eleição que estava convocada para hoje a noite, uma vez que de forma inédita a luz de um órgão público foi cortada tão próximo de acontecimento político relevante para o município.

A expectativa é para o fato de que se será possível restabelecer a luz da casa legislativa a tempo de que a sessão ordinária de hoje aconteça. Se acontecer a sessão ordinária, será escolhido o novo presidente da casa. Todos os funcionários foram liberados e pelo que tudo indica o expediente interno da Câmara já foi encerrado. No que vai dar isso? Vamos esperar até a noite.
spacer

HAVERÁ ELEIÇÃO NA CÂMARA DE VEREADORES

Hoje é a data marcada pelo edital de convocação para a eleição do cargo de presidente da Câmara Municipal de Coari, cargo vago desde que o vereador José Henrique foi cassado. Este cargo já era para está preenchido desde a primeira reunião ordinária em que a mesa diretora da casa legislativa tomou conhecimento, no entanto, de manobra em manobra a eleição foi protelada. Hoje é o grande dia! Mas será que a eleição acontecerá mesmo? Uma pergunta que só será respondida depois das 20:00h de hoje.
Atualmente está presidindo a Câmara o vereador Iranilson Medeiros, que desde a cassação mantém uma postura de oposição ao grupo político por onde foi eleito. Na presidência da casa ele mantê-se na chefia do Poder Legislativo e portanto pode administrar um orçamento que é maior do que o orçamento de muitos municípios do interior do Estado, além disto se assumir definitivamente a presidência do legislativo terá o direito legal de assumir a chefia do executivo, mediante a rejeição de recurso de Rodrigo no TSE, garantindo o poder até a realização da eleição suplementar, caso isto aconteça.
O grande problema que Iran enfrenta é o fato de contar com a minoria. Com ele e Adnamar a oposição soma apenas 2 vereadores. Com a maioria, a bancada de apoio ao governo pode eleger o presidente da casa e assim definitivamente tirar de Iranilson qualquer chance de comandar o poder executivo. Apenas, se não houver eleição hoje Iran manterá alguma chance, isto é, no emblógrio jurídico que tem se tornado a disputa pelo poder na terra do petróleo e do gás natural.
As indefinições continuam. Logo mais escreverei um post sobre as indefinições no cenário político, movido cada vez mais por interesses diversos, até que a justiça chegue ao parecer final. Até lá, muitas águas rolarão.
spacer