A QUEM INTERESSAR POSSA

A polêmica dos insultos na internet

De Carlos Castilho no seu blog Código Aberto:

"Até agora os responsáveis por páginas web institucionais e pessoais tentavam administrar por conta própria o delicado problema dos comentários anti-sociais e antiéticos postados por anônimos ou pessoas com identidade falsa.

Mas desde a metade do ano, a questão começou a entulhar a pauta dos tribunais na Europa e nos Estados Unidos, quando instituições, empresas e pessoas atingidas pelos insultos e difamações começaram mover ações judiciais contra os provedores de acesso à Web que hospedam os sites onde foram postados os comentários sob suspeita.

Estados Unidos, Espanha e Inglaterra são os países onde há mais processos envolvendo o chamado Troll, um jargão da internet usado para identificar mensagens e comentários provocadores, agressivos, difamadores e anti-sociais postadas na Web". Leia mais aqui
spacer

MAIS UM ABSURDO DE HUGO CHAVEZ

Ninguém sabe onde as sandices de Hugo Chaves vão parar, mas a cada dia um absurdo após o outros é praticado pelo presidente da Venezuela. A última dele foi publicada na Folha On Line.

31/10/2007 - 22h17

Cristo daria chicotadas em bispos que rejeitam reforma, diz Chávez

da Efe, em Caracas

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, voltou a criticar duramente a hierarquia da Igreja Católica por sua postura contrária à sua reforma constitucional, e assegurou que se Cristo estivesse vivo "daria chicotadas" nos bispos e cardeais venezuelanos.

"Aí está a hierarquia católica, outra vez, entortando a história venezuelana. Mas lá estão eles, lá os senhores bispos, lá o senhor cardeal!", declarou Chávez em um ato oficial em Caracas.

No último dia 19, a Conferência Episcopal Venezuelana (CEV) qualificou de "moralmente inaceitável" o projeto de reforma constitucional promovido pelo presidente, devido a um caráter "excludente" e restritivo das 'liberdades'.

"Se Cristo estivesse vivo aqui, fisicamente presente, ia tirá-los de lá a chicotadas, tenho certeza absoluta", disse Chávez.

Com sua posição contrária à reforma, os bispos e o arcebispo de Caracas, cardeal Jorge Urosa, demonstram que "não aprendem" e que "perderam a capacidade de raciocinar", afirmou o presidente, pedindo que "Deus os perdoe".

"O povo está com esta reforma, com a justiça social, com a igualdade social que foram e são os princípios do cristianismo verdadeiro", concluiu.

Uma das propostas de Chávez é a reeleição presidencial ilimitada.

spacer

FORMAÇÃO SOCIAL

Com colaboração de Carlos Marques


O centro de Referência de Assistência Social, o CRAS, formou nesta ultima terça feira 111 alunos nos cursos de bijuterias em revistas, informática básica e bijuterias em jeans, mais uma iniciativa da secretaria municipal de ação social em parceria com o CEFET e SEBRAE.

Para a secretaria o importante é preparar a população para acompanhar o desenvolvimento do município.

Além de capacitar a mão de obra local os cursos vão proporcionar para os participantes um aumento na renda familiar.

Nos últimos dez meses mais de 300 pessoas receberam capacitação profissional gratuita no centro de referência de assistência social uma ótima oportunidade para quem deseja ingressar no mercado de trabalho.

spacer

A COPA DO MUNDO É NOSSA!

Agora é oficial

Fifa confirma Copa de 2014 no Brasil

Publicada em 30/10/2007 às 12h35mO Globo Online


O técnico da seleção brasileira, Dunga, e o presidente Lula erguem a taça da Copa do Mundo após o anúncio do Brasil como sede da Copa de 2014 - Reuters


ZURIQUE, Suíça - Agora é oficial: a Copa do Mundo de 2014 vai ser no Brasil. O Comitê Executivo da Fifa confirmou nesta terça-feira, por unanimidade, a realização da competição no país pentacampeão mundial, e a Copa volta para o Brasil depois de 64 anos -


a única disputada no Brasil foi a de 1950

A última Copa realizada na América do Sul foi na Argentina, em 1978. O Brasil era o único candidato a receber o Mundial de 2014 -


confira o especial do Globo Online

e veja a

fotogaleria do evento na Fifa


Leia: Lula diz que Brasil organizará Copa para 'argentino nenhum botar defeito'

- O país deu ao mundo os melhores jogadores do mundo, o melhor futebol do mundo, já conquistou cinco titulos. Por isso estamos dando o direito e a responsabilidade do Brasil organizar a Copa - disse o presidente da Fifa, Joseph Blatter.
- Sem uma economia sólida não será possivel organizar uma Copa. Hoje testenhumamos a extraordinária apresentação feita pela delegação aqui presente - elogiou Blatter.

Leia: Brasil precisa cumprir exigências para não perder a Copa

Comandada pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, a comitiva brasileira apresentou sua candidatura no começo da manhã (horário de Brasília). O ministro dos Esportes, Orlando Silva, o governador de Amazonas, Eduardo Braga, o escritor Paulo Coelho, o técnico da seleção, Dunga, e Romário faziam parte da comitiva.

- Não vamos tentar, mas sim fazer a maior Copa do Mundo de todos os tempos - disse Romário em seu discurso após a escolha.

Leia ainda: Zagallo comemora a escolha
Foto: EFE
Com a oficialização da Copa no Brasil, começa para valer agora a disputa entre 18 cidades para receber os jogos. A candidatura brasileira planeja distribuir as partidas por 12 cidades, sendo que cinco estariam praticamente garantidas: Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre. As outras candidatas são Florianópolis, Curitiba, Goiânia, Campo Grande, Cuiabá, Salvador, Maceió, Recife/Olinda, Natal, Fortaleza, Belém, Manaus e Rio Branco. A lista final será divulgada em dezembro de 2008.

Leia: Rio e São Paulo festejam a escolha

Leia ainda: Jovens craques sonham em disputar a Copa

A apresentação da candidatura brasileira em Zurique contou com discursos breves de Ricardo Teixeira, do governador do Amazonas, Eduardo Braga, de Orlando Silva e de Paulo Coelho. No começo de seu pronunciamento, Eduardo Braga cometeu uma gafe ao chamar o presidente da Fifa, Joseph Blatter, de "Joseph Blatt". Foi exibido também um vídeo promocional. Dividido em temas como "estádios", "infra-estrutura", "benefícios sociais" e "respeito ao meio ambiente", o vídeo mostrou projeções de como ficarão os estádios, imagens de cidades e muitos lances de partidas da seleção.

Leia também: Personalidades do futebol brasileiro comemoram a escolha

A Fifa anunciou também a Alemanha como sede da Copa do Mundo feminina de 2011.





















spacer

Concurso da PM já eliminou 6 mil

Aproximadamente seis mil pessoas desistiram de prestar o Concurso Público para Admissão no Quadro de Oficiais Combatentes da Polícia Militar, realizado ontem. Elas não têm mais motivos - a não ser pela curiosidade - para ver o gabarito das provas que serão divulgadas hoje, às 15h, pelo Centro de Educação e Tecnologia do Amazonas (Cetam), segundo informou o presidente da instituição, professor Vicente Nogueira.

Previsão não confirmada

A previsão do Cetam era de que 16.841 mil candidatos de todo o Estado fizessem as provas de conhecimentos gerais e de redação, num total de sete horas de provas. Mas até às 12h de ontem 5.665 mil pessoas haviam desistido, segundo informou Nogueira. Só na capital 4.538 mil candidatos desistiram. E no interior o número parcial era 1.127 mil.


Os números dos municípios interior do Estado foram apresentados parcialmente porque até às 12h30 de ontem, quatro municípios não haviam enviado as informações ao Cetam. Foram eles: Eirunepé, Coari, Boca do Acre e Barcelos. De acordo com o presidente do Cetam, a maior dificuldade seria Eirunepé, que há mais de uma semana estava incomunicável.

Resultado

As provas de ontem fizeram parte da primeira etapa do concurso da PM, cujo resultado sai dentro de 20 dias, segundo informou Vicente Nogueira. Os candidatos classificados nela passarão por mais duas etapas que será a de exame médico realizado entre 10 e 21 de dezembro, e em seguida o exame físico, no período de 14 a 18 de janeiro do ano que vem. Há apenas 100 vagas, sendo 90 destinadas para homens e somente 10 para mulheres.


Os aprovados no concurso serão automaticamente matriculados no curso de Bacharelado em Segurança Pública, que será oferecido pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Eles terão direito a uma bolsa de R$ 2,47 mil por mês. Após o curso, serão nomeados oficiais da PM.
spacer

ELEIÇÃO NA ARGENTINA

Roger Modkovski

Enviado especial do UOL

Em Buenos Aires (Argentina)*

Notícia atualizada às 10h41

Com mais de 96% das mesas eleitorais apuradas, os números indicam que a peronista, senadora por Buenos Aires e primeira-dama Cristina Fernandes de Kirchner, 54, tornou-se nesta segunda-feira (29) a primeira presidente eleita da história da Argentina.

Daniel Garcia/AFP
Com folga, Cristina tornou-se a primeira mulher eleita presidente na Argentina
Daniel Garcia/AFP
Cristina comemora com o marido Néstor logo após o início da apuração dos votos
IMAGENS DA TRAJETÓRIA DE CRISTINA
POLÍTICA ECONÔMICA SERÁ MANTIDA
PERFIL DA PRESIDENTE ELEITA
ESPECIAL: ELEIÇÃO ARGENTINA
Até as 9h30 locais (10h30 de Brasília), Cristina tinha 44,86% dos votos, contra 22,99% da oposicionista Elisa Carrió e 16,89% do ex-ministro Roberto Lavagna. O resultado é suficiente para dar já no primeiro turno a vitória para a mulher do atual presidente, Néstor Kirchner.

Cristina torna-se assim a primeira mulher eleita presidente na Argentina, país em que 30% dos eleitores declararam que jamais votariam numa candidata feminina. De 1974 a 76, o país havia sido governado por Isabelita Perón, que não foi eleita: assumiu após a morte do marido, Juan Domingo Perón.

Na noite de domingo, bem antes de a apuração indicar sua vitória, a primeira-dama já havia se declarado vencedora. Em um discurso emocionado, antes mesmo da admissão de derrota dos demais candidatos, ela agradeceu os votos e conclamou os argentinos à união e disse que vai tentar manter o forte crescimento econômico, principal trunfo da campanha e do atual governo.

Em um hotel no centro de Buenos Aires, Cristina falou e foi interrompida diversas vezes pelos aplausos de militantes. Elogiou e agradeceu diversas vezes a Néstor. Frisou que ganhou talvez com a maior diferença de votos entre o primeiro e o segundo colocado desde a redemocratização do país, em 1983. "Isso só aumenta minha responsabilidade."

Acompanhada por Kirchner e por Julio Cobos, o candidato a vice em sua chapa (que, por ser um ex-radical, de um grupo político em tese rival do peronismo, não foi aplaudido ao ser anunciado), Cristina disse que tem "uma dupla responsabilidade" após ser escolhida presidente.

"Quero convocar todos sem rancores, sem ódios. Nós merecemos um país melhor", disse. "Quero agradecer a Julio Cobos (vice-presidente eleito) e a 'Concertación Plural', espaço que conseguimos construir superando velhas divergências", disse, sobre a aliança do peronismo governamental com os social-democratas dissidentes da União Cívica Radical (UCR).

Uma das chaves da vitória foi o grande número de votos na província de Buenos Aires, o maior distrito do país e que concentra quase 40% dos mais de 27 milhões de eleitores, e onde foi eleito governador Daniel Scioli, atual vice-presidente. Apesar disso, Carrió venceu o pleito na capital com boa vantagem.

A campanha de Cristina capitalizou os resultados econômicos do governo Kirchner, depois que ficou para trás o pior da crise do default de 2001, com um governo de perfil industrialista, taxas de câmbio altas para as exportações e um aumento anual de 9% do PIB.

Porém, o futuro governo deverá enfrentar uma elevada inflação real de 15% a 20% (que, segundo os opositores, estaria sendo camuflada pelo governo com objetivos eleitorais) e a possível queda dos investimentos. Analistas internacionais temem que o alto nível do gasto governamental, o câmbio, a inflação em alta e o vencimento de títulos públicos marcado para 2008 sejam armadilhas para a próxima administração.

Adversários

Logo após Cristina se ter declarado vencedora, sua adversária mais próxima, Elisa Carrió, recusou-se a admitir a derrota e ainda criticou a postura da adversária, dizendo ter achado "estranho" o discurso de Cristina ter sido feito tão cedo, quando mais da metade dos votos nem havia sido apurada.

Mais tarde, no entanto, quando a apuração já tinha ultrapassado 50% das mesas, ela acabou reconhecendo a derrota. Quando o fez, no início da madrugada desta segunda, vários governantes sul-americanos já tinham parabenizado Cristina pela provável vitória, incluindo o presidente Lula.

"A Coalizão Cívica firmou-se como a segunda força política do país", ressaltou Carrió, que já pensa nas próximas eleições. "Vou me dedicar a fortalecer ainda mais a coalizão para fazer o próximo presidente, daqui a quatro anos."

O primeiro candidato a reconhecer a vitória de Cristina Kirchner foi Jorge Sobisch, do Movimento Províncias Unidas, de direita. O governador da província de Neuquén (sudoeste) teve menos de 2% dos votos.

A oposição argentina apresentou 13 chapas contra a candidatura oficial. Segundo analistas, isso acabou fortalecendo a campanha de Cristina, que soube manter um clima de vitória, apoiado na divulgação de pesquisas eleitorais, desde o início do processo. Os opositores bateram nos temas da inflaçãao, da segurança pública e da suposta corrupção, mas não foram capazes de alterar o rumo da disputa.

Atrasos e suspeitas

A votação argentina começou com atrasos no domingo, o que provocou na capital filas que obrigaram a Justiça Eleitoral a prorrogar o prazo final de votação de 18h para 19h locais (de 19h para 20h de Brasília). Além dos atrasos na capital, a votação foi marcada por suspeitas de fraude levantadas pelos quatro principais candidatos de oposição.

As chapas oposicionistas denunciaram a suposta falta de listas de candidatos (geralmente oposicionistas) em vários locais de votação do chamado "conurbado" da capital e de províncias como Córdoba e Neuquén, o que poderia induzir o voto dos eleitores.

A reportagem ouviu dois eleitores que confirmaram esses relatos. O taxista Luís Osvaldo Gregolin, que vota em Barracas, zona sul, disse que havia listas faltando. Ele relata que teve de chamar um policial para garantir que as listas dos seus candidatos fossem entregues. Demorou quase uma hora para votar. Uma eleitora de Avellaneda, que não quis se identificar, relatou história parecida.

Em entrevista a uma TV local, o diretor nacional eleitoral, Alejandro Tullio, minimizou esses incidentes. Segundo ele, trataram-se de falhas, mas não de irregularidades.

O voto começou às 8h locais (9h de Brasília) com muitos atrasos provocados pelo número insuficiente de autoridades em vários distritos eleitorais da capital e também de algumas cidades do interior. Durante a manhã, a reportagem percorreu zonas eleitorais em Chacarita, Palermo e no centro e, em todas elas, havia filas, falta de informação e mau-humor.

"Cheguei mais cedo para ficar livre e me sinto punido", reclamou o aposentado Manuel Canepa, primeiro da fila em uma escola em Chacarita. Ele foi um dos eleitores a reclamar do atraso no começo da votação, dizendo que o fato é comum no país, mas não tanto como desta vez.

O problema ocorreu porque muitos dos convocados não responderam ao apelo da Justiça Eleitoral, pois geralmente não há punição grave em caso de falta. A autoridade recorreu a funcionários judiciais e a voluntários, mas mesmo assim não conseguiu preencher todos os cargos.

*Com agências internacionais

spacer

Região Norte é a que mais gasta com educação

No Brasil a média de gastos municipais com educação ficou em 20%.
Norte investiu 28,9% na educação, 90% destes no ensino fundamental.
Do G1, em São Paulo

A Região Norte do Brasil é a que mais gasta com educação municipal, segundo o Perfil dos Municípios Brasileiros de 2006, divulgada nesta sexta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nessa região, os investimentos em educação representam 28,9% dos gastos da administração municipal – a média dos 5.564 municípios pesquisados ficou em 20%.

Seguindo a Região Norte, aparece o Nordeste, com investimentos que representam 27,1% dos gastos municipais; depois o Sudeste (22%); o Sul (15,9%); e em último lugar aparece a Região Centro-Oeste, com investimentos que representam apenas (9,4%) dos gastos municipais. O próprio relatório do IBGE caracteriza os investimentos dessa região como “modestos”.

No Norte, Nordeste e Centro-Oeste, o ensino fundamental era responsável por mais de 90% do total de gastos em educação. Já nas Regiões Sul e Sudeste, os gastos nesse nível de ensino respondiam, respectivamente, por 81,3% e 71,5%, do total de gastos em educação.

Se Sudeste e Sul investiram menos no ensino fundamental, foi porque os gastos foram destinados à educação infantil. Nessas duas regiões, os investimentos foram de 22,4% e de 15,2% dos gastos de educação. No Norte e Centro-Oeste, o percentual investido nas crianças da pré-escola e creches foi de 6%. O Nordeste foi quem menos investiu na educação pré-escolar: apenas 4% do total dos investimentos em educação.

Tamanho do município

Os municípios com maior investimento em educação, no ano de 2005, foram os pequenos, com populações entre 20 mil e 50 mil habitantes. Nessas cidades, a média de investimentos com educação foi de 30,3% das despesas da administração. As cidades com até 5 mil habitantes foram as que menos investiram: em média foram 13,7% dos gastos.

Em cidades com população entre 5 mil e 10 mil habitantes, os investimentos foram de 25,3%. Já nas com população entre 10 mil e 20 mil habitantes, o percentual de gastos em educação ficou em 19,2%.

Municípios com população entre 100 mil e 500 mil habitantes tiveram taxa de investimento em educação de 16,8% dos gastos municipais. As cidades grandes, com mais de 500 mil habitantes, investiram 17,8% do orçamento em educação, segundo a pesquisa.


spacer

Diretor da Anvisa garante qualidade de leite

Em entrevista coletiva, Dirceu Cardoso afirmou que produto vendido na Bahia está livre de contaminação


Ciro Brigham

Não há motivos para alarde: o consumidor pode ficar tranqüilo quanto à procedência dos lotes das marcas de leite longa vida disponíveis nas prateleiras dos supermercados. O recado foi reforçado ontem pelo diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Dirceu Raposo de Mello, em entrevista coletiva concedida na sede do órgão em Salvador. Sem mais novidades sobre a adulteração do leite na cadeia produtiva de duas cooperativas de Minas Gerais, investigada pela Polícia Federal (Operação Ouro Branco), Raposo de Mello reforçou o que havia dito a diretora da agência, Maria Cecília Brito, na última sexta-feira (26), em Brasília (DF).

Os laudos da Polícia Federal, enviados à Anvisa na quinta-feira (25) à noite, confirmaram irregularidades no processamento do leite pelas cooperativas Agropecuária do Sudoeste Mineiro (Casmil) e dos Produtores de Leite do Vale do Rio Grande (Coopervale), mas não foi constatada a suposta presença de soda cáustica, substância imprópria ao consumo humano. Como as amostras analisadas estão em “desacordo com os padrões de identidade e qualidade considerados pela legislação” – especialmente quanto à acidez e às taxas de gordura – a Anvisa determinou a interdição dos estoques.

Das três marcas de leite longa vida integral que, segundo a Polícia Federal e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), recebiam das cooperativas e comercializavam o produto adulterado, somente a Parmalat é encontrada nas prateleiras dos supermercados baianos. Em Salvador, gerentes de estabelecimentos divulgaram que o leite Parmalat vendido na Bahia é embalado no próprio estado, em São Paulo e Pernambuco, diferentemente dos lotes suspeitos de adulteração, embalados nas cidades de Santa Helena de Goiás (GO) e Carazinho (RS).

Confusão - Mesmo que o leite adulterado tivesse vindo para o estado, dificilmente o produto ainda estaria nas prateleiras: o prazo de validade dos três lotes interditados da Parmalat já venceu. Confuso, o consumidor prefere não arriscar. Basta uma visita ao supermercado para perceber como é difícil encontrar alguém levando o leite da marca para casa. Em compras no Hiperbompreço da av. Garibaldi, o pecuarista José Tavares Dantas Neto trazia duas caixas do leite Parmalat semi-desnatado no carrinho. “Será que tem algum problema? Eu vi na televisão que não e dois funcionários me disseram o mesmo. Mas acho que vou perguntar de novo”, disse, precavido.

Técnicos da Anvisa encaminharam, na quinta-feira, outras 50 amostras colhidas em Uberaba (MG) para análise no laboratório de saúde pública de Minas Gerais (Fundação Ezequiel Dias – Funed), em Belo Horizonte. A estimativa é de que o resultado dos testes chegue à agência em uma semana: através deles, será possível detectar, com precisão, quais substâncias foram adicionadas de forma irregular ao produto.

“Queremos tranqüilizar a população e dizer que os produtos lácteos podem ser consumidos sem nenhum problema. Continuamos com o monitoramento constante, que é feito através da sangria de lotes. Nas cidades que têm vigilância sanitária municipal estruturada, esse monitoramento é feito pela própria secretaria de saúde local; nos outros, a responsabilidade é dos estados”, informou Dirceu Raposo de Mello, defendendo que “o caso específico, em se confirmando o crime, é de competência policial, não havendo razão para se criminalizar toda a cadeia produtiva por isso”.

spacer

Aline Barros comenta participação em trilha da novela Duas Caras

A cantora gospel Aline Barros - que concorre ao Grammy Latino 2007 com o seu mais novo CD "Caminho de Milagres", da MK Music - está na trilha sonora da novela Duas Caras, da TV Globo. A voz de Aline irá embalar o núcleo evangélico da novela, o que é uma novidade e tanto!

"Estou muito feliz, pois é uma oportunidade ímpar. Este ano tem sido muito especial em meu ministério. Primeiro, pelo lançamento e pela repercussão de Caminho de Milagres, meu mais novo CD, que rendeu minha quarta indicação ao Grammy Latino. E agora, com esse convite. Sei que é uma responsabilidade muito grande. Mas, cremos que é Deus confirmando o trabalho que temos desenvolvido ao longo dos anos e, principalmente, fortalecendo nosso compromisso com o Seu Povo. Espero que esta seja a primeira de muitas portas que serão abertas para a música gospel nacional ", declara Aline Barros.

Seus últimos trabalhos são recordes de venda: CAMINHO DE MILAGRES - 2007 - Disco de Ouro; ALINE BARROS & CIA - 2006 - Disco de Ouro e Grammy Latino 2006 como Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa; SOM DE ADORADORES - 2003 - Disco de Diamante. Todos foram lançados pela gravadora carioca MK MUSIC, com a qual a cantora tem contrato de exclusividade e também lançou os DVDs SOM DE ADORADORES e ALINE BARROS & CIA - DVDs de Platina e Ouro, respectivamente.

A escolha de Aline Barros foi feita pelo próprio autor da novela, Agnaldo Silva.


Fonte: Assessoria MK Music
spacer

Outra vez orgulhosos, argentinos votam para consagrar Kirchners

Gratos por recuperação econômica, eleitores do interior e das classes mais baixas deve eleger Cristina presidente

Ariel Palacios e Roberto Lameirinhas, BUENOS AIRES

Os argentinos vão hoje às urnas para - a confirmar-se a quase totalidade das pesquisas - assegurar a continuidade do governo do presidente Néstor Kirchner. Desta vez, por intermédio da mulher dele, a senadora Cristina Fernández de Kirchner.


link Leia mais sobre as eleições

Embalado principalmente pelo apoio do interior - onde programas assistenciais do governo ajudaram a recuperar a economia após os anos de aperto fiscal de Carlos Menem e Fernando de la Rúa -, o casal Kirchner resistiu às denúncias de corrupção e à escalada da inflação. Assim, Cristina deve obter entre 41% e 49% dos votos. Pela legislação argentina, ela precisa de pelo menos 40% para vencer já no primeiro turno, caso tenha uma vantagem de mais de 10 pontos porcentuais sobre o segundo colocado.

A segunda no páreo é a centro-esquerdista Elisa Carrió, candidata da Coalizão Cívica, que tem entre 16% e quase 22% das intenções de voto. Nos últimos dias, Carrió apelou aos indecisos (que na semana passada oscilavam entre 7% e 18%) para dar uma virada e levar o governo a um segundo turno. Nunca na história argentina duas mulheres lideraram as pesquisas presidenciais.

Ao Estado, Elisa disse que ainda mantém esperança de que Cristina não chegue aos 40%. 'As pesquisas mostram que a maioria da população, mais de 50%, quer a vitória da oposição', afirmou. 'Ela é Golias, eu sou Davi.'

Vinte e sete milhões de argentinos estão inscritos para a eleição de hoje, que definirão também o vice-presidente, a metade dos ocupantes da Câmara dos Deputados, um terço dos senadores e 8 dos 23 governadores provinciais, além de centenas de deputados locais e intendentes (prefeitos). Os candidatos kirchneristas são favoritos em praticamente todas essas disputas.

Kirchner assumiu a presidência em 2003, quando 57% dos argentinos viviam mergulhados na faixa de pobreza. Depois de declarar a suspensão unilateral do pagamento de parcelas da dívida externa, vender títulos da dívida para a Venezuela de Hugo Chávez, promover a retomada do crescimento do país e investir pesado nos programas sociais destinados à população mais pobre, Kirchner conseguiu reduzir o índice de pobreza para 27%, em 2006. Durante seu mandato, o país tem crescido em média 8% por ano. Em 2002, o salário mensal médio dos 10% mais pobres era de 109 pesos (US$ 34); hoje é de 337 (pouco mais de US$ 110).

A oposição contesta alguns números, como o da inflação. Oficialmente, o índice acumulado neste ano até setembro é de 9%. Mas consultorias privadas estimam a inflação real em torno de 20%. Independentemente da controvérsia, os resultados econômicos garantem a popularidade do presidente.

Segundo as pesquisas, Cristina tem vantagem esmagadora no interior do país e nas classes baixa, média-baixa e média - esta última, recuperada da ruína da crise de 2001-2002. O país, que contava com 14 moedas paralelas emitidas pelas províncias, sem lastro nenhum, atualmente utiliza somente a moeda federal, o peso.

APATIA

A apatia marcou a campanha eleitoral - que na Argentina é feita com poucos comícios, publicidade paga na TV e nenhum debate entre candidatos. Uma pesquisa da consultoria Delfos indica que a abstenção pode ser de até 30%.

Esse seria o nível mais baixo de participação desde o retorno da democracia, em 1983. Naquele ano, 86% dos eleitores votaram. Na eleição passada, em 2003, votaram 78% dos eleitores.

Os analistas afirmam que a falta de interesse se deve à pouca diferença de propostas entre Cristina e os candidatos da oposição. Os opositores estão de acordo com os principais pontos da política econômica e apenas sugerem 'correções' no rumo.

A campanha kirchnerista usa a imagem de Cristina e o slogan 'sabemos o que falta e sabemos como fazer'. Nos táxis, bares e barbearias de Buenos Aires - tradicionais locais de discussões políticas -, o humor ácido dos portenhos não resiste à pergunta: 'Se ela sabe, por que não contou para o marido?'

A verdade é que a auto-estima dos argentinos renasceu. Kirchner, com esperteza, explorou esse fator na reta final da campanha.

O analista Carlos Fara indica que Kirchner é favorecido pela mudança do ânimo dos argentinos em relação ao país e suas vidas pessoais. Kirchner também se aproveitou do cenário de uma oposição fragmentada, sem estímulo e imersa em lutas de egos entre seus líderes (ler mais na pág. 19).

O sociólogo Artemio López, diretor da consultoria de opinião pública Equis, destaca que Kirchner foi eleito em 2003 com 22% dos votos. Em 2005, na eleição parlamentar de meio de mandato, os candidatos kirchneristas obtiveram 39% do total de votos do país. López afirma que uma eventual votação de mais de 40% indicaria que os Kirchners estão aumentando e consolidando gradualmente um eleitorado fiel.

DENÚNCIAS

Diversas ONGs denunciaram sexta-feira a presença de nomes de pessoas mortas em listas de eleitores em todo o país. Entre elas, desaparecidos da ditadura (1976-83), além de soldados mortos em combate na Guerra das Malvinas (1982).


GLOSSÁRIO DAS URNAS

El Pingüino:
O Pingüim, apelido de Kirchner em alusão a sua região natal, a Patagônia

La Pingüina: Apelido de Cristina Kirchner

Rainha Cristina: Outro apelido da primeira-dama, pela pose considerada arrogante e tom autoritário

'Es too much': Expressão em 'spanglish' usada por Cristina para 'ah, não, isso é demais!'

Inferno e Purgatório: Metáfora referente à 'Divina Comédia', de Dante, normalmente utilizada por Kirchner. Segundo ele, a Argentina está saindo do 'Inferno' da crise e aproxima-se do 'Purgatório'

La Gorda: Apelido de Elisa Carrió, líder da centro-esquerdista Coalizão Cívica

El Pálido: Apelido do ex-ministro Roberto Lavagna, líder do partido Uma Nação Avançada

El Sillón de Rivadavia: A poltrona de Rivadavia, denominação da cadeira presidencial. É sinônimo de 'Presidência da República'. O nome remete a Bernardino Rivadavia, primeiro presidente argentino

Casa Rosada: Nome da sede do governo, que a partir de 1860 começou a ser pintada de cor-de-rosa. Segundo uma versão, a cor era o resultado do branco e do vermelho, que representavam as duas facções da guerra civil que se seguiu à independência. Outra versão diz que o rosa resultou da mistura de sangue de boi e cal, forma barata de pintar o prédio. A terceira diz que, na época, o rosa era a cor da moda na arquitetura

Radicais-K: Integrantes da União Cívica Radical, rival histórica do peronismo, que se alinharam a Kirchner - como o vice de Cristina, Julio Cobos

Coima: Suborno preparado, organizado


PESQUISA

46,7%

dos eleitores devem votar em Cristina Kirchner, segundo pesquisa do instituto
Poliarquia

21,8%
do eleitorado devem apoiar Elisa Carrió

14,3%
dos eleitores devem optar por Roberto Lavagna

spacer

SEM LEGENDA


spacer

PEDINDO LICENSA À LIBERDADE

Nunca mais havia publicado uma poesia aqui. Atendendo pedidos,a poesia abaixo é de minha autoria. Escrevi meio sem compromisso, apenas pela liberdade de escrever. Espero que gostem:

Permitam pensar na vida
Como um campo verdejante
Onde corremos livremente pela relva
Sentindo o orvalho umedecer a planta do pé
E o coração palpitante refletir
Um olhar cheio de fé.

Permitam pensar na vida
Como um campo verdejante
Onde os espinhos que surjam
Não sejam suficientes para nos deter
E que a cada passo persistente
Em vez de espinhos as rosas floresçam.

Permitam pensar na vida
Como um campo verdejante
Onde possamos rolar quais infantes
Sem pensar no ontem, no hoje,
No amanhã inconsistente
Apenas brincar de alegres.

Permitam pensar na vida
Como um campo verdejante
Que tão imenso se encontre com horizonte
Onde o céu a e terra se encontre
Onde o homem e Deus se abracem
No céu, na terra, a todo o instante.
spacer

RESPOTA PÚBLICA À COMENTÁRIO PARTICULAR

Deixei uma informação, no blog o Coariense, informando sobre a situação do cemitério, da sua ampliação que será efetuada onde era o antigo estádio de futebol. Lembrei que esta decisão foi realizada de comum acordo com os integrantes da Liga Esportiva de Coari, cumprindo apenas meu papel de informar. Até aí, tudo tranquilo, se não fora o comentário anônimo, até elogioso, dizendo que eu não era tão ruim assim, mas que eu estava me "achando" na função pública que eu estou exercendo.

Tudo bem, acho que é o direito do internauta comentar notícias e até avaliar o desempenho dos agentes políticos e agentes adminsitrativos do setor público, mas uma coisa me incomoda nisso tudo. O que me incomoda, é a pertubação pessoal de alguns quando vêem vc sendo bem sucedido, ou crescendo pessoalmente: como se isso fosse sinônimo de orgulho, de soberba, de exaltação. O fato de galgar um cargo público não deveria afetar tanto as pessoas, mas afeta. Uma pena, pois me avaliando pessoalmente, tenho apenas procurado dar o melhor de mim naquilo que faço.

Escrevi a resposta a baixo ao comentário do meu caro anônimo:

Gostaria de saber ao meu caro anônimo seu nome e agradecer por não me achar tão ruim assim. Sua opinião teria mais peso e mais valor se você se identifica como eu me identifico. Quanto a minha visão sobre o que está sendo realizado em Coari nada mais é fruto de minha observação e análise pessoal, ninguém é obrigado a seguir. Quanto a emprego na prefeitura: sou efetivo, concursado há mais de 15 anos. Não é o emprego da prefeitura que vai me fazer achar mais importante ou menos importante. Pela minha formação, se amanhã se fechar uma porta, logo outra se abrirar, pois de quem trabalha, tem fé no coração e se dedica no que faz, nunca faltará espaço. Agora, se você acha que estou mais importante, ou "me achando", me desculpa por não corresponder aos seus anseios sobre mim. Apenas conquistei o meu espaço: conquiste o seu.
spacer

HISTÓRIA DE COARI: MAIS RECORTES

O surgimento de novas vilas no Estado do Amazonas como resultado do período mais intenso de exploração econômica da borracha teve maior significado no final do século XIX, especialmente na última década. Na última década do século XIX, além da expansão urbana da cidade de Manaus que se estendeu até 1910, consolidou-se também a base da divisão municipal do Estado e estabeleceram-se os critérios para a criação de novos municípios, sendo determinada a estrutura do poder municipal e da nova divisão do Estado do Amazonas. A lei nº 33 de 04/11/1892 estabeleceu que os municípios tivessem no mínimo 10.000 habitantes.

Criava a estrutura do poder municipal: Superintendência (Chefe do Poder Executivo), Intendência Municipal (Câmara de Vereadores) composta por nove membros. Dividiu o Estado do Amazonas em vinte e três municípios: Manaus, Itacoatiara, Silves, Urucará, Parintins, Barreirinha, Maués, Borba, Manicoré, Humaitá, Codajás, Coari, Tefé, Fonte Boa, São Paulo de Olivença, São Felipe do Rio Javari, Canutama, Labrea, Antimary, Moura, Barcellos, São Gabriel da Cachoeira e Boa Vista do Rio Branco. A divisão municipal criada e estruturada nesta época serviu de base para a existente hoje, que de maneira geral, é apenas uma derivação daquela.

A divisão municipal criada no governo de Eduardo Ribeiro (1892-1896) continha uma estratégia de hegemonia no espaço. Esse processo se estabelecia por meio de uma força de deslocamento de valores que tinha nas cidades e /ou vilas seu ponto de apoio. A divisão municipal estabelecida na época era uma estratégia política de consolidação do processo cuja principal característica era a imposição. As cidades e/ou as vilas foram concebidas como o local da troca, do poder, da guarnição, mas também e principalmente propulsoras de novos modos de vida.

FONTE: http://www.ub.es/geocrit/sn/sn-218-35.htm
spacer

HISTÓRIA DE COARI: RECORTES

No Alto Solimões, os primeiros povoamentos não indígenas foram criados pelos espanhóis por volta de 1689, quando estabeleceram cinco missões religiosas sob responsabilidade dos jesuítas. Após algumas tentativas, em 1710 os portugueses destruíram as missões e se apoderaram das vilas e povoados, entregando-os aos cuidados dos carmelitas portugueses. Em 1743, um viajante descreveu a situação no Solimões: "Coari é o último dos seis povoados dos missionários carmelitas portugueses, cinco dos quais formados a partir dos destroços da antiga missão do padre Samuel Fritz e compostos de um grande número de diversas nações, a maioria transplantado" (La Condamine, 1992, p. 73).

FONTE: http://www.ub.es/geocrit/sn/sn-218-35.htm
spacer

HISTÓRIA: HINO DE COARI

Hino do município de Coari
Letra por Pe. Antonio Stubem e Ir. Evelyn Trindade
Melodia por Pe. Antonio Stubem e Ir. Evelyn Trindade

Ó! Coari,
Ó! Coari,
Minha cidade em flor,
Ó! Coari,
Ó! Coari,
Atrai nossos corações
Para nós és a maior
Real pérola do Solimões
Ó! Coari,
Ó! Coari,
Não tens igual
Neste rio colossal.
Oh! que encanta
Oh! que dulçor
Quando em nosso regressar,
Te avistamos,
A brilhar, em teu nicho de verdor.
São teus campos perfumados
Tuas matas o esplendor.
O teu lago azulado
Tem reflexo de pureza e candor.
Ó! Coari,
Ó! Coari,
Jovem cheia de vigor.
Ó! Coari,
Ó! Coari,
Serás ainda bem melhor
Pois por ti trabalhamos
E avante sempre iremos
Ó! Coari,
Ó! Coari,
Não tens rival
E não há no mundo igual.
spacer

HISTÓRIA DE COARI: PETRÓLEO

Apesar de ser uma área produtora de petróleo, a Bacia do Solimões ainda é pouco conhecida. A ausência de afloramentos das seqüências sedimentares paleozóica e cretácea e a presença de áreas ainda bastante inóspitas, com algumas reservas indígenas e florestais, desestimularam durante muito tempo a pesquisa nesta bacia. Porém, os bons resultados da busca de petróleo na Bacia do Amazonas nos primórdios da Petrobras direcionaram a pesquisa para essa bacia, em detrimento da Bacia do Solimões. Dos quase 220 poços perfurados até o momento na Bacia do Solimões, somente 17 deles (15 poços de caráter estratigráfico e 2 pioneiros) foram concluídos entre 1958 e 1963, ou seja, na fase anterior à descoberta da província gaseífera do Juruá. Ainda assim, foram perfurações realizadas nas margens dos grandes rios, propostas com base apenas em estudos gravimétricos (34.750 km de perfis), feitos a partir de levantamentos realizados no período de 1957 a 1960.

A pesquisa para exploração de petróleo, na bacia, foi retomada em 1976, com um levantamento sísmico de reflexão de reconhecimento, onde foi detectada uma inversão estrutural no bloco alto de uma falha reversa de direção geral N.E.-S.O., posteriormente detalhada. Foi o primeiro levantamento de sísmica de reflexão feito na bacia, quando foram utilizadas novas técnicas, aplicadas desde 1970 na Bacia do Amazonas, como cobertura múltipla (CDP–Common Depth Point), sistema digital de gravação e carga moldada, aliadas ao uso de sofisticados programas de processamento em computadores. Com a utilização dessas tecnologias, avançadas para aquela época, foi possível definir, com maior grau de precisão, horizontes sísmicos situados abaixo de 2.500 m de profundidade, apesar da presença de espessas e extensas soleiras de diabásio intrudidas na seqüência permocarbonífera.

A interpretação das linhas sísmicas e conseqüente mapeamento de um refletor situado abaixo de 1,2 s permitiu identificar um alinhamento de estruturas, formando uma feição dômica sobre o bloco alto de uma longa falha reversa. Essa estrutura foi testada pelo poço 1-JR-1-AM (Rio Juruá Nº 1) e os resultados foram positivos: foi descoberta a província gaseífera do Juruá, marcando uma nova era na história do petróleo amazônico. O emprego de helicópteros nessa fase aumentou a produtividade das equipes sísmicas e permitiu utilizar sondas moduladas, sem a dependência direta e limitada das vias fluviais. A partir de 1978, ano da descoberta dessa província, a pesquisa de petróleo na Bacia do Solimões tomou vulto. Com o prosseguimento da atividade exploratória, novas descobertas foram feitas: mais oito campos de gás foram confirmados, ao longo do lineamento do Juruá, entre 1980 e 1984.

Em outubro de 1986, o sonho de sete décadas de prospecção petrolífera na Amazônia tornou-se realidade: foi descoberta a província petrolífera do Urucu. Dois anos depois, o óleo já estava sendo escoado por balsas, através do rio homônimo, até a refinaria de Manaus, a 680 km de distância.

Companhias estrangeiras, sob contrato de risco, ambém participaram dessa campanha exploratória. No final dos anos 80, um consórcio formado pelas empresas Pecten, Elf e Idemitsu executou um programa sísmico de reflexão de 1.988 km na região do rio Coari, a cerca de 120 km a nordeste da província do Urucu, e perfurou um poço pioneiro com 2.124 m de profundidade, mas sem sucesso.

Em 1996, novas e importantes descobertas aconteceram, desta vez em alinhamentos estruturais com orientação diferente dos alinhamentos do Urucu e Juruá, porém com o mesmo estilo tectônico: campo gaseífero do Rio Copacá e província gaseífera do São Mateus.

Nesta fase pós-Juruá, foram perfurados cerca de 200 poços, sendo 146 exploratórios e 54 explotatórios. A bacia está coberta por aproximadamente 62.260 km de linhas sísmicas bidimensionais de reflexão (2D), levantados a partir de 1976. A região do Urucu, mais especificamente a dos campos do Rio Urucu, leste do Urucu e sudoeste do Urucu, está coberta por 34.502 registros (3.939 km lineares registrados) de seções sísmicas tridimensionais de reflexão (3D), levantados numa área de 921 km 2 , os quais só foram obtidos a partir de 1988.

Outros dados disponíveis incluem 64.198 km de perfis gravimétricos, 20.198 km de perfis magnetométricos e 372.788 km de perfis aero-magnetométricos.

Esse esforço exploratório foi coroado com a descoberta de 9 campos de gás na província do Juruá, incluindo a região do Rio Biá, 5 campos de óleo, gás e condensado na província do Urucu, 1 campo de gás no Rio Copacá e 2 campos de gás e condensado na província do São Mateus, além de algumas acumulações subcomerciais nelas contidas. Os volumes “in place” desses campos somam 113,9 bilhões de m 3 de gás e 164,3 milhões de barris de óleo e condensado.

Atualmente, todo o petróleo produzido na Bacia do Solimões provém da província petrolífera do Urucu mas, com os projetos próprios da Petrobras, ora em execução, e os em negociação para parceria, outras áreas, tais como Juruá, Biá e São Mateus, também entrarão em explotação brevemente.

A produção atual está em torno de 35.000 barris (quase 6.000 m 3 ) por dia de líquidos, compreendendo óleo leve (42°API), claro, de excelente qualidade, e líquido de gás natural (LGN), além de, aproximadamente, 1.700.000 m 3 de gás natural.

A meta é produzir diariamente, já este ano, 45.000 barris de óleo e 6 milhões de m 3 de gás natural. Com o processamento desse gás serão obtidas 950 toneladas de gás liqüefeito de petróleo (GLP) por dia, equivalentes a 10.000 barris de óleo ou 70.000 botijões de gás de cozinha. Para tal, estão sendo desenvolvidos projetos de perfuração de mais poços verticais, direcionais e, principalmente, horizontais; ampliação das instalações industriais e de apoio operacional da base do Urucu; e aumento da capacidade de escoamento.

Para alcançar esta última meta, foi construído um poliduto (óleo, GLP e C5+) de 280 km de extensão e 14 pol. (36 cm) de diâmetro, interligando a estação de produção do pólo Arara, instalada no campo do Urucu, ao terminal do Solimões, construído na localidade conhecida como Travessia, a 16 km a montante da sede do município de Coarí. A partir daí, o petróleo é transportado por navios e balsas até a refinaria de Manaus e a outras refinarias do país. Está sendo construído um gasoduto de 18 pol. (46 cm) para escoamento também da fração gasosa.
spacer

HISTÓRIA DE COARI

O primeiro núcleo de povoamento em território do atual município de Coari, foi uma aldeia de índios fundada em princípio do século XVIII, pelo jesuíta Samuel Fritz, com a denominação de Coari, por ficar a margem do lago desse nome.

Habitavam primitivamente a região os índios Catauixis, Irijus, Jumas, Jurimauas e outros. Sobre as índias (trecho de autoria do padre João Daniel em “Tesouro Descoberto”): “Algumas fêmeas a que além de suas feições lindíssimas, têm os olhos verdes e outros azuis com uma esperteza e viveza tão engraçadas que podem ombrear com as mais escolhidas brancas.
Em 1759 a aldeia foi elevada à Lugar, recebendo o nome de Alvelos.

Em 1833, foi o Lugar Alvelos elevado à Freguesia, sob a invocação de Nossa Senhora Santana.

Em 30.09.1854, a sede da freguesia foi transferida em virtude da Lei nº 37, para a foz do lago de Coari.

Em 01.05.1874, pela Lei Provincial nº 287, a freguesia foi elevada à vila de Coari.
Em 21.05.1874, pela Lei Provincial nº 287, é criado o município de Coari.
Em 15.11.1890 é instalado o termo judiciário de Coari.
Em 10.04.1891, pelo Decreto nº 95-A é criada a comarca de Coari, que se instala em 30.06.1891.
Em 30.10.1913, pela Lei Estadual nº 741, é suprimida a comarca de Coari, ficando seu Termo Judiciário subordinado a Tefé.
Em 14.02.1916, pela Lei Estadual nº 844, é reinstalada a comarca de Coari, ficando seu Termo Judiciário subordinado a Tefé.
Em 07.02.1922, pela Lei Estadual nº 133, é suprimida novamente a comarca.
Em 10.03.1924, pela Lei Estadual nº 122, restaura-se definitivamente a comarca de Coari, compreendendo os Termos de Coari, Manacapuru e Codajás.
Em 02.08.1932, pela Lei Estadual nº 1665, Coari é elevada à categoria de cidade.

Significado do Nome

Coari, segundo o cônego, Ulysses Pennafort, vem das palavras indígenas “Coaya Cory”, ou “Huary-yu”, ou significa respectivamente “rio do ouro” e “rio dos deuses”. A denominação dada ao rio que banha o município estendeu-se ao lago à cuja margem fica a sede municipal e, posteriormente, ao município.

spacer

COARI: RESUMO HISTÓRICO

Registra-Em princípios do séc. XVIII, o jesuíta Samuel Fritz funda um aldeia de índios. Em 1759 a aldeia é elevada a freguesia. Em 21.05.1854, pela Lei Provincial no. 287, é criado o município de Coari. Em 15.11.1890 é instalado o termo judiciário de Coari. Em 10.04.1891 é criada a comarca de Coari, que se instala em 30.06.1891. em 30.11.1913, pela Lei Estadual no. 741, é suprimida a Comarca de Coari, ficando seu termo judiciário subordinado a Tefé. Em 14.02.1916, pela Lei Estadual no.844 é reinstalada a comarca de Coari, ficando seu termo judiciário subordinado a Tefé. em 07.02.1922, pela Lei Estadual no. 133, é suprimida novamente a comarca.Em 10.03.1924, pela Lei Estadual no. 122, restaura-se definitivamente a comarca de Coari. Em 02.08.1932, pela Lei Estadual no. 1665, Coari é elevada a categoria de cidade.
spacer

Eleitores serão identificados pelas impressões digitais em 2008

20/10/2007 - 18h43
da Folha Online
da Agência Brasil
O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vai promover um cadastro digital de parte do eleitorado brasileiro para as próximas eleições municipais, em 2008. A iniciativa é da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE, que planeja implantar o novo sistema em algumas cidades dos estados de Mato Grosso do Sul, Rondônia e Santa Catarina.

Um sistema biométrico será capaz de identificar o eleitor por meio das digitais dos dedos polegar e indicador. A expectativa do tribunal é implantar o aparelho em todos estados do Brasil no prazo de dez anos.
Segundo o TSE, o principal problema de fraudes em eleições é um eleitor votar no lugar de outro. A partir da implantação do novo sistema, diz o órgão, os problemas de fraudes acabariam.
A previsão do TSE é de que sejam utilizadas, para as eleições municipais de 2008, 25.538 urnas eletrônicas adaptadas com a leitura biométrica de digital, distribuídas nos municípios de Fátima do Sul, no Mato Grosso do Sul; Colorado do Oeste, em Rondônia; e São João Batista, em Santa Catarina.

Biometria

A biometria --do grego: bios (vida) metron (medida)-- é um estudo estatístico das qualidades comportamentais e físicas do ser humano. O termo refere-se principalmente ao uso do corpo (impressões digitais, por exemplo) em mecanismos de identificação.
Os aparelhos biométricos funcionam por meio da captura de amostras do ser humano --íris, retina, dedo, rosto, veias da mão, voz e até odores do corpo. Essa amostra é transformada em um padrão, que poderá ser comparado para futuras identificações.
A biometria se baseia na idéia de que alguns traços físicos são exclusivos de cada ser e os transforma em padrões. A técnica foca as chamadas "mensurações unívocas".
spacer

ANP vai procurar petróleo e gás natural no Acre

Publicado em 20.10.2007, às 11h48

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) anunciou, nesta semana, que vai investir R$ 64 milhões no Acre em levantamentos sobre o potencial da área para exploração de petróleo e gás natural. A atividade geraria empregos e traria renda ao estado, dizem os defensores da iniciativa. Mas os danos ao meio ambiente são questionados.

A Região do Rio Juruá, que engloba municípios do Acre e Amazonas é uma das localidades onde a ANP deve realizar pesquisas para descobrir áreas ricas em petróleo e gás natural que possam ser exploradas.

É necessário aumentar a pesquisa na região para descobrir o potencial petrolífero dos nove estados que compõem a Amazônia, afirmou o superintendente de Controle da ANP, Getúlio Silveira Leite, em audiência realizada na Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional da Câmara dos Deputados para discutir a extração de petróleo e gás natural em toda a região amazônica.

O secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente, João Paulo Capobianco, diz que até agora não foi anunciado nenhum estudo ambiental para avaliar as condições em que essa atividade deve ser realizada para minimizar os danos. Mas acha possível explorar petróleo sem prejudicar a natureza.

É necessário verificar em que condições essa atividade seria feita, em que escala e em que áreas. Em tese, existem hoje metodologias e tecnologias que permitem a atividade sem danos ambientais. Há mecanismos e procedimentos que permitem que se dê em condições ambientalmente adequadas, explica.

Atualmente, existem cinco pontos de exploração de gás natural na bacia dos rios Solimões (onde desagua o rio Juruá) e Amazonas. Só no ano passado, a exploração de gás e petróleo no município de Coari, no Amazonas, rendeu prefeitura R$ 43 milhões. O governo federal, dentro do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento], está construindo um viaduto Coari-Manaus para levar o gás natural. Acreditamos que essa possa ser uma nova zona franca, diz o deputado Marcelo Serafim (PSB-AM).

O ganho financeiro da prefeitura com a exploração de petróleo ocorre por meio dos investimentos no potencial energético da região, cobrança de royalties de petróleo e gás natural e recursos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-Combustíveis) incidente sobre a importação e a comercialização de gasolina, diesel, querosene, óleos combustíveis (fuel-oil) e gás liquefeito de petróleo (GLP).

No Acre, a Federação das Indústrias do estado já declarou ser favorável exploração de petróleo e gás natural. De acordo com a entidade, os benefícios para o estado são inúmeros, principalmente a geração de emprego e a perspectiva de um investimento da ordem de R$ 27 milhões.

Na região do Juruá, há três unidades de conservação ecológicas. Para o deputado Marcelo Serafim, a extração, por sua importância deve ser feita inclusive nestas áreas se for preciso. É justo que o povo morra de fome por conta da conservação?, questiona.

O desenvolvimento traz dano. Trouxe dano a São Paulo, a Minas, ao Rio e a todos os outros cantos do nosso país. Destruiu a Mata Atlântica, acabou com grande parte do Pantanal e não é isso que queremos, nem que defendemos. Agora, se o governo brasileiro e o mundo querem a Amazônia preservada, o mundo tem que dar condições para que se preserve a Amazônia. Essas condições não são dadas, afirma o parlamentar.

Fonte: Agência Estado
spacer

Questões sociais e de desenvolvimento se chocam no debate sobre exploração de petróleo no Acre

Alessandra Bastos e João Porto Repórteres da Agência Brasil

Brasília - A extração de petróleo e gás natural na região do Rio Juruá, no Acre, está longe de ser um consenso na região. Enquanto o governo e alguns deputados apontam a oportunidade de desenvolvimento com geração de emprego e renda, moradores e organizações da sociedade civil se preocupam com possíveis danos ambientais e, principalmente, o deslocamento de populações tradicionais.“Elas [populações] serão diretamente afetadas e não sabemos ainda para onde serão levadas e como se dará a reparação a essas famílias”, diz a coordenadora do Grupo de Trabalho Amazônico (GTA) no Acre, Joci Aguiar.Na região do Juruá, há 12 comunidades indígenas de várias etnias.
A Constituição não permite sondagem para verificar a existência de petróleo em áreas indígenas, mas existem no Congresso propostas para regulamentar tais atividades.De acordo com o coordenador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) no Acre, Lindomar Padilha, os índios acreanos são contrários a essas propostas parlamentares. “Eles soltaram uma nota, no início do ano, contra a exploração de petróleo porque não acreditam que a renda gerada pelos prováveis royalties do petróleo compensem os danos”.Além do documento, diz ele, há “toda consciência de que não é possível mais a humanidade usar combustíveis de origem fóssil em uma sociedade moderna porque eles emitem uma quantidade imensa de gases poluentes na atmosfera e está aí o problema do aquecimento global”.
Padilha diz que a comunidade indígena local discorda "totalmente" da idéia "por causa da experiência trágica que temos em Coari”, conta. Segundo ele, a iniciativa de explorar combustíveis fósseis na cidade amazonense causou vários danos ambientais. “Os dutos que tiveram de construir são como uma estrada aberta no meio da mata, que depois não pode ser reflorestada porque embaixo existem os tubos condutores”.
Já o deputado federal Marcelo Serafim (PSB-AM) prefere lembrar que a experiência em Coari “rendeu à prefeitura, só no ano passado, R$ 43 milhões”. Segundo ele, “o argumento de que isso poderá trazer danos ecológicos não procede. Temos em Coari uma riqueza extraordinária que hoje se encontra desenvolvida e próspera e isso tem sido fundamental para o estado do Amazonas”.
A geração de empregos, segundo Lindomar Padilha, não beneficiou a comunidade indígena de Coari. Em um primeiro momento, diz, os índios trabalharam na abertura de clareiras, "o que não precisa de profissionais muito qualificados”. Depois, “é exigido mão-de-obra qualificada, como um soldador ou um operador de máquinas. Aí, a mão-de-obra local já não serve mais e é dispensada”. Além disso, segundo ele, a contratação de profissionais de fora fez aumentar a exploração sexual.
Leia mais sobre o assunto.
spacer

Crônica da demagogia

Enviado por André Petry -
20.10.2007
15h02m
deu na Veja
Por André Petry:

"Falando da CPMF, ele disse: 'Chega de mais impostos, chega dessa estrutura tributária deformada e burocrática'. Era Aloizio Mercadante, em março de 1999"
Na democracia brasileira, Lula foi o mais insistente oposicionista. Foi oposição a tudo e a todos, recusou-se a se aliar a qualquer governo de 1985 em diante, até que chegou a sua hora de morar no Palácio da Alvorada. E, no entanto, apesar de sua longa experiência na planície, Lula é seguramente o político que mais ajudou a desmoralizar o papel de oposicionista na democracia brasileira.
Lula já disse que na oposição só fazia "bravatas" e, mais recentemente, informou que, entre as bravatas, se incluíam os princípios. A frase devia ser gravada em mármore: "Principismo você faz no partido quando pensa que não vai ganhar as eleições nunca". Um show de desmoralização.
Agora, durante a viagem à África, Lula manteve a campanha para aprovar a CPMF e saiu-se com a seguinte declaração à oposição demo-tucana: "Acho importante que todo mundo releia discursos de quatro ou oito anos atrás e mantenha a posição". Lula, claro, queria lembrar o que diziam ex-pefelistas e tucanos nas votações da CPMF durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.
De fato, os discursos daquela época são muito divertidos. Tem tucano dizendo que "quem quer doente com saúde devolvida que vote a favor da CPMF" (by Arthur Virgílio), tucano discorrendo sobre "as inegáveis vantagens da CPMF" (by Alberto Goldman) e tucano afirmando que "a CPMF representa o modelo que mais se aproxima da forma de cobrar impostos no futuro" (by Antonio Carlos Pannunzio).
Mas Lula, querendo denunciar uma contradição dos adversários, não devia dizer que acha importante "todo mundo" reler discursos antigos sobre a CPMF. Eis por quê:
• Em julho de 1996, Paulo Paim, do PT gaúcho, subiu à tribuna da Câmara dos Deputados quando se discutia a criação da CPMF e disse:
– Que imposto daninho esse!
Uma semana depois, com a CPMF já aprovada, Paim voltou ao assunto:
– Listei 22 motivos pelos quais o Partido dos Trabalhadores votou contra.
(Já se sabe para que servem as listas dos petistas....)
• Em maio de 1998, quando se debatia a prorrogação da CPMF, o deputado Arlindo Chinaglia, do PT paulista, fez um discurso em que disse o seguinte:
– Queremos alertar para o fato de que o Partido dos Trabalhadores votou contra a CPMF e não temos nenhum motivo para alterar sua opinião.
(Petista não muda de opinião. Muda de conveniência.)
• Em março de 1999, debatia-se o aumento da alíquota da CPMF de 0,20% para 0,38%. O deputado e hoje senador Aloizio Mercadante, do PT paulista, fez um desabafo na tribuna:
– Chega de mais impostos, chega dessa estrutura tributária deformada e burocrática!
Dias depois, José Genoíno anunciou o voto do PT na discussão com um discurso aplaudido ao final. Disse:
– A oposição coloca-se contrária à CPMF por razões globais, pela visão de um outro modelo econômico, diverso desse que o presidente Fernando Henrique Cardoso adota.
(Essa, pela grandeza da bravata, fica sem comentários.)
spacer

Das vantagens de ter pai rico

Enviado por Ricardo Noblat -
20.10.2007
20h29m
Deu em O Globo
"Depois de perder o controle de uma Ferrari vermelha, rodar na pista e bater no muro de contenção da Avenida Professor Abraão de Morais, em São Paulo, o motorista João Luiz Raiza Filho, de 27 anos, agrediu ontem de madrugada o cinegrafista Fábio Tanaka, da TV Bandeirantes, que fazia uma reportagem sobre o acidente. Tanaka, que levou uma cabeçada na boca e teve que levar seis pontos no lábio superior, disse que o motorista estava alterado e cheirava a álcool.
Apesar da agressão, Raiza Filho, motorista de uma Ferrari avaliada em R$ 1,3 milhão, foi liberado por dois policiais militares e autorizado a deixar o local no carro de um amigo. O repórter Marcelo Bittencourt, que trabalha com Tanaka, contou:
— O policial ainda acompanhou o agressor até o carro.
Raiza Filho abandonou, no local do acidente, a namorada dele, identificada como Fernanda. Os dois não ficaram feridos. Raiza Filho só apareceu na delegacia às 4h45m, embora o pai dele, o empresário João Luiz Raiza, dono da Ferrari, já estivesse lá há uma hora. O delegado que saber pela Corregedoria da PM a razão de o motorista ter sido liberado pelos policiais antes de depor.
A Ferrari, ano 2007 e com apenas 6.000 quilômetros rodados, deverá ficar apreendida. O delegado registrou um termo circunstanciado e encaminhou o caso para o juizado especial. Ele também pediu exame de dosagem alcoólica em Raiza Filho.
Duas equipes de TV chegaram ao local do acidente cerca de meia hora depois. O cinegrafista desceu do carro de reportagem e caminhou em direção à Ferrari. Raiza Filho pulou a mureta e foi atrás do cinegrafista.
— Você está louco? O que você está fazendo? — perguntou o agressor a Tanaka, conforme gravação registrada no equipamento do cinegrafista.
— Não chega tão perto — respondeu Tanaka.
Em seguida, Raiza Filho bateu com a cabeça na boca do cinegrafista.
— Não vi mais nada. A câmera saiu do meu ombro e só vi o sangue escorrendo — disse Tanaka.
Bittencourt tentou entrevistar o agressor, enquanto amigos dele o retiravam do local.
— Por que você está agredindo o rapaz? — perguntou, sem obter resposta. Bittencourt chamou a atenção dos PMs, pois o agressor estava sendo posto dentro de um Renault Clio.
— O policial disse que não tinha visto nada. Mostrei o Tanaka ensangüentado e apontei para ele quem era o agressor — contou Bittencourt.
O policial teria dito que estava deixando Raiza Filho ir embora "para acalmar os ânimos".
spacer

PM realiza primeira etapa de provas no próximo domingo

Manaus - Os 16.841 candidatos inscritos no Concurso Público para Admissão no Quadro de Oficiais Combatentes da Polícia Militar do Amazonas realizarão provas de conhecimentos gerais no próximo dia 28, no horário de 8h às 12h, e redação, de 15h às 18h. Todos os inscritos estão aptos a participar da prova no dia 28, inclusive os que não compareceram à prova do dia 28 de setembro.

Os candidatos que ainda não retiraram os Cartões de Confirmação de Inscrição poderão fazê-lo até o próximo dia 23, no Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Avenida Djalma Batista, no horário de 8h às 12h e 14h às 17h.

A coordenação do concurso atenta que os candidatos devem comparecer no local das provas com pelo menos uma hora de antecedência, munidos do documento de identidade com o qual realizou a inscrição.

Os classificados nesta primeira etapa, ainda participarão de mais duas etapas: o exame médico, realizado no período de 10 a 21 de dezembro, e o exame físico, de 14 a 18 de janeiro de 2008.

Estão sendo oferecidas 100 vagas, 90 para homens e 10 para mulheres.Os aprovados serão automaticamente matriculados no Curso de Bacharelado em Segurança Pública, que será oferecido pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Durante o curso, os alunos receberão uma bolsa de R$ 2.47 mil mensais. Após, serão nomeados oficiais da Polícia Militar do Amazonas. As provas serão realizadas nos seguintes municípios: Manaus, Tefé, Manacapuru, Itacoatiara, Parintins, Lábrea, Coari, Tabatinga, Humaitá, Boca do Acre, São Gabriel da Cachoeira, Eirunepé e Barcelos.

O Edital com mais informações sobre o concurso encontra-se disponível no link Concursos, localizado à direita da página inicial do portal da UEA (www.uea.edu.br).


17/10/2007
spacer

James Watson: Não é racismo


Publicada em 19/10/2007 às 12h15m

fONTE: O Globo

"A ciência não é estranha à controvérsia. A busca de conhecimento é freqüentemente desconfortável e desconcertante. Nunca temi declarar o que acredito ser verdade, não importando o quão difícil seja. Isso, de vez em quando, me deixa em maus lençóis. Raras vezes mais do que agora, em que me encontro no centro de uma tempestade. Entendo boa parte da reação. Porque se eu disse o que escreveram que disse, então só me resta admitir que estou perplexo. Para aqueles que inferiram das minhas palavras que a África, como um continente, é, de alguma forma, geneticamente inferior, só me resta pedir desculpas públicas. Não foi o que eu quis dizer. Mais importante, do meu ponto de vista, não há base científica para tal crença. Sempre fui um feroz defensor da posição de que devemos basear nossa visão do mundo em fatos. Por isso a genética é tão importante. Porque nos leva a respostas para muitas das maiores e mais difíceis questões.


Mas essas respostas podem não ser fáceis porque, como eu sei muito bem, a genética pode ser cruel. Meu próprio filho é uma de suas vítimas. Aos 37 anos, Rufus não pode levar uma vida independente por causa da esquizofrenia. Por muito tempo, minha mulher, Ruth, e eu achávamos que Rufus precisava de um desafio para o qual se voltasse. Mas quando ele passou pela adolescência, temi que a origem de sua vida incompleta jazia em seus genes. E foi essa percepção que me levou a tornar o projeto genoma humano uma realidade.


Ao fazer isso, sabia que dilemas morais surgiriam e me preocupei em estabelecer os componentes éticos, legais e sociais do projeto. Desde 1978, quando um balde de água foi jogado sobre meu amigo de Harvard E.O. Wilson por suas declarações sobre a influência dos genes no comportamento, os ataques contra a genética comportamental humana permanecem vigorosos. Mas a irracionalidade deve perder terreno em breve. Logo será possível ler as genéticas individuais. Quando isso acontecer, espero que possamos ver se alterações na sequência de DNA, e não influências ambientais, resultam em comportamentos diferentes. Por fim, estabeleceremos a relativa importância da natureza em oposição ao ambiente.


A idéia de que algumas pessoas são más por natureza me perturba. Mas a ciência não está aqui para fazer a gente se sentir bem. Existe para responder questões a serviço do conhecimento. Ao descobrir em que extensão os genes influenciam o comportamento moral, seremos capazes de entender como os genes influenciam aptidões intelectuais. No meu instituto estudamos falhas causadas por genes no desenvolvimento do cérebro que, freqüentemente, levam ao autismo e à esquizofrenia. Pode ser que descubramos que diferenças nesses genes responsáveis pelo desenvolvimento do cérebro levam a diferenças na habilidade de executar diferentes atividades mentais.

Não entendemos suficientemente como ambientes selecionaram, ao longo do tempo, os genes que determinam a capacidade de fazer diferentes coisas. O grande desejo da sociedade é dizer que capacidades equivalentes de razão são uma herança universal da Humanidade. Pode ser. Mas simplesmente querer que seja assim não é suficiente. Isso não é ciência. Questionar isso não é racismo. Não se trata de uma discussão sobre superioridade ou inferioridade, mas sim buscar entender diferenças, saber por que alguns são grandes músicos e outros grandes engenheiros. É muito provável que passem pelo menos 15 anos antes de chegarmos a uma compreensão adequada da relativa importância da natureza versus ambiente na conquista de importantes objetivos humanos. Até lá, nós, como cientistas, sempre que quisermos nos posicionar nesse grande debate, devemos tomar cuidado ao invocar verdades indiscutíveis sem o apoio de provas."

JAMES WATSON escreveu esse artigo para o jornal britânico "Independent"

OBS: James Watson, É cientista Prêmio Nobel cujos comentários polêmicos sobre a “inferior inteligência de negros” em relação a brancos causaram condenação geral.

spacer

Jeito de fazer política no País afasta jovens

André Alves
Da equipe de A CRÍTICA
O número de eleitores jovens no Amazonas, na faixa-etária entre 16 e 17 anos, caiu nos últimos anos. Em 2004, essa parcela da população representava um universo de 52.081 eleitores, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Em 2006, o número de votantes na mesma faixa-etária baixou para 51.078 - redução de 1.003 eleitores.Analisada apenas pela diferença numérica, a queda de eleitores jovens no Estado não é expressiva, mas sinaliza para um fenômeno que atinge todo o Brasil: é cada vez maior a fatia de jovens que atingem a idade 'certa' para votar, mas optam por não ir às urnas. Conforme o artigo 14 da Constituição Federal, o voto é obrigatório para os maiores de 18 anos, e facultativo para os maiores de 16 e menores de 18 anos.De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 1992, quando, com a pressão dos "caras pintadas", o então presidente Fernando Collor de Melo sofreu impeachment, o número de eleitores com título de eleitor, na idade dos 17 anos, era de 1,8 milhão, ou 2,02% dos eleitores do País. Já a soma dos eleitores com 16 anos era de 1,3 milhão, ou 1,55% dos eleitores. Juntas, essas faixas-etárias representavam 3,57% do eleitorado brasileiro naquele período.Levantamento feito pelo TSE em junho deste ano comprovou uma queda vertiginosa da participação dos jovens nas eleições. Agora, o número de jovens eleitores que porta título de eleitor, com 17 anos, representa 1,5 milhão do universo de votantes, ou 1,26% do eleitorado. O número de eleitores com 16 anos soma 507.939, ou 0,4% do eleitorado. Juntos, totalizam 1,66% dos eleitores com título.
Desolação e campanha
Para o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Leonel Feitoza (PSDB), o desinteresse do jovem pela política, e consequentemente pelo voto, tem um motivo claro: "Isso é fruto da desolação dos jovens com esse quadro político que está aí", diz Feitoza. O vereador é autor do "Parlamento Jovem", um projeto em vigor no Legislativo Municipal que dá a crianças e adolescentes a oportunidade de conhecer o trabalho do vereador.Na avaliação do deputado estadual Artur Bisneto (PSDB), eleito para o seu primeiro mandato parlamentar aos 21 anos, a incompatibilidade dos jovens com as urnas é reflexo da prática da política viciada. "Os jovens de 16 e 17 anos estão em formação. É desestimulante para ele assistir escândalo sobre escândalo na televisão", comenta.
A propaganda da Justiça Eleitoral que será inserida na programação das rádios de todo o País, neste fim de semana, para incentivar os jovens a tirarem o título de eleitor, é ambientada em um estádio de futebol, onde se ouve torcedores bradando: "É campeão" e "Queremos voz". "A mensagem conclama os jovens a fazerem seu título de eleitor, "para serem ouvidos". A orientação é no sentido de que procurem o cartório eleitoral em sua cidade portando, para isso, um documento de identidade com foto e comprovante de endereço, para a confecção do título de eleitor", informa a assessoria de comunicação do TSE.
Número aumentou
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de jovens entre 16 e 17 anos, em 2004, era de 6, 979 milhões. Em 2005, a quantia de jovens nessa faixa-etária subiu para 7,1 milhões. Já em 2006, essa fatia da população saltou para 7,2 milhões. No Amazonas, a parcela da população jovem, entre 16 e 17 anos, também subiu: saltou de 114.633, em 2005, para 130 mil, no ano passado.
spacer

159 prefeitos têm mandato em risco

Dos 5.562 prefeitos do país, 159 (3%) trocaram de partido depois de 27 de março e correm o risco de perder o mandato com base na decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que, na última terça-feira, normatizou a fidelidade partidária.

Os dados constam de levantamento produzido entre quarta-feira e ontem pela CMN (Confederação Nacional dos Municípios), que localizou 156 prefeitos nessa situação -a Folha somou mais 3 à relação, já que as assessorias dos prefeitos de Florianópolis (Dario Berger, que trocou o PSDB pelo PMDB), de Boa Vista (Iradilson Sampaio, que foi eleito pelo PPS e está no PSB) e de Salvador (João Henrique, ex-PDT e atual PMDB) confirmaram que eles trocaram de partido depois de 27 de março. Assinante da Folha leia mais

spacer

Governo proíbe crédito consignado para servidor

A partir desta sexta-feira, está proibida a concessão de novos empréstimos e pagamentos consignados - aqueles com desconto direto na folha de pagamento - a funcionários públicos federais. O objetivo é fazer um pente-fino no sistema após diversas irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas da $ão (TCU), em auditoria encerrada em agosto. Leia mais aqui
spacer

FESTA DA PRIMAVERA

É neste sábado, no Chamego Dela mais um grande evento voltado para os integrantes da terceira idade em Coari, será a realização do Baile da Primavera. No evento será escolhida a miss terceira idade, um momento de descontração e amizade para os idosos de Coari. As atrações serão locais. Pela empolgação a festa promete.
spacer

NOVO SECRETÁRIODE DEFESA SOCIAL

Tomou posse hoje pela manhã, o novo Secretário de Defesa Social Alvimar Monteiro. A solenidade aconteceu no Centro Comunitário Maria Olinda. O prefeito, lembrou na oportunidade que a criação da referida secretaria foi uma idéia de seu governo, sob a perspectiva de um novo alcance da sociedade. Alvimar substitui o sagerto Aguiar.

spacer

DIA DO MÉDICO

Hoje é comemorado o dia do médico. Com prazer venho elogiar este profissional que é a marca maior do compromisso com o próximo, pois lida com a vida e a eminência de perde-la na angústia de salvá-la mesmo dentro das limitações humanas. Homenageio em nome do Dr. João, que milita na saúde de Coari por mais de 20 anos (salvo engano) e em memoria ao Dr. Roque Juan Delloso. Aqui em Coari, temos um grande sistema de saúde e um hospital de referência onde muitos destes profissionais lutam para ajudar aqueles que precisam de atendimento médico. Parabéns.
spacer

CONCURSADOS

A PREFEITURA DE COARI ESTÁ CONVOCANDO PARA O SUPRIMENTO DE CARGOS DO CONCURSO PÚBLICO DE 2005, OS CANDIDATOS QUE ESTAVAM AGUARDANDO A REFERIDA CONVOCACAO, A SE APRESENTAR JUNTO A SECRETARIA MUNICIPAL INSTITUCIONAL, SITUADA NA ESTRADA DO CONTORNO, BAIRRO ITAMARATI, NO PRÉDIO DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, NO HORÁRIO DE 08:00 AS 12:00 E DAS 14:00 AS 17:00 HORAS, ATÉ O DIA 26/10/07. SE NÃO COMPARECER NA DATA ESTIPULADA, O CANDIDATO PERDERÁ A VAGA.
spacer

BARCO CIDADÃO NA MÍDIA

O trabalho realizado através do Barco Cidadão está chamando a atenção da imprensa nacional. É o que me informou a Secretária Municipal de Ação Social Joelma Aguiar, que concedeu entrevista à A VOZ DO BRASIL, em rede nacional, além de outras entrevistas a outras redes de comunicação nacional e notícias publicadas em sites e jornais. O Barco Cidadão funciona como um centro de referência para as famílias da Zona Rural de Coari (CRAS), onde os serviços sociais chegam em determinados períodos aos ribeirinhos.
spacer

COARI: CRAS itinerante acolhe mais de 27 mil ribeirinhos no Amazonas

09/10/2007 - 17:30

Bruno Spada/MDS


Após a visita do CRAS itinerante, dona Maria abre o sorriso e mostra o cartão do Bolsa Família
Quarta-feira, depois do almoço, e Maria de Fátima Pacheco, de 39 anos, lava louça ao lado do velho rádio. Escuta música, arruma tudo e vai cuidar dos filhos. Entre uma e outra propaganda, porém, um anúncio lhe chama a atenção. Ela pára, grita pelos familiares e ouve: “Atenção! Amanhã, às três horas da tarde, a Secretaria Municipal de Assistência Social visitará a comunidade Divino Espírito Santo do Trocarís, oferecendo benefícios na área da Assistência Social, Saúde e Esporte e Lazer”.

LEIA MAIS http://www.mds.gov.br/noticias/cras-itinerante-acolhe-mais-de-27-mil-ribeirinhos-no-amazonas
spacer

DEFESO

O período do defeso, que proíbe a pesca da espécie Tambaqui até o dia 31 de março de 2008, conforme determinação do Instituto Brasileiro dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), encontrou apoio em Coari, através da fiscalização das espécies comercializadas no Mercado Municipal. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo (Sematur), que desenvolve um trabalho técnico de acompanhamento desde a pesca até a comercialização, e que de janeiro até de setembro deste ano já apreendeu quase 2 toneladas de peixe ilegal no município, realizou hoje pela manhã mais uma ação fiscalizadora objetivando fazer cumprir as normas do defeso.

spacer

PLANEJAMENTO

Planejar parece óbvio, é uma necessidade indispensável para quem quer chegar a algum lugar, seja em uma casa, empresa ou no setor público, no entanto, mesmo sendo um conceito tão básico, que de tão básico parece simplório, no entanto, como muitos outros conceitos indispensáveis na teoria, na prática são dispensáveis.
O setor público deve ser administrado com PLANEJAMENTO e não com tomadas de decisão "à toque de caixa". Antes de um programa social ou educacional ser iniciado é indispensável que as estruturas de planejamento sejam pensados, colocados no papel e vistos de que forma podem ser aplicados na prática. Antes que um projeto seja lançado de fato é indispensável pensar de que forma este ou aquele projeto será executado, o que será necessário para a instrumentalidade, o quanto será necessário gastar para a execução, quais as contingências que podem surgir quando da execução de tal ação ou projeto.
O sucesso das ações públicas, sejam de grandes ou pequenos programas, estará intimamente ligado ao planejamento. O meu desejo é o desejo de um otimista por essência, e como tal espero que aos serem criados programas públicos os técnicos de cada área planejem os procedimentos e passos a serem executados. Assim, o que teremos serão cidadão satisfeito, pois o serviço público seja qual for, alcançará padrões de qualidade avançados.
spacer

EM BRASÍLIA


spacer

O QUE A SEMANA NOS RESERVA

Segunda-feira:
* O PSDB sugeriu aos senadores do PMDB Jarbas Vasconcelos (PE) e Pedro Simon (RS) que permaneçam na Comissão de Constituição e Justiça em vaga de algum partido de oposição. E hoje deve receber uma resposta deles. Na última sexta-feira Simon e Jarbas foram afastados da CCJ a pedido do líder do PMDB Valdir Raupp (RO).
* Ainda esta semana, o DEM deve apresentar à Mesa Diretora do Senado a quinta representação contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Como antecipou este blog na última sexta-feira (5), Renan mandou espionar os senadores Demóstenes Torres (DEM-GO) e Marconi Perillo (PSDB-GO) para chantageá-los a votar em seu favor em processos por quebra de decoro.
* O ministro do STF Joaquim Barbosa pode levar à plenário, ainda essa semana, seu voto do julgamento que decide sobre o direito de greve. Seis dos 11 ministros já votaram e disseram que os servidores públicos terão de respeitar os mesmos limites impostos aos trabalhadores da iniciativa privada.
* A qualquer momento o procurador-geral da República pode denunciar o chamado "mensalão mineiro" ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segue a expectativa nesta semana.
Terça-feira:
* Será nomeado o relator [provavelmente Inácio Arruda (PCdoB-CE)] e o vice-presidente da CPI das Ongs. A comissão, presidida pelo senador Raimundo Colombo (DEM-SC), tem um prazo de 120 dias para investigar irregularidades na liberação de recursos públicos para as Organizações Não Governamentais (Ongs) e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips).
* A votação em segundo turno da proposta de emenda à Constituição (PEC) que prorroga a CPMF está pautada para três sessões extraordinárias (terça-feira às 19h05 e quarta-feira às 9h30 e às 15h). Antes, porém, o Plenário deverá destrancar a pauta votando duas medidas provisórias: MP 384/07 (institui o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) e MP 385/07 (concede ao agricultor contribuinte eventual à Previdência o direito à aposentadoria por idade sem prazos mínimos de contribuição).
* Em audiência pública, a Comissão de Educação do Senado debate o projeto que altera a lei do planejamento familiar (Lei 9.263/96). Uma das propostas torna obrigatório o ensino de educação sexual nas escolas púbicas.
* O Tribunal Superior Eleitoral decidirá se a punição a políticos que mudaram de partido (os infiéis) vale para prefeitos, senadores, governadores e presidente da República.
Quarta-feira:
* Superior Tribunal de Justiça (STJ) retoma o julgamento que envolve as obras para transposição do Rio São Francisco. Três empresas impetraram mandado de segurança questionando o processo de licitação. Segundo elas, as regras do jogo foram mudadas depois da apresentação das propostas. Por ora, a licitação está suspensa.
* Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) analisa projeto de resolução, de autoria do senador Valter Pereira (PMDB-MS), de um regimento interno para regular o funcionamento do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Uma das propostas é de que a representação ou denúncia somente poderá abordar atos ou omissões ocorridas durante o mandato do senador e declara inelegíveis para integrar o Conselho de Ética os senadores que tiverem sido condenados.
spacer

01 ANO ANTES

Este último final de semana passamos pela data no calendário que mostra que o ano eleitoral estava iniciando na prática. A movimentação em torno da filiação partidária foi o preponderante para muitos candidatos que vêem na filiação pelo menos uma boa estratégia para garantir a eleição. A decisão do STF, sobre a fidelidade partidária, chamou a atenção tanto quanto a filiação partidária, mas na prática mudou pouca coisa.
Mas quero me referir mesmo ao ano eleitoral, que é um ano de decisão, momento em que a escolha que fizermos refletirá no dia-a-dia, nos vários aspectos culturais, sociais, cívicos de cada um de nós. Hum ano antes, é bom lembrar que o interesse deve ser não apenas dos agentes políticos e de futuros candidatos, e sim de cada um cidadão; relegar a importância política ao segundo plano é permitir que os desmandos continuem ou pessoas despreparadas sejam elevadas ao posto de governo, gerindo a cidade em detrimento da população. A vida da cidade é uma vida política, e nós como cidadão por mais que não gostemos da política partidária estamos envolvidos no processo político.
Pelo menos é bom lembrar hum ano antes, que os maiores interessados na política continuam sendo aqueles que vivem da política e não o cidadão que tem sua vida alterada por cada onda ou incursão política. Que o empenho e dedicar-se aos interesses políticos, sejam os mesmos em dedicar-se as soluções da problemática em torno de nós, todos nós. Antes de mais nada, antes de tudo, o homem precavido vale por dois.
spacer

MEMÓRIA PRESERVADA DENTRO DA CATEDRAL DE COARI

Parece mentira, mas fiquei surpreso alguns meses atrás, ao entrar na Catedral de Santana e São Sebastião e somente agora ficar sabendo que no interior do templo católico encotrava-se o tumúlo do primeiro bispo de Coari. Mesmo tendo ido várias vezes a catedral católica para participar de missas e reuniões, onde inclusive já falei ao público presente, por ocasião da abertura da campanha da fraternidade que tinha como tema o combate às drogas. Minha ignorância histórica não se deu por aversão ao povo católico, a quem admiro e respeito, e nem pelo fato de ter nascido e me criado em um lar evangélico desde criança. Eu mesmo me surpreendi por nunca ter atentado para este detalhe, que imagino, deve passar despercebido aos olhos de muitos que frequentam a catedral.
Fiz questão de registrar através de fotos o fato, que pra mim é interessante, pois além de ser uma memória viva da história de Coari, demostra o comprometimento do primeiro bispo com a igreja a quem serviu, ao pedir para ser enterrado no interior do templo. Na tampa do túmulo, que guarda os restos mortais do religioso está escrito o seu nome: DOM MARIO ROBERTO ANGLIN, e as inscrições C.SS.R.,D.D.D (que desconheço o significado), sua data de nascimento, em 04 de março de 1922, sua ordenação em 06 de janeiro de 1948, seu início de bispado em 02 de Junho de 1966 e seu falecimento em 13 de Abril de 1873.


Quando o primeiro bispo da Igreja Católica em Coari morreu eu tinha um pouco mais de 01 ano de idade, não tive sorte de ser conteporâneo do religioso, mas com certeza, muitos coarienses ainda devem lembrar de como ele era e qual sua contribuição para a comunidade coariense. O fato de ainda não termos um livro sobre a história do município faz com que fatos e pessoas relevantes se percam no limbo do esquecimento, e a medida que as pessoas vão morrendo o registro que está só na memória de alguns viveram épocas distantes e recentes também vão se perdendo. Estou pesquisando a história de Coari, se alguém se interessar por este assunto, vamos fazer algo para que preservemos ou ao menos, busquemos através de pesquisa levantar informações que costruam este resgate histórico tão necessário.
spacer